Prefeitura de São Paulo abre licitações para corredores de ônibus nas zonas Leste, Sul e Norte

Ônibus em São Paulo. Sistema necessita de mais corredores, diz estudo. Foto: Adamo Bazani (Diário do Transporte)/Clique para ampliar

Concorrência é para elaboração de projetos básicos e executivos para requalificação de trechos já existentes

ADAMO BAZANI

A prefeitura de São Paulo, por meio da SP Obras, abre nesta quinta-feira, 16 de agosto de 2018, licitação para a reforma de três corredores de ônibus na cidade, em Interlagos, na zona Sul; o Amador Bueno da Veiga, na zona Leste; e o Imirim, na zona Norte.

O aviso das licitações foi publicado hoje, mas somente amanhã estarão disponíveis os editais para consulta.

As concorrências são para a elaboração dos projetos básico e executivo, os primeiros passos para as obras.

Os três corredores fazem parte da meta da prefeitura de, até 2020, entregar 72 km de novos espaços ou requalificações.

E a gestão Bruno Covas vai ter de correr contra o tempo se quiser cumprir esta meta.

Apenas 3,3 km do corredor Berrini, na zona Sul, foram entregues pela gestão João Doria/Bruno Covas. Estão em obras mais 14 quilômetros de extensão do corredor Itaquera, trechos 1 e 2.

Considerando, em uma visão otimista, que a prefeitura conclua os 14 km dos trechos do corredor Itaquera, faça os 8 km de corredores previstos na proposta do Orçamento para ano que vem (que ainda pode ser alterada), somados aos 3,3 km já entregues, no ano de eleições municipais, para cumprir a meta, Bruno Covas terá de inaugurar 46,7 km de corredores em 2020. Até lá, os números podem mudar.

Como mostrou o Diário do Transporte, desde o início da gestão João Doria, foram retirados dos corredores de ônibus para outras áreas R$ 874 milhões, para intervenções como o Programa Asfalto Novo e até para a reforma do Autódromo de Interlagos.

Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2018/06/13/cortes-de-investimentos-em-corredores-de-onibus-em-sao-paulo-ja-chegam-a-r-874-milhoes-nas-gestoes-doria-covas/

Em outra frente, a SPTrans lançou no final de julho a consulta para licitação que vai compreender a manutenção de mil quilômetros de vias por onde passam ônibus, com preferência para corredores, mas englobando ruas e avenidas que também não oferecem espaços exclusivos para o transporte público coletivo. Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2018/07/27/sptrans-vai-licitar-obras-para-manutencao-de-mil-quilometros-de-vias-onde-passam-onibus-e-corredores/

Na cidade, só há 128,8 km de corredores de ônibus nos 17 mil km de vias, sendo que apenas 8 km, no Expresso Tiradentes, são de BRT – Bus Rapid Transit, que é uma estrutura que oferece mais exclusividade ao transporte coletivo e maior velocidade. Um estudo encomendado pela prefeitura em 2012 mostrou que para atender adequadamente os 9,5 milhões de passageiros diários dos ônibus de São Paulo, seriam necessários ao menos 600 km de corredores centrais (não de faixas).

TRECHOS:

Os editais destes três corredores estarão disponíveis nesta quinta-feira, 16, e, a data da entrega dos envelopes varia de acordo com o empreendimento.

Os trechos compreendidos pelas licitações dos projetos básicos e executivos e os dias de apresentação de propostas são os seguintes:

– Zona Norte: requalificação do corredor de ônibus Imirim (trecho entre Av. Dep. Emilio Carlos e Al. Afonso Schimidt). Data de abertura de envelopes: 31/08/2018.

– Zona Leste: requalificação do corredor de ônibus Amador Bueno da Veiga (trecho entre Praça Micaela Vieira e R. Embira). Data de abertura de envelopes: 31/08/2018.

– Zona Sul: requalificação do corredor de ônibus Interlagos (trecho entre Avenidas Washington Luís e Atlântica). Data de abertura de envelopes: 17/09/2018.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

3 comentários em Prefeitura de São Paulo abre licitações para corredores de ônibus nas zonas Leste, Sul e Norte

  1. Bruno Quintiliano // 15 de agosto de 2018 às 09:47 // Responder

    A prefeitura divulgou como corredores, sao faixas a direita, nem entram na meta de 72km (ou nao deveriam entrar)

  2. Por isso achei estranho estar na lista a Amador Bueno, já que não tem um corredor real nela, acho isso uma GRANDE (palavrão não, né, meu jovem) piada, como coloca obra de corredor se e somente faixa exclusiva, isso e pra ludibriar a população, que já e iludida fazem anos em SP, pelo monopólio vergonhoso do PSDB, e a prefeitura cada prefeito que entra, quer fazer uma coisa e não continua o que o anterior iniciou, piada.

  3. Menos corredores, menos ônibus, menos linhas, este e o governo do menos.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: