SPTrans vai licitar obras para manutenção de mil quilômetros de vias onde passam ônibus e corredores de transportes

Vias por onde passam ônibus estão em más condições em diversos pontos. Nem mesmo a Paulista escapa. Foto: Adamo Bazani (Diário do Transporte)/Clique para ampliar

Consulta pública foi aberta hoje e vai somente até sexta que vem. Dos mil km, 250 km são de corredores de ônibus segregados, 520 km de faixas exclusivas e 230 km de vias comuns

ADAMO BAZANI

A São Paulo Transporte vai abrir uma licitação para manutenção e conserto do pavimento de corredores e recapeamento de vias comuns por onde passam os ônibus municipais, em especial as ruas e avenidas de maior movimento de coletivos.

Nesta sexta-feira, 27 de julho de 2018, a gerenciadora dos transportes da cidade abriu a consulta pública, divulgada de maneira discreta no Diário Oficial do município.

O período para a população e empresas analisarem e darem sugestões para o edital definitivo é curto, vai até a próxima sexta-feira somente, 03 de agosto de 2018.

Ainda não foi definido o dia da publicação do edital definitivo.

A contratação será por 12 meses. A empresa ou consórcio que vencer terá de apresentar um plano de trabalho em até 30 dias depois de assinarem o contrato.

O critério principal para selecionar a empresa ou consórcio é o menor preço oferecido para cada serviço.

Em nota, a SPTrans explicou ao Diário do Transporte que a licitação compreende mil quilômetros de vias e que o valor de referência é sigiloso para manter a competitividade.

A SPTrans esclarece que o objetivo da consulta pública é colher críticas e sugestões que poderão ser utilizadas como subsídios na elaboração do Edital, conforme estabelece o Decreto Municipal nº 48.042/06. 

A minuta de edital e anexos foram disponibilizados no site da SPTrans no link “consulta pública”.

O contrato terá vigência de 12 meses e prevê a abrangência de 1.000 km de vias, dos quais 250 km de corredores de ônibus segregados, 520 km de faixas exclusivas e 230 km demais vias atendidas pelo transporte público por ônibus. 

O valor de referência será sigiloso, conforme exposto no item 2.7 da minuta de Edital, com fundamento no artigo 18 do Regulamento Interno de Licitações e Contratos e artigo 34 da Lei Federal 13.303/2016.

Os recapeamentos e consertos, de acordo com a minuta do edital, são para corredores com piso de concreto, faixas à direita com asfalto e vias comuns por onde passam os ônibus, conforme a minuta:

– Corredor segregado – Faixa de tráfego preferencialmente à esquerda da mão de direção, de uso exclusivo nos dois sentidos do transporte coletivo público, delimitada por linhas externas contínuas de sinalização horizontal longitudinal e o meio-fio junto ao canteiro central, é destinado ao uso exclusivo do Serviço de Transporte Coletivo Público de passageiros da Cidade de São Paulo.

–  Corredor viário estratégico (faixa exclusiva) – É constituído por vias principais do eixo viário à direita que compõem o sistema estrutural do transporte coletivo público. O tratamento operacional visa priorizar a fluidez do transporte coletivo público, conforme a característica física de cada corredor específico com exclusividade em horários de “pico” pré-estabelecidos garantindo o tratamento preferencial no tráfego, podendo ser em outros horários.

–  Demais vias de interesse do Serviço de Transporte Coletivo Público de passageiros da Cidade de São Paulo – É constituído por todas as vias onde trafegam os veículos vinculados ao transporte coletivo público de passageiros da Cidade de São Paulo, além dos corredores.

A empresa vai poder subcontratar outras companhias para algumas obras, como colocação de postes, grades e jardins, desde que isso não custe mais que 10% do valor contrato

Será admitida a subcontratação de serviços especializados, em particular para fornecimento de sinalização, fornecimento de gradis e postes, ensaios tecnológicos, determinação das condições dos pavimentos em campo e paisagismo, limitada a no máximo 10% (dez por cento) do valor do contrato, sem prejuízo das responsabilidades contratuais e legais da CONTRATADA.

De acordo com a minuta, a empresa que participar isoladamente da licitação terá de apresentar um patrimônio de R$ 4,9 milhões e, no caso de consórcio, o patrimônio mínimo deverá ser de R$ 6,37 milhões.

Prova de ter a LICITANTE, Patrimônio Líquido mínimo equivalente a R$ 4.900.000,00 (quatro milhões e novecentos mil reais) na data estabelecida para a entrega dos envelopes nos 01 e 02.

Para as condições de participação em consórcio, será aceito o somatório dos Patrimônios Líquidos das empresas, acrescido em 30%, totalizando o montante de R$ 6.370.000,00 (seis milhões, trezentos e setenta mil reais). Será admitida a participação de consórcios compostos por até 2 (duas) empresas

DISCRIMINAÇÃO DE SERVIÇOS:

 

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

7 comentários em SPTrans vai licitar obras para manutenção de mil quilômetros de vias onde passam ônibus e corredores de transportes

  1. Eles começam um monte de obras depois abandonam. Cade o corredor da Av . Itaquera?

  2. Pelo menos alguma coisa ,o Dória prometeu e nada ate hoje, apos usar o cargo pra trampolim, piada.

    • Marcos Borges do Carmo // 28 de julho de 2018 às 20:27 // Responder

      É Rodrigo.Esse mentiroso usou o cargo de trampolim mesmo. Você foi muito feliz no seu comentário!E se você for ver nas pesquisas pra governador esse infeliz está na liderança!absurdo!o povo é traído por ele (que falou aos 4 cantos da cidade que ia CUMPRIR O MANDATO DE PREFEITO INTEGRALMENTE ATÉ O ÚLTIMO DIA) não cumpriu mente trai a Cidade e ainda tá bem nas pesquisas?adoraria que lá na urna ele perdesse a eleição MAS pelo que tô vendo o povo paulista vai COMETER A BURRRICE DE ELEGER ESSE CARA DE NOVO!AÍ NA PRÓXIMA ELEIÇÃO PRA PRESIDENTE ELE USA O CARGO DE GOVERNADOR DE TRAMPOLIM DE NOVO.

      • Em SP quem e mais pobre e paga mais impostos, mal sabe votar a maioria infelizmente, e a classe média que nos últimos anos anda elegendo o PSDB, triste isso não vai mudar tão cedo.

  3. A sptrans e CET precisam melhor os semáforos das vias onde passam os ônibus
    Semáforos péssimos mal sincronizado fazendo os ônibus perder tempo no para para

  4. Se estiver uma vaga pra um pai de família desempregado, entra em contato comigo 9883-97143

  5. JOSE AMORIM DA SILVA // 20 de dezembro de 2018 às 18:02 // Responder

    Boa tarde,
    De alguns meses para cá o corredor nove de julho sentido bairro da São Gabriel até a Faria lima muito ta muito congestionado praticamente uma hora, um absurdo, o trafego para veículos ta mais rápido. O que acontece?
    O que a SP trans pode fazer para melhorar esse problema.
    Grato
    José Amorim

2 Trackbacks / Pingbacks

  1. Suspensas licitações para três corredores de ônibus na cidade de São Paulo – Diário do Transporte
  2. Prefeitura de São Paulo lança novamente consulta pública de megalicitação para manutenção de 4,7 mil km de vias onde passam ônibus – Diário do Transporte

Deixe uma resposta