Média de idade dos ônibus do Consórcio União Santo André continua acima do permitido e gestão Paulo Serra não comenta o assunto

A empresa com maior idade média da frota é a Transportes Coletivos Parque das Nações, com 9,17 anos. Foto: Adamo Bazani

Por meio da Lei de Acesso à Informação, o Diário do Transporte apurou que frota têm 5,92 anos

JESSICA MARQUES

O transporte público municipal de Santo André, no ABC Paulista, continua enfrentando desafios com relação à qualidade dos ônibus, que não estão sendo renovados com a frequência que deveriam.

A média de idade dos veículos do União Santo André continua acima do máximo permitido. Por meio da Lei de Acesso à Informação, o Diário do Transporte apurou que a frota consórcio tem 5,92 anos, em média.

A Prefeitura de Santo André foi procurada pela reportagem em 11 de setembro e, até a publicação, não se manifestou. O prefeito Paulo Serra havia prometido um plano de renovação de frota até este mês, mas a promessa não foi cumprida até o momento.

Relembre: Santo André terá plano de renovação da frota até setembro e licitação de Vila Luzita vai ser concluída até o final do ano, promete Paulo Serra

Considerando também os veículos da Suzantur, empresa que opera em contrato emergencial na região da Vila Luzita, todos os ônibus municipais de Santo André possuem 5,58 anos.

TODAS AS EMPRESAS POSSUEM IDADE MÉDIA ACIMA DO PERMITIDO

Nenhuma das empresas do União Santo André segue o parâmetro de idade média de até cinco anos, que é o máximo estabelecido no contrato de concessão.

A empresa com maior idade média da frota é a Transportes Coletivos Parque das Nações, com 9,17 anos. O proprietário é Carlos Sófio.

A linha municipal I08 – Hosp. Mario Covas/Jd. das Maravilhas está sob responsabilidade da viação com idade média mais alta de Santo André.

Em seguida, está a Viação Vaz, com 6,83 anos de idade média. Em maio de 2016, foram apresentados sete novos veículos. Mesmo assim, a viação está em segundo lugar na lista de empresas com a frota mais velha da cidade.

Relembre: Santo André recebe mais sete ônibus zero quilômetro

A Viação Vaz tem como proprietário Ozias Vaz e é responsável por cinco linhas municipais: B-47 – Vila Luzita/Vila Palmares, B-51 – Jardim Bom Pastor/Jardim Oriental, I-06 – Jardim Bom Pastor/Estação de Utinga, I-03 – Jardim Bom Pastor/Parque Capuava e B-63 – Vila Palmares/Jardim Alvorada.

Em terceiro lugar, está a Empresa Urbana de Santo André, de Baltazar José de Sousa, com 6,17 anos de idade média da frota. As linhas da empresa são a B-13 – Jardim Aclimação/Vila Alice, B-19 – Jardim Aclimação/Rodoviária e S-36 – Parque Novo Oratório/Rodoviária.

A ETURSA – Empresa de Transporte Urbano Rodoviário de Santo André, do proprietário Ronan Maria Pinto, vem em seguida com 5,92 anos. Neste caso, as linhas operadas são I 04 – Jardim Las Vegas/Parque Capuava e I05 – Vila Rica/Estação de Utinga.

A empresa com menor idade média da frota ainda está abaixo dos cinco anos exigidos pelo contrato de concessão. A Viação Guaianazes / Curuçá possui 5,17 anos e também é de Ronan Maria Pinto.

Neste caso, as linhas são I 02 – Cidade São Jorge/Jardim Ana Maria, I 07 – Bairro Paraíso/Vila Lucinda, B 11 – Vila Guiomar/Bairro Paraíso, T 12 – Jardim Alzira Franco/Centro, T 14 – Jardim Ana Maria/Centro (Circular), T 15 – Hospital Mário Covas/Estação Santo André, T17 – Jardim Alvorada – Uni ABC, B 21 – Cidade São Jorge/Bairro Campestre, U 22 – Parque Capuava/Estação de Utinga, U 26 – Parque Capuava/Estação de Utinga, T 23 – Cidade São Jorge/Terminal Oeste, T 24 – Estação Santo André/Estação de Utinga, T 25 – Vila Suíça/UniABC, T 27 – Condomínio Maracanã/Estação de Santo André, T 28 – Parque Gerassi/Estação de Santo André, T 29 – Vila Suíça/Estação de Santo André, B 31 – Cidade São Jorge/Vila Luzita, B 64 – Estação de Santo André/Fundação Santo André, I 01 – Jardim Alzira Franco/Fundação Santo André, S 48 – Cidade São Jorge/Terminal Prefeito Saladino, T 16 – Parque João Ramalho/Ipiranguinha e T 18 – Parque João Ramalho/Ipiranguinha.

Confira a lista abaixo com a idade média da frota do Consórcio União Santo André, por empresa:

onibus

Diário do Transporte procurou também o diretor da AESA – Associação do Sistema de Transporte de Santo André, que reúne as empresas do Consórcio União Santo André, Luiz Marcondes de Freitas Júnior, questionando novamente se há previsão de renovação da frota com ônibus zero quilômetro. Não houve retorno.

VILA LUZITA

A frota de ônibus da Suzantur, empresa responsável pela operação do transporte coletivo na região da Vila Luzita, é a única que está abaixo dos cinco anos determinados para idade média dos veículos.

A frota possui 4,42 anos, em média, incluindo um ônibus híbrido, que pode reduzir as emissões de poluentes entre 35% e 90% dependendo do material analisado e foi entregue recentemente.

Leia mais em Vila Luzita passa a contar com ônibus híbrido que reduz poluição e emissões de ruídos

A Prefeitura de Santo André, por meio da SATrans, havia dito que finalizou a proposta de edital para a concessão das linhas de ônibus da região da Vila Luzita. Conforme informado pela administração municipal, o lançamento depende agora do aval do Ministério Público.

Questionada sobre a aprovação do edital pelo Ministério Público, a gestão também não se manifestou até a publicação desta reportagem.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

 

6 comentários em Média de idade dos ônibus do Consórcio União Santo André continua acima do permitido e gestão Paulo Serra não comenta o assunto

  1. Sabia, o consórcio não vai renovar a frota, se houver realmente a nova padronização dos ônibus (pintura) vao maquear a frota velha já existente… Estamos indo na contramão e o prefeito junto com a S.A Trans estão coniventes com todo esse descaso. 🤦

  2. Fran Pedro damacena // 18 de setembro de 2018 às 18:38 // Responder

    Os ônibus que fazem a linha b23 b21 cidade São Jorge eles tem mais de 20 anos de uso é uma vergonha

  3. Parabéns para que voltam no prefeito Paulo serra aí lei da corrupção está instalado em santo André não adianta por que ele vá le até 2023 com ônibus velho parabéns povo de santo André mais 75%que voltam nesta prefeito espere 2020 fai mesma coisa

  4. Não precisa ir muito longe, trabalho na Av. Martim Francisco, quase todos os dias tem onibus quebrado. Transporte coletivo de Santo André está sucateado

  5. Parabéns pela reportagem , realmente é um caos o transporte em santo André . Uma vergonha pra uma cidade tao grande , sou moradora do parque Capuava , as linhas s 36 e u 26 e uma lástima ônibus sucateados , não cumprem os horários vc fica esperando muito tempo por uma carroça que quando vem as vezes quebra logo em seguida . Tem um ou dois no s36 melhorzinho pra da uma enganada . Isso em santo André rola a anos . E o preco da passagem absurda isso que e o pior. Paga-se caro por um serviço de quinta.

  6. Olá isto é uma vergonha aqui onde moro passa a linha S 36 pq.novo oratório os ônibus são uns lixo e sem contar que aumentaram o intinerario o ônibus faz um tur pelo bairro inteiro vc até cansa de tanto ficar nele e sem contar que só anda super lotado uma vergonha e ainda paga pela passagem R$: 4.40. isso não melhora nunca.

6 Trackbacks / Pingbacks

  1. Câmara Municipal de Santo André reagenda audiência pública sobre sistema de transporte – Diário do Transporte
  2. Santo André e São Bernardo do Campo têm reajuste na tarifa de ônibus em janeiro – Diário do Transporte
  3. Moradores de Santo André apontam problemas em transporte coletivo e empresários pedem revisão de gratuidades – Diário do Transporte
  4. Empresa de ônibus de Santo André entrega seis veículos seminovos para o transporte coletivo – Diário do Transporte
  5. Estacionamento em fila dupla interfere em transporte coletivo e é alvo de fiscalização em Santo André – Diário do Transporte
  6. Ônibus municipal pega fogo em Santo André – Diário do Transporte

Deixe uma resposta para Marcos Cancelar resposta