SPTrans confirma envio de circular prevendo ônibus novos sem posto para cobrador, mas nega planos de demissões

sem cobrador
Ônibus do subsistema local (ex-cooperativas) já operam sem cobradores. Foto: Adamo Bazani (Diário do Transporte) - Clique para ampliar.

Desde a noite de domingo a informação tem circulado na internet, redes sociais e aplicativos. Ao Diário do Transporte, gestora da prefeitura diz ainda que atuais cobradores passam por programas de reciclagem nas empresas e são reaproveitados pelo sistema em outras atividades como: fiscalização, manutenção,  administração entre outras.

ADAMO BAZANI / ALEXANDRE PELEGI

A SPTrans – São Paulo Transporte informou de maneira oficial que é verídica a circular que prevê que a partir do dia 02 de setembro de 2019, os novos ônibus municipais do subsistema estrutural dos tipos padron (motor traseiro e piso baixo) ou básico (motor dianteiro com elevador) devem ser inseridos na cidade já sem o posto do cobrador (assento e caixa armazenadora de dinheiro).

Atualmente, só os veículos do subsistema local (ex-cooperativas) estão com esta autorização de não terem o posto de cobrador.

Entretanto, segundo a SPTrans, em resposta ao Diário do Transporte nesta segunda-feira, 17 de junho de 2019, não há nenhum plano de demissão dos profissionais que exercem a função de cobrador.

Não estão incluídos na autorização os modelos articulados e biarticulados.

Veja a nota na íntegra.

A SPTrans esclarece  que não há nenhum plano de demissão dos profissionais que exercem a função de cobrador.  Com o avanço da tecnologia e cobrança automática das tarifas no transporte coletivo, esses profissionais já passam por programas de reciclagem nas empresas e são reaproveitados pelo sistema em outras atividades como: fiscalização, manutenção,  administração entre outras.

A reciclagem dos cobradores ocorre de maneira natural nas empresas já que atualmente, em todo sistema, apenas 5% dos passageiros fazem o pagamento da tarifa em dinheiro.

Vale  destacar que a carta Circular DO 005/2019 enviada para as empresas de ônibus se refere ao layout interno dos futuros ônibus padron, que passarem a ser adquiridos pelas empresas. Desde 2014, os veículos do Subsistema Local, cerca de 6 mil carros, já circulam sem cobrador.

Desde a noite deste domingo, 17, imagens da circular têm sido compartilhadas na internet, em redes sociais e em aplicativos de mensagens para celular, o que causou preocupação e instabilidade entre profissionais dos transportes.

O Diário do Transporte preferiu esperar as informações oficiais e as atualizações para não agravar o quadro de incerteza no setor.

EXTINÇÃO DOS COBRADORES PROVOCA INTENSOS DEBATES NO PAÍS

A questão da extinção da figura do cobrador vem causando acalorados debates em várias cidades brasileiras. Algumas capitais já tentaram produzir alterações, seja por Projeto de Lei do Executivo, seja por ações realizadas em caráter experimental.

Campinas, cidade com mais de um milhão de habitantes, extinguiu a função de cobrador. Já em 2014 o Sindicato dos Motoristas e Cobradores de Ônibus do município do interior paulista mostrou-se favorável à proposta desde que não houvesse demissão dos 1 mil 350 cobradores da cidade.

A prefeitura passou a implantar, desde fevereiro de 2018, um processo que visava a eliminação total do uso do dinheiro para o pagamento da passagem dentro dos ônibus, por meio do sistema de QR Code. A medida veio ao encontro de uma ação do Ministério Público do Trabalho, que em maio de 2017 ingressou com uma ação civil pública contra as empresas de ônibus pedindo ao judiciário trabalhista que as condenasse a não permitir que motoristas acumulassem a função de “desempenhar atividades de comercialização de passagens, cobrança de tarifas ou similar”, independente do veículo estar parado ou em movimento, ou da cobrança ser feita dentro ou fora dos veículos.

Em janeiro de 2019 a prefeitura conseguiu finalmente eliminar totalmente o uso de dinheiro como forma de pagamento no interior do transporte coletivo. Relembre: Campinas elimina pagamento em dinheiro nos ônibus a partir do dia 19 e promete lançar licitação até março

CURITIBA:

Recentemente, uma lei de autoria da prefeitura de Curitiba colocou em lados opostos administração municipal e trabalhadores do setor. Protocolado pela Prefeitura da capital paranaense no dia 25 de novembro de 2018, o projeto de lei originalmente falava em tornar a bilhetagem eletrônica a forma exclusiva de cobrança no transporte coletivo da cidade.

Após as discussões, a Câmara Municipal acabou por aprovar na última semana, dia 11 de junho, um projeto que garante a ampliação de bilhetagem eletrônica na cidade, mas com alterações para que os cobradores possam atuar em paralelo à implantação do sistema eletrônico. Antes da aprovação, houve negociação entre os trabalhadores do transporte público, os empresários do ramo, a Prefeitura de Curitiba e os vereadores da cidade. A substituição dos cobradores de ônibus pela tecnologia, no molde do que já acontece nos micro-ônibus da cidade, será feita ao longo dos próximos quatro anos. Relembre: Acordo coletivo garante cobradores nos ônibus de Curitiba por mais quatro anos / Câmara de Curitiba aprova projeto que garante ampliação da bilhetagem eletrônica

SÃO LUÍS

Já em São Luís, capital do Maranhão, alguns testes realizados em linhas alimentadoras do sistema de transporte coletivo provocaram questionamentos. Um deputado Estadual ingressou recentemente com uma ação civil pública (ACP), por meio do Instituto Brasileiro de Estudo e Defesa das Relações de Consumo – Ibedec, pedindo a suspensão da retirada de 20% dos cobradores das linhas do transporte coletivo da capital maranhense. Na Ação, está explícita a vinculação de qualquer modificação nesse sentido à modernização prévia do sistema. Na mesma linha, a Defensoria Pública do Maranhão acompanha o caso, diante de notícias de que uma parcela dos trabalhadores já teria sido retirada da função. Relembre: Retirada de cobradores dos ônibus de São Luís (MA) alerta Defensoria Pública

PORTO ALEGRE

Em Porto Alegre o assunto também vem sendo debatido. Um Projeto da prefeitura de Porto Alegre, encaminhado à Câmara de Vereadores em 2017, com a finalidade de extinguir a obrigatoriedade dos cobradores nos ônibus da capital é o foco de discórdia entre rodoviários e Poder Executivo. Apesar de o projeto prever o fim da função de cobrador, gradativamente, a proposta cita a não substituição dos funcionários. Ou seja, novos cobradores não devem ser contratados, mas não está prevista a demissão dos trabalhadores. Relembre: Prefeitura de Porto Alegre quer redução de gratuidade para idoso e doente, fim dos cobradores e maior vida útil para frota de ônibus

FORTALEZA

A prefeitura instalou no fim de 2018 um sistema que descarta a presença do cobrador em caráter experimental em algumas linhas de ônibus que operam na capital e na Região Metropolitana. O Sintro (Sindicato dos Rodoviários do Estado do Ceará) reagiu e chegou a realizar algumas manifestações de protesto, no que contou com o apoio do Ministério Público do Estado.

A Secretaria Municipal de Conservação e Serviços Públicos (SCSP) e a Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor) esclareceram na época que buscavam somente “fornecer mais uma alternativa para o usuário do transporte público, promovendo ganhos de velocidade, mas mantendo o serviço original nas linhas já existentes”. E que o conceito adotado se propunha a ser uma estratégia de operação de curto prazo, “mantendo o serviço original do sistema, onde os cobradores estão presentes”. Relembre: Em mais um protesto, motoristas e cobradores de Fortaleza paralisam Terminal de Messejana

Adamo Bazani e Alexandre Pelegi, jornalistas especializados em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. ritakaroline05@gmail.com disse:

    Eu quero ver a onde vai colocar tanto cobradores dentro dessa empresas de onibus

  2. Luana Araújo disse:

    Sempre arrumando jeito de mais desempregos ..

  3. Rob disse:

    Em Fortaleza e outras capitais o que existe é um plano de demissão em massa articulado para que ninguém perceba e reaja, acorda meu povo perdendo seus postos de trabalho e não fazem nada ;prefeito aliado(bancado)por empresarios agora e a hora do troco meu povo vamos pra cima o povo unido consegue derrubar até o presidente imagina um projeto vagabundo como esse que não acrescenta em nada para o povo só atrasa o povo acordem Ceará.

    1. Andreia ochilio Gomes disse:

      Eu também acho um absurdo o desimprego já está demais agora vem essa dessas empresas os. Cobradores são muito importantes dentro do ônibus só quem vai lucra com iiss são os donos das empresas porque porque pra os cobradores está difícil pporqu eles nan dá essa atenção toda pra eles não pelo omenos aqui na empresa em cabo frio RJ eles estão sendo tratado como unutii falo porque sei oque estae passando um absurdo..

  4. Hélio silva disse:

    Isso aí se chama safadeza, começou assim no Rio de Janeiro, vai ver como é que ta agora , isso ai se chama roubo junto com empresário , em gestão de governo, alguém ta levando uma grana pra acabar com o trabalhador.

  5. Helio disse:

    Não tem vagas para tanto cobradores .risco de acidente de trânsito .mais passageiro andando de graça entrando por trás . agressão contra motorista .estress por acúmulo de função.e atraso de viagem

  6. Glebson R Aquino disse:

    Acorda meu Povo eles Querem Lubridiar TDS Vcs, Olha quem e os Aliado dos Empresários Governador, Vereador, Deputado, Presidente Vivemos em um Mundo Capitalista onde eles só olham pra seu Próprio Umbigo…

  7. Emerson Martins disse:

    Um absurdo,fazer um motorista dirigir,e cobrar passagem.
    Ja que estão fazendo isso, pq não obrigam as empresas a aceitarem só o bilhete eletrônico?
    Arrumam jeito pra tudo,nesse país.

    1. São na verdade 3 funções Emersom>> motorista> cobrador> acensorista..um pecado contra estes profissionais.

  8. Emerson Martins disse:

    Só não colocam robôs,pra dirigir ônibus,pq o custo é muito mais alto, e também pq isso ainda não é possível, kkkkkk.

  9. Ricardo disse:

    EU FUI COBRADOR DE ÔNIBUS E INFELISMENTE A EMPRESA FALIU E NAO ME PAGARAM FUNDO DE GARANTIA!!!
    EU PASSEI DIFICULDADES AO LONGO DOS ANOS E HOJE ME ENCONTRO BEM FISICAMENTE, EMOCIONANTE E PROFISSIONALMENTE.
    EU TENTO ENTRAR E É MUITO COMPLICADO POIS AS EMPRESAS FAZEM ESQUEMAS NAS CONTRATAÇÕES. MUITA INDICAÇÃO DE AMIGOS, PARENTES E FAMILIARES.
    ESPERO QUE ACABE COM OS COBRADORES

    1. Muito triste Ricardo, essa panelinha em empresas, e nem sempre são empresas, mas de certos motoristas….e o pior virá aos motoristas solitários > FGTS e INSS algumas empresas não estarão depositando.

    2. Eduardo M. Marques disse:

      Sería bom, os motoristas em SP dirigem como loucos

  10. Adriano disse:

    Mais uma vez vemos os direitos dos trabalhadores indo para o buraco. Ou seja um país com falta de empregos mais uma vez vemos isso ocorrendo cada vez mais. Essa retiradas dos cobradores dos ônibus é visto como mais desemprego em São Paulo. Essa estórias que as empresas vão transferir esses funcionários para outras funções ñ passa de uma mentiras. Como vão transferir 16 mil cobradores para outras funções sendo que essas empresas querem cortar custos. Principalmente para diminuir as folhas salariais.

  11. Tania Miranda disse:

    Bem, o primeiro passo é ônibus sem cobrador… mas não se esqueçam dos testes com ônibus sem motoristas….

  12. Adriano disse:

    Agora vem a sptrans afirmar que ñ terar demissões um órgão que é administrado pela prefeitura um órgão que só vê os patrões e os direitos de alavancar os cofres da prefeitura e a satisfação dos empresários. Esses msm que tem dívidas com a prefeitura e a população de São Paulo. Um transporte sucateados com carros acima de 10 anos circulando sem condições nenhuma.

  13. Paulo Roberto disse:

    Sou contra esse sistema de dirigir e ter que dar troco aos passageiros , porque por parte das empresas de ônibus os mesmos não colocam um sistema de o asseso ao ônibus ser só por cartão eletrônico e nem paga a nois motoristas de ônibus pelo menos a metade do salário de um cobrador , e eles não acabam com o dinheiro por causa do caixa 2 . Sou Motorista no RJ carreira sólo isso é um crime aí Eu falo cadê os juízes e Desembargadores do ministério do trabalho que não estão enxergando esse crime cometido contra o trabalhador responsável por conduzir várias pessoas todos os dias .

  14. Alex disse:

    O fim dos cobradores vai atrasar as viagens, vai atrapalhar o trânsito e aumenta o risco de acidentes. É por outro lado vai gerar mais desemprego, o que vai contribuir p q a economia seja afetada mais ainda,pois se ñ ha emprego e renda a economia ñ gira

  15. MARCOS ELENILDO FERREIRA disse:

    Aqui em Joinville – Santa Catarina …a Gidion – Transtusa em cumplicidade com a prefeitura prometeu o mesmo… meses depois todos os cobradores foram demitidos …um a um… cruéis e mentirosos … gananciosos e covardes.. acorda povo !!!

  16. Paulo Gil disse:

    Amigos, boa noite.

    Isto é igual aos aplicativos, uma estrada sem retorno; porém é obrigatório:

    1) Diminuição da tarifa, pois o custo fixo irá diminuir; portanto as planilhas já estão obsoletas e superfaturadas.

    2) Que o piloto só pilote, sem cobrar, sem caixa de dinheiro, moedas e bilhetes.

    3) Que se venda em tudo quanto é buteko as passagens únicas com QRCode; afinal o BUcova matou o B.U..

    Att,

    Paulo Gil

  17. Atenção gente a coisa é seríssima. O motorista agora fará na verdade 3 funções, motorista-cobrador e acensorista(deixar o caixa para manusear o elevador). Certo? Pois bem enviei ao Prefeito Paulo Serra da cidade Santo André uma carta enumerando os problemas e argumentos que poderão ocasionar problemas tanto ao profissional do volante , quanto ao Passageiro (1- Um ônibus não é um carro de passeio, tem volume de carga (vida humana) a ser carregado; 2- um auxiliar, com relação à amplidão do veículo, a auxiliar o motorista; 3- a demora de trocar dinheiro, fazendo com que a viagem demore e passageiros “bufem”, reclamem com a demora, já que muitos não imaginam o MUNDO que eles carregam; 4- a atenção para com idoso, já que alguns motoristas mal formado dê arrancadas bruscas podendo causar acidentes; 5- é fato que estes profissionais receberão UM SALÁRIO por 3 funções; 6- haveria, inclusive, de ter uma visita ao psicólogo, periódicamente, na empresa para saber de seu estado de saúde por conta do excesso de cargo), Portanto está na mão do prefeito de Santo André, que até agora ignora todos os argumentos. É sabido aqui que 2 cidades, os vereadores aprovaram a volta do cobrador. ALGUÉM PRECISA GRITAR SOBRE ESSE DESCALABRO. Esse abuso. Só quem ganha é a empresa. No Mais quero aqui pedir à todos que usem ônibus ao menos cumprimentem este competente profissional…Já é um alento

  18. Wilson disse:

    Os cobradores precisam trabalhar.

  19. Marcio disse:

    Olá gente eu trabalho de cobrador e posso garantir que a extinção de nós cobradores acarretará em mais de 30000 país de família desempregado porque as empresas não comportam todos funcionários adequando em outras funções do ficará na empresa aqueles que possuem habilitação categoria d ou e os demais que nem meu caso que ainda estou tirando a primeira habilitação não terei para onde correr pq o quadro de fiscais estão quase completos Manutencao não tenho experiência nenhuma portanto o que a prefeitura faz é um absurdo eles escolhem mexer na parte que convém para eles e donos de empresas sendo q o q se necessita msm e ampliar e melhorar o sistema tanto nas ruas com as faixas de ônibus funcionando como corredores a fiscalização não só da Sptrans como da cet em maior quantidade nos itinerários das linhas de ônibus que sempre e atrapalhada por veículos q não deveriam circular por lá deveriam mexer sim no sistema mas não com nós cobradores que somos partes importantes de uma engrenagem no sistema que mantém o embarque e desembarque com segurança nos ônibus que auxilia não só os passageiros mas o motorista tbm em determinadas conversões que ajuda a tomar conta dos ônibus que mantém os ônibus limpos com suas lixeiras limpas que ajuda e mto em caso de acidentes com ou sem vítimas por causa dessas roubalheiras no poder estamos sofrendo e seremos os primeiros a serem punidos

  20. Mozão da Ma disse:

    Quanta mentira .
    Não tem lugar para recolocar tantos cobradores . Vai ter muito pai de família desempregado em São Paulo.

  21. Douglas disse:

    É modo mais rápido que eles arrumaram para ganhar mais dinheiro e ficarem mais ricos e o trabalhador que já ganhava pouco agora não ganha nada, e está história que vão remanejar os funcionários é pura balela, aqui em Belo Horizonte foi assim

  22. Yunake disse:

    Aqui em MG , prometeram não demitir mas demitiram milhares de cobradores, e hoje eu dirijo e cobro passagens, tenho q dar informações,. Operar elevador . E horrível isso mas sou mãe e preciso criar minha filha .

  23. Jefferson disse:

    Emtu tirou os cobradores de Guarulhos….hj as viagens demoram mais tempo e não houve redução do valor da passagem e não colocaram mais ônibus. O único que ganha com isso é o empresário

  24. Syneide Correia Leite disse:

    Tá !!mas precisa facilitar a forma de aquisição de bilhete único, e mais disponibilidade de locais para recarga, e que realmente funcione…
    Nos bairros este serviço é quase inexistente.

  25. Roberto Medeiros de Aguiar disse:

    Sou motorista de ônibus aqui em Santo André – São Paulo e infelizmente não tivemos para aonde correr. A prefeitura se vendeu aos empresários como também o nosso sindicato que nada fizeram para impedir tal atrocidade. Na empresa em que trabalho, que é de propriedade de um mafioso muito conhecido por aqui, foram desligados muitos cobradores que hoje estão por aí e alguns desempregados por conta da idade e falta de qualificação profissional. Desta forma eu pergunto: Se a filosofia deste ou de todos os outros governos é e foi de acabar com o desemprego, porque permitir a extinção destes profissionais que tanto contribuíram e que hoje devido a idade, falta de estudo, e de uma qualificação para o mercado de trabalho, estão desamparados e desempregados? Essa história de que devido a evolução tecnológica e a implantação das catracas eletrônicas aqueles cobradores que ainda resistiram às demissões em massa desta categoria serão aproveitados e remanejados para outros setores, é pura enganação! Os empresários darão um jeito de gradativamente irem desligando essas pessoas pois não há promoção de cargos em empresa de ônibus. Eles se aproveitam da boa fé desses humildes trabalhadores, prometendo promoção e o fazem trabalhar pelo mesmo salário e função atendendo a diversas necessidades dentro da empresa até o cara se cansar e pedir demissão. Sou testemunha deste fato, tudo isso aconteceu aqui em Santo André (cidade da máfia), tudo aqui é comprado pelos empresários de ônibus, inclusive prefeito e vereadores, pois eles conseguiram acabar com os cobradores e jogarem está função nas costas dos motoristas. E depois vem alguns “mau lavados” aí dizer que não é mais procedente pleitear em ação trabalhista a dupla função. Dirigir falando ao celular é infração de trânsito, mas dirigir cobrando passagens não!
    Santa hipocrisia, pensam que somos um bando de idiotas. Com a palavra os senhores governantes pois este é o assunto que nunca se debate na televisão!

  26. Regis Campos disse:

    É uma tendência. Com a apliação da bilhetagem eletrônica o trabalho dos cobradores está se tornardo cada vez mais inócuo. Se houver mesmo a extinção desses profissionais (iniciada na gestão Fernando Haddad com as lotações) o seu trabalho não poderá ser assumido pelos motoristas, tendo que haver 100% de embarques à crédito com bilhetes, cartões de débito tipo contactless ou mesmo smartphones com NFC. O trabalho do choffer tem que ser o de apenas dirigir e se preocupar com embarques e desembarques.

  27. Mailson disse:

    Vocês não podem fazer isso com esses trabalhadores, vocês estão cometendo um erro, vocês estão mentindo falando que não haverá demissão, na onde vocês irão colocar os cobradores para lavarem os ônibus, para limpar a garagem, para trabalhar na fiscalização kkkkk. São Paulo já está cheio de fiscal de ônibus. Meu pai trabalhar de cobrado de ônibus tem 20 anos e de uma hora pra outra vocês decidem tirar os cobradores. Uma guerra está por vim, aguardaremos….

  28. Claudio disse:

    E vamos ver se com falta de cobradores tenta que parte deles seja novos motoristas pra aumenta os numeros de ônibus nas linhas, e carregador de creditos do BU nos todos terminais do TP e TS.

    Pra aceita sem dinheiro no ônibus pra não sobre carregar o motorista , que em breve todos cartões do BU vai ter o nome da pessoa em ser padrão e podia implementar um sistema que carregar os creditos no cartão por celular , internet , mais o cartão se ta zerado e não tem no momento do embarque , e aparece creditos negativos no tanto maximo permitido e quando recarregar vão ser descontados os creditos negativos e mais creditos positivos.

Deixe uma resposta para Paulo Roberto Cancelar resposta