Linha 18 do ABC terá um novo formato, confirma Governador João Doria

Foto: Divulgação

De acordo com Doria, é inviável o atual modelo com altos custos de desapropriações

ADAMO BAZANI / ALEXANDRE PELEGI

O governador de SP, João Doria, confirmou na manhã desta segunda feira, 8 de abril de 2019, que a Linha 18 Bronze, entre São Bernardo do Campo, Santo André e estação Tamanduateí em São Paulo, terá um novo formato.

A declaração foi dada em entrevista coletiva durante inauguração da estação Campo Belo da Linha 5 Lilás do Metrô. Para Doria, o modelo atual proposto foi um erro, principalmente pelo alto custo das desapropriações.

Temos estudado isso de forma muito objetiva, nas reuniões com o secretário Alexandre Baldy, com o secretário João Octaviano, com o secretário Rodrigo Garcia, que é o nosso vice-governador, e também com o secretário da Fazenda Henrique Meirelles”, disse o governador.

Importante registrar que nós vamos modificar esse formato. Houve um erro, a nosso ver, do governo que nos antecedeu, mas ao invés de ficar aqui apenas culpando o passado, vamos tratar de encontrar soluções para o presente e o futuro. Nós teremos um outro formato que não vai exigir 600 milhões de reais de pagamento de indenizações por desapropriações, até porque isso é inviável, nós não temos recursos no orçamento para essa finalidade. Então esse planejamento que o secretário Baldy tem conduzido será apresentado em breve, para que a nova solução a ser apresentada ela seja conclusiva, e não uma opção inviável e que gere apenas expectativas e não fatos reais e concretos”, concluiu Doria, sem, no entanto, falar em troca de modal.

O secretário dos Transportes Metropolitanos, Alexandre Baldy, seguindo o mesmo entendimento do governador, disse que a Linha 18 deve ter um modelo diferente do proposto inicialmente, considerado um erro por ele.

“A realidade da Linha 18, ela é também a falta de planejamento sobre todos os passos necessários. O decreto de utilidade pública, que visa a desapropriação para o início das obras, ele expirou, caducou, portanto o Governo do Estado não pode permitir o início imediato das obras da Linha 18 de Monotrilho neste momento. Faltou um ato em novembro do ano passado por parte do governo do estado. Faltam recursos que não foram empenhados pelo governo no ano anterior ao orçamento em mais de 600 milhões de reais somente para desapropriações e também para a parte do governo que são as obras. Então faltou planejamento, faltou ação e é claro que agora nós responderemos com as alternativas e os estudos necessários para que nós possamos fazer o melhor transporte público para a população”, afirmou Baldy.

No final do mês passado João Doria disse que estuda a possibilidade de outros modais ao invés de monotrilho para a ligação. Entre esses modais estaria um sistema de BRT, corredor de ônibus com maior velocidade e capacidade que os corredores comuns. Relembre: Definição de modal para Linha 18-Bronze sai em até 90 dias, diz Doria

O monotrilho do ABC deveria ter sido entregue em 2015. Os maiores entraves são com relação às desapropriações. O Consórcio Vem ABC, responsável pelas obras e pela operação, disse que já investiu R$ 5 milhões para antecipar etapas previstas após a ordem de execução do contrato.

Em nota, o Vem ABC informou que não foi notificado pelo Governo do Estado de São Paulo sobre os planos para o prosseguimento da concessão.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Colaborou: Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

15 comentários em Linha 18 do ABC terá um novo formato, confirma Governador João Doria

  1. Renato Vieira dos Santos // 8 de abril de 2019 às 14:21 // Responder

    Como as pessoas gostam de se enganar! Não tem recursos para terminar as obras pendentes do Metro e da CPTM e vai ter para viabilizar esse monstrengo. E com ficam as obras da linga 6 Laranja? A linha 10 Turquesa toda degradada, que para com uma simples chuvinha? E muitas outras. Há prioridades mais urgentes!

    • Linha 10 TODA degradada? assim vc me ofende….moro aqui é a unica linha que menos problema dá, com exceção das enchentes que nada tem a ver com a CPTM, e sim dos governos estaduais e municipal..

  2. ANDRE FERNANDES // 8 de abril de 2019 às 15:24 // Responder

    vem ai outro coredor de onibus (meia boca) da metra a baronesa de sbc ganhou mais uma

  3. EDUARDO CORREA FIGARO // 8 de abril de 2019 às 15:43 // Responder

    As alterações visam, apenas mudar os modais a favor do transporte urbano para que não fique ainda mais obsoleto, pois o Uber está como cupim deteriorando um sistema ultrapassado e falido.

    • Nada vai acontecer, a política deste governo é o desmonte das empresas públicas e benefícios aos amigos empresários, se nem o Zoológico e o Jardim Botânico o sr Doria quer manter nas suas atribuições, nem em sonho essa obra sairá do papel, outra promessa vazia como acabar com a Cracolandia ou o museu do trabalho do PT. Dois partidos cada vez mais parecidos em não cumprir seus compromissos com o povo

  4. se está dificil terminar o modal Tiradentes, é claro que esta linha ABC tenha de ser BRT, mais eficaz contra enchentes..

  5. Parabéns. ABC novamente sendo menos que lixo para o Governo do Estado. Mais um corredor bosta de ônibus para chamar de “BRT” que vai viver lotado, cheio de atrasos e parar toda chuva. Fora que vai ocupar mais espaço nas ruas que já não cabem carros nesse trânsito infernal.
    ABC cheio de mais dos mesmos problemas, votem 45 mais 15 anos que tá pouco.

    • Perfeito. Melhor que BRT seria a implantação dos modernos e não poluentes VLTs. Mais uma vez o governo curva-se aos interesses das montadoras de ônibus enquanto outras cidades brasileiras adotam o VLT. Sao Paulo ficou para trás em modernidade

  6. Na alemanha existe um metro que é suspenso e nao atrapalha o transito que passa por baixo fica livre pra trafego de outros veiculos ideia muito boa porque vcs nao copiam o que tem de melhor no mundo e nao fazer obras caras e que em pouco tempo fica defasada a tecnologia vamos andar pra frente e fazer obras inteligentes como essa , e outra essa linha já era pra estar funcionando a muito tempo o povo do abc precisa dessa obra urgente.

  7. Edigar da Silva // 8 de abril de 2019 às 20:19 // Responder

    Senhores, Governador Dória e secretário dosTransportes Metropolitano Baldy, trabalho há 30 anos em uma Empresa de transporte público Metropolitano na Região do Abc, mais uma vez lamento a falta de conhecimento, despreparos dos tecnicos e acessores que proponha alterações do projeto monotrilho para corredor, simplesmente se espelhando no atual e já existente corredor Metropolitano da EMTU/SP( que já foi a menina do olho da EMTU/SP atualmente é considerado a ponta do pé que atualmente é operado pela concessionária Metra( da senhora Beatriz ou melhor família Braga monopólio do transporte na região ) que opera com má e péssima qualidade, nos quesitosos cumprimentos tabela horário, limpeza, lotação, e manutenção, e ônibus quebrados em todo seu percurso todos os dias, também péssimo atendimento da maioria de seus condutores, deixando passageiros nos pontos, ônibus colado empurrando o outro e ficando um longo período sem ônibus.
    Será q realmente conhecem a região e o traçado em uma área q em épocas de chuvas há enormes inundações em quase todo o se traçado imagina o caos e transtornos causará aos usuários q serão transportados, será q não seria caso repensar mais nas ações/alterações, o Monotrilho será mais caro sim, mas não terá esses tipos de transtornos com as inundações.
    O que da há entender q a visita dos senhores na EMTU/SP e consecutivamente na garagem da Metra para entrega de alguns ônibus novos para oprecão do corredor Diadema/Blooklin e os velhos operarem no trecho ABD( o que vem acontecendo), acho que foram finfluenciados e convencidos pelos representantes do grupo Braga/ Beatriz em alterar o projeto simplesmente para benefícios própios e operação do novo trecho, e não pensando na melhoria da imagem transporte Metropolitano sobre pneus, é melhor cair a ficha Governador, Secretário, Técnicos, e Também técnicos e Gestores da EMTU/SP.

  8. Engraçado, para desapropriar terrenos em bairros com valores bem mais caros havia dinheiro ( Brooklin, Campo Belo, Pinheiros, região da Oscar Freire, Moema, etc, etc), mas quando é para o ABC não existe dinheiro, não existe licitação para a área 5 da EMTU. Será que o governado/governador está errado ou será que os prefeitos e os eleitores do ABC estão acomodados demais?
    Monotrilho já é pouco, merecemos metro subterrâneo, afinal nossa região é uma das maiores pagadoras de impostos do estado e deve ter o tratamento que merece.

  9. A primeira sinalização de “sintomas” na direção de alternância do referido Modal, ocorreu nas instalações de tradicional empresa de nossa região – Metra, onde o Sr. Governador e o Sr.Prefeito de São Bernardo, juntamente com proprietários desta empresa, apresentavam novos veículos articulados, mês passado…
    Seria acaso o apontamento de “novos projetos” que, eventualmente, permitisse esta empresa “colaborar”…
    Ademar Oliveira
    SP

  10. Felipe Luchiari Velber // 9 de abril de 2019 às 08:28 // Responder

    População deveria protestar fortemente contra esse lixo chamado do BRT, Ridículo chamar uma porcaria de corredor de ônibus de Linha 18.

  11. a nossa região merece um transporte de ponta como vlt fora o descaso da obra mal acabada da cptm o espresso abc que ate numca terminou a obra é os eqptos se estragando no meio do precipitation da obra ja que assim pq não fazem um metro de superfície em cima da linha turquesa assim não pega mais enchentes neste locais mais ou ate mesmo fazer uma obra neste trecho supendendo as linha trem nos trecho que enche assim poderia até melhorar um pouco os casos mal estrutura da deste linha turquesa

  12. Amigos, bom dia.

    É muito triste essa elocubração mental por este assunto com tantos profissionais capacitados para resove-lo.

    Mas ser resolver não fatura não é mesmo?

    Já que vai faturar mesmo, porque não fatura fazendo que tecnicamente tem de ser feito?

    se o faturamento é baixo se for feita a coisa tecnicamente, então aumenta o faturamento e faz a coisa tecnicamente correta?

    Assim as duas partes ficarão satisfeitas; afinal pagar por pagar é melhor pagar um valor a maior para que se tenha um serviço feito e concluído com qualidade ou do que pagar e não ter o serviço concluído ou mal feito.

    Lembrando que o faturamento sempre foi e continuará sendo pago.

    “FAÇAM BEM FEITO DA PRIMEIRA VEZ”

    Att,

    Paulo Gil

    .

2 Trackbacks / Pingbacks

  1. ENTREVISTA – Linha 18: “Passageiro do ABC quer chegar a São Paulo em até 20 minutos”, diz Paulo Serra – Diário do Transporte
  2. Linha 18: Doria garante que definição de modal sairá até o fim do ano – Diário do Transporte

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: