Ribeirão Preto terá transporte coletivo mais caro a partir de 31 de julho

Publicado em: 6 de julho de 2019

Foto: Leonardo Gimenes

Reajuste de 4% elevará tarifa dos atuais R$ 4,20 para R$ 4,40

ALEXANDRE PELEGI

A Prefeitura de Ribeirão Preto anunciou nesta sexta-feira, 5 de julho de 2019, o reajuste de 4,8% no valor da passagem do transporte coletivo. A decisão foi publicada no Diário Oficial do município.

Com isso, a tarifa passa dos atuais R$ 4,20 para R$ 4,40, valor que passa a vigorar a partir de 31 de julho.

O reajuste também alcançou a tarifa nas linhas alimentadoras, que passaram a custar R$ 1,70.

A prefeitura destacou que o índice de aumento aplicado decorreu de uma série de fatores, como o acordo coletivo de trabalho, firmado em 24 de maio de 2019, entre o Consórcio PróUrbano e o Sindicato dos Empregados em Empresas de Transporte Urbano e Suburbano de Passageiros de Ribeirão Preto e Região – SEETURP, o qual estabeleceu o índice de reajuste de 5,07% aos salários de toda a categoria.

Outro ponto foi a variação do preço médio do combustível no período de maio de 2018 a maio de 2019, que teve variação de – 0,13%.

Outros pontos foram a variação de 5,13% do índice de preços dos veículos automotores, reboques, carrocerias e autopeças, no período de maio de 2018 a maio de 2019, e a variação do Índice de Preços ao Consumidor (IPC/BR-DI), no período de maio de 2018 a maio de 2019, de 4,99%.

O cálculo da tarifa através da fórmula paramétrica em julho de 2018, informou a prefeitura, correspondeu a R$ 4,2238, ao passo que o mesmo cálculo, aplicado para o mês de julho de 2019, correspondeu a R$ 4,3940.

Ainda segundo o Decreto, a integração vale pelo prazo de 120 minutos a contar do primeiro embarque, com a passagem podendo ser utilizada em até três linhas de ônibus de grupos distintos.

O aumento, previsto em contrato assinado em 2012, estabelece o mês de julho para o reajuste anual da tarifa do transporte.

VALORES

Os estudantes cadastrados das redes municipal e estadual seguem sendo beneficiados com isenção da tarifa. Já os estudantes da rede privada, o que inclui ainda cursos técnicos, cursinhos de vestibular, e faculdades, esses têm direito à redução de 50% no valor da tarifa.

A partir de 31 de julho, os pagantes em dinheiro deverão pagar R$ 6,00. Diz o Decreto: “Excepcionalmente, e em caráter extraordinário, usuários desprovidos do cartão eletrônico poderão efetuar o pagamento da tarifa, em dinheiro, diretamente ao motorista do ônibus, no valor único de R$ 6,00 (seis reais), o qual dará direito à utilização da linha de ônibus, pela tarifa básica de R$ 4,40 (quatro reais e quarenta centavos) e à obtenção do Cartão Expresso, a ser disponibilizado pelo motorista, ao custo de R$ 1,60 (um real e sessenta centavos)”.

O Cartão Expresso, que vale como passagem, poderá se recarregado para novas utilizações, ou caso seja devolvido pelo usuário, este será reembolsado no valor de R$ 1,60 “junto aos postos de atendimento do Consórcio PróUrbano”.

Em nota, a Transerp – Empresa de Trânsito e Transporte Urbano de Ribeirão Preto S/A, que gerencia o sistema, esclarece que, mesmo com o reajuste na tarifa do coletivo, o valor é menor que o praticado nas cidades de Guarulhos, Campinas, São Bernardo do Campo, Santo André e Osasco.

do_rpo.jpg

QUEDA DE BRAÇO COM O LEGISLATIVO

A situação relativa à tarifa do transporte coletivo em Ribeirão Preto antagoniza uma queda-de-braço entre dois poderes, Legislativo e Executivo.

No dia 27 de junho de 2018, os vereadores integrantes da Comissão protocolaram um requerimento pedindo a contratação de uma consultoria, por parte da própria Câmara, para analisar a composição da planilha de custo do Consórcio PróUrbano.

Relembre: CPI do Transporte da Câmara de Ribeirão Preto quer auditagem na tarifa de ônibus

Cerca de um mês depois, a prefeitura definiu o aumento da passagem de ônibus mediante um reajuste de 6,33%. Em nota, o Executivo informou que representantes do Consórcio PróUrbano apresentaram proposta de reajuste de 19,24%, o que elevaria a passagem para R$ 4,71. A justificativa do consórcio é que houve queda no número de passageiros transportados, o que afetou as finanças da empresa.

Relembre: Passagem de ônibus é reajustada em Ribeirão Preto

Mesmo com o reajuste, o Consórcio não gostou do valor, alegando não ser ser suficiente para garantir o equilíbrio econômico da operação.

Relembre: Após aumento de tarifa em Ribeirão Preto, Consórcio reclama de gratuidades e quer isenção de ISS

Dia 27 de julho, mesmo dia em que a Prefeitura decretava o novo aumento, e em que os empresários de ônibus se queixavam do índice abaixo do que pretendiam, uma liminar da Justiça suspendeu o reajuste tarifário.

Relembre: Liminar suspende aumento da tarifa de ônibus em Ribeirão Preto

No dia 11 de agosto, a Prefeitura entrou na Justiça para derrubar a liminar.

Relembre: Prefeito de Ribeirão Preto entra na Justiça para derrubar decisão que suspendeu aumento da tarifa de ônibus

Somente um mês depois, no dia 13 de setembro, a Justiça cassou a liminar que suspendia o aumento, e o novo valor, de R$ 4,20, passou a vigorar três dias depois, num domingo (16).

Relembre: Após liberação da Justiça, prefeitura de Ribeirão Preto anuncia que ônibus a R$ 4,20 vigora já neste domingo (16)

O valor de R$ 4,20 foi mantido após nova decisão do TJ-SP. A publicação foi publicada em 6 de fevereiro de 2019. Relembre: Nova decisão do TJ-SP mantém tarifa de ônibus a R$ 4,20 em Ribeirão Preto

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Comentários

Deixe uma resposta