CPI do Transporte da Câmara de Ribeirão Preto quer auditagem na tarifa de ônibus

Foto: Divulgação

Tarifa deverá ser reajustada novamente em julho, conforme determina contrato de concessão assinado pela Prefeitura com o Consórcio PróUrbano

ALEXANDRE PELEGI

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Transporte Público da Câmara de Vereadores de Ribeirão Preto quer discutir o preço da tarifa de ônibus em Ribeirão Preto.

Na quarta-feira, dia 27 de junho, os vereadores integrantes da Comissão protocolaram um requerimento pedindo a contratação de uma consultoria, por parte da própria Câmara, para analisar a composição da planilha de custo do Consórcio PróUrbano.

Os vereadores querem formar opinião sobre o valor pago pelos usuários do transporte coletivo municipal. Eles esperam que, com a auditoria, seja possível saber se a tarifa cobrada nos ônibus da cidade é baixa ou elevada.

O pedido de consultoria foi assinado pelos vereadores Márcio Papa (presidente da CPI), e Jean Corauci (PDT), Paulo Modas (PROS), André Trindade (DEM) e Alessandro Maraca (MDB).

Até o momento, após análise feita a partir de dados levantados pela Comissão, a conclusão inicial é de que o valor da passagem em Ribeirão Preto é muito alto. Em declaração ao jornal Tribuna, o presidente da CPI, vereador Márcio Papa, afirmou que “além do descumprimento de várias cláusulas contratuais, o Consórcio PróUrbano tem receitas acessórias que não eram contabilizadas”. Ele cita a queda no preço do diesel e a exploração dos espaços publicitários nas paradas de ônibus.

O Consórcio PróUrbano, que opera o contrato de concessão do transporte coletivo municipal de Ribeirão Preto, cidade do interior paulista com cerca de 700 mil habitantes, tem sido alvo de ações do Ministério Público, que denunciam o descumprimento de cláusulas contratuais. As denúncias envolvem tanto o cálculo que definiu o valor da tarifa, quanto os investimentos realizados no sistema.

NOVO REAJUSTE DA TARIFA ESTÁ PREVISTO PARA JULHO

O jornal Tribuna solicitou à Transerp – Empresa de Trânsito e Transporte Urbano de Ribeirão Preto S/A e ao Consórcio PróUrbano, informações sobre o processo de reajuste tarifário, previsto para ocorrer no mês de Julho.

Em nota ao jornal, a empresa pública informou que “o contrato de concessão firmado do transporte coletivo estabelece a correção anual da tarifa, cujos estudos técnicos estão em andamento pela Transerp e deverão ser apresentados oportunamente no mês de julho”.

O Consórcio PróUrbano respondeu que “os estudos estão em fase de análise. Ainda não temos nenhuma posição”.

O PróUrbano é formado pelas empresas Rápido D`O­este (40%), Transcorp (30%) e Turb (30%). Possui uma frota de 356 ônibus, que operam 118 linhas e transportam cerca de 150 mil pessoas por dia.

Segundo reportagem do jornal Tribuna, nos últimos dez anos o valor da passagem de ônibus na cidade subiu 100%.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

Deixe uma resposta