Santo André e São Bernardo do Campo têm reajuste na tarifa de ônibus em janeiro

Passagem passará dos atuais R$ 4,40 para R$ 4,75, em ambos os municípios

JESSICA MARQUES

As prefeituras de Santo André e São Bernardo do Campo, no ABC Paulista, publicaram nos respectivos no Diários Oficiais deste sábado, 29 de dezembro de 2018, que a tarifa de ônibus municipais terá reajuste a partir de janeiro.

Em ambas as cidades, a passagem vai passar dos atuais R$ 4,40 para R$ 4,75. Em São Bernardo do Campo, o reajuste será aplicado a partir de 1º de janeiro de 2019, enquanto em Santo André, o aumento será no domingo, 6 de janeiro.

Em Santo André, o vale-transporte vai passar para R$ 5,95, de acordo com o decreto. Em São Bernardo do Campo, não foi divulgado o preço do passe para o empregador.

SÃO BERNARDO DO CAMPO

Segundo o decreto nº 20.648, publicado pela Prefeitura de São Bernardo do Campo, o aumento de 7,34% no preço do óleo diesel teve um impacto de 1,2% no custo operacional do sistema. Os salários dos funcionários e outros encargos também foram mencionados no documento como justificativa para o reajuste.

Por fim, investimentos em frota e aplicação de soluções tecnológicas também foram mencionados como justificativa pela Prefeitura. Neste ano, a SBCTrans entregou novos ônibus, com Wi-Fi e sistema de refrigeração.

Relembre: https://diariodotransporte.com.br/2018/07/26/sao-bernardo-do-campo-tera-30-novos-onibus-em-agosto/

O reajuste aplicado é de 7,55%, equivalente ao índice de inflação de 2018, calculado pelo IGP-M (Índice Geral de Preços-Mercado), que teve alta acumulada de 7,54%, mesmo recuando 1,08% neste mês de dezembro, segundo a FGV (Fundação Getúlio Vargas).

Confira o decreto que determina o reajuste, na íntegra:

sbc.png

Neste ano, o corredor da Avenida João Firmino foi uma das obras de mobilidade entregue pela administração municipal.

Entretanto, a via gerou congestionamento aos carros e a alguns veículos do próprio transporte coletivo, uma vez que não foram consideradas as linhas intermunicipais.

Relembre: Primeiro corredor de ônibus de São Bernardo do Campo não considera linhas intermunicipais e gera congestionamento

DESAFIOS NO TRANSPORTE PÚBLICO DE SANTO ANDRÉ

Apesar do reajuste anunciado, existem diversos desafios no transporte público municipal de Santo André que surgiram em 2018 e ainda não apresentaram sinal de resolução.

A retirada dos cobradores, a recente alteração no layout dos ônibus, a idade média da frota, o aplicativo que prevê o horário dos ônibus com imprecisão, entre outros casos já registrados pelo Diário do Transporte.

A média de idade dos veículos do União Santo André está acima do máximo permitido, que são cinco anos. Por meio da Lei de Acesso à Informação, o Diário do Transporte apurou em setembro deste ano que a frota consórcio tem 5,92 anos, em média.

Relembre: Média de idade dos ônibus do Consórcio União Santo André continua acima do permitido e gestão Paulo Serra não comenta o assunto

A Prefeitura de Santo André foi procurada pela reportagem em 11 de setembro e, até a publicação, não se manifestou. O prefeito Paulo Serra havia prometido um plano de renovação de frota até este mês, mas a promessa não foi cumprida até o momento.

Relembre: Santo André terá plano de renovação da frota até setembro e licitação de Vila Luzita vai ser concluída até o final do ano, promete Paulo Serra

Considerando também os veículos da Suzantur, empresa que opera em contrato emergencial na região da Vila Luzita, todos os ônibus municipais de Santo André possuem 5,58 anos.

Em fevereiro, o Diário do Transporte mostrou em primeira mão que a frota das empresas do Consórcio União Santo André, liderado pela Viação Guaianazes, de Ronan Maria Pinto, operava com média de idade de 6,22 anos.

As empresas do Consórcio União Santo André deveriam apresentar um plano de renovação até junho deste ano, mas o prazo não foi cumprido.

Relembre: União Santo André nunca teve frota de ônibus tão velha e sistema perde 5 milhões de passageiros

APLICATIVO

Outro grande desafio para os moradores de Santo André que utilizam o transporte público é o aplicativo Santo André Mob, utilizado para ver o horário de chegada dos ônibus.

A ferramenta foi esperada por três meses, período em que nenhuma ferramenta estava disponível para prever a chegada dos coletivos nos pontos, por meio de geolocalização. Contudo, quando foi lançada, não funcionou.

Relembre: Após mais de um mês de lançamento, aplicativo de ônibus de Santo André não funciona

A Prefeitura informou que a ferramenta teve os recursos otimizados e os passageiros puderam observar mudanças. Ainda assim, são encontrados problemas de funcionamento, como indisponibilidade de previsões e horários imprecisos.

Relembre: Após problemas, aplicativo que mostra horário dos ônibus em Santo André é atualizado

CARTÃO PRIORIDADE

Os idosos também enfrentaram dificuldades no transporte público municipal. A Prefeitura lançou o Cartão Prioridade em 2 de março de 2018 para possibilitar o embarque de pessoas com mais de 65 anos pela porta da frente, de forma gratuita.

Entretanto, o embarque pela porta traseira foi proibido e todos os passageiros agora têm que passar pela catraca. A medida seria eficiente se a liberação fosse imediata com o uso do cartão, com bloqueio posterior em caso de fraude, mas o que ocorre na realidade é uma fila de idosos tentando validar a passagem por meio de identificação biométrica. Muitos demoram para conseguir, o que atrasa as viagens.

Relembre: Idosos de Santo André têm dificuldades para entrar nos ônibus após Cartão Prioridade

Sobre o problema, o prefeito Paulo Serra informou, em entrevista, que foram colocadas pessoas nos ônibus para orientar os passageiros e que o número de reclamações dos idosos diminuiu.

ÔNIBUS PERDEM ASSENTOS PREFERENCIAIS ANTES DA CATRACA

As empresas de ônibus da cidade retiraram os assentos preferenciais que ficavam antes da catraca dos coletivos.

A Prefeitura informou ao Diário do Transporte, por meio da SATrans, que a mudança ocorreu para adequação do transporte coletivo da cidade à portaria que restringe o embarque de passageiros apenas à porta dianteira.

“Os layouts internos das linhas de ônibus do sistema de transporte coletivo de Santo André passaram por adequações para atender a portaria nº 06.06.18 de 26 de junho de 2018 e permitir o embarque dos usuários somente pelas portas dianteiras. Os assentos preferenciais continuam à disposição dos passageiros, após a passagem da catraca”, informou a Prefeitura, em nota.

Relembre: Santo André retira assentos preferenciais que antecedem catraca dos ônibus

Jessica Marques para o Diário do Transporte

15 comentários em Santo André e São Bernardo do Campo têm reajuste na tarifa de ônibus em janeiro

  1. Que adianta ter sistema de refrigeração que não esfria dentro do coletivo . Isso dentro dos onibus municipal de sao bernardo e tudo gambiarra para o dona da empresa e o prefeito dizer que tem ar condicionado . Traduzindo isso e fake news .

  2. Tiraram os cobradores e estão aumentando a passagem, como se explica? O lucro aumentou, os encargos foram reduzidos, mas a ganância continua a mesma, e o PSDB fica cada vez mais parecido com o PT

  3. Antes era trinta centavos agora é trinta e cinco de aumento cada vez mais o povo tomando no

  4. Valdiney de carvalho silva // 29 de dezembro de 2018 às 19:18 // Responder

    Iso e um robo o povo nao agunta mais tanto. Aumento que nao aumenta o salario dos trablhador.

  5. Toma vergonha na cara Paulinho Serra. Vc não usa o meio de transporte em santo andré não sabe das dificuldades do povo em ter que esperar e depois embarcar nessas ratoeiras velhas e podres. Motoristas despreparados e desmotivados. Mal educados. A passagem deveria ser no mínimo de graça. É mais fácil pegar seu carro com ar condicionado né? E o povo. Aaaaaa o povo que se lasque. Não espere meu voto pra se reeleger. Mto decepcionada com vc.

  6. Fins de semana os ônibus desaparecem…pra ir trabalhar vc tem que esperar no ponto quase 1,45
    Planejamento não existe.

  7. Vergonha se ser morador de Sto André

  8. parabens pra quem anda de onibus em santo andre e votou no prefeito balada paulinho nome de muleki serra nao ta nem ai pra voces pra quem nao votou nele eu lamento santo andre nao tem prefeito o ultimo foi celso daniel esse largou o psdb para ser secretario do grana do pt depois como e traira voltou pro psdb pra prefeito de mentira o ronam manda e desmanda em santo andre paulinho serra que piada prefeito a ta

  9. Isso é um absurdo

  10. KKK por que não fazem os reajustes a 10 reais logo , alguns ônibus que sai daqui do terminal pq Los Angeles , até santo André eles tem 20 Anos de uso , são de 1998 quem aguenta ir daqui até santo André nessa carroça a quase 1hr50 até 2hr15 em pé ou sentado MT descoforto , mas em fim somos transportado igual animais motorista mal educado , ao menos se estes onibus estivece ar condicionado como se tem os trolebus , esperamos jus ao preço da passagem ….

  11. Anna Maria e decdouza // 30 de dezembro de 2018 às 07:45 // Responder

    Só lamento pela população das 2 cidades ônibus no primeiro horário da manhã,tarde,noite super lotação pagar caro em uma tarifa p andar espremido dentro de uma lata velha sucatiada .A vergonha é ainda pior q a desculpa é tem q pagar funcionario,concerto da frota, tecnologias q inventaram q ñ funciona e ñ existe é fraude.eo Prefeito Orlando morando foi comprado e corrompido por essa empresa q atua ak em Sbc .a falta de respeito com a população foi maior .falta de compromisso com esse aumento vai gerar novos desempregados pode esperar viu população cidade a beira do abismo.

  12. Em Santo André existe um descaso enorme, não é o aplicativo que não funciona é a empresa de ônibus que não respeita. Uso outros aplicativos e é só com essa localidade que não funciona, uma passagem cara, ônibus horríveis e ficamos o tempo todo na mão, principalmente quem depende, não adianta sair mais cedo, não existe fiscalização para os ônibus, em especial o que dependo, T25 e T29, saio de madrugada para trabalhar e chego tarde, vc já não sabe mais qual é o intervalo de um para outro, fds e feriado então, não tem nem como usar o bilhete 2X, precisa de muito….

  13. Só a passagem municipal mais cara do mundo! Claro, a cidade mais rica do mundo, com o melhor transporte e infraestrutura do mundo tem que ter a passagem mais cara!! Né??? Kkkkkkk aíaiai, o povo do ABC é muito conformista mesmo! Isso vamos aceitar, somos imbecis elitizados!!!

  14. Paulinho Serra e Orlando Morando, vocês continuam sendo a grande decepção do ABC. 2 traidores.

  15. A Linha I08 Jd das Maravilhas esta totalmente jogada às traças. Atrasos, ônibus quebrados, motoristas despreparados, imprudentes e desrespeitosos, falta de previsões de horário, espera muitas vezes de até 1 hora. Quem pega essa linha sabe que é uma das piores de Santo André, e que apesar das repetidas reclamações, nada é feito. Os motoristas trabalhas do jeito que querem, não há fiscalização, já vi inclusive muitas vezes, passageiros que vão batendo papo com os motoristas (mulheres na maioria das vezes) na parte da frente, que descem pela frente e não pagam tarifa, por serem “amiguinhas” dos motoristas. Enfim, a linha I08 está jogada às traças, como grande parte das linhas municipais.

5 Trackbacks / Pingbacks

  1. Santo André fixa valor do vale-transporte a R$ 5,95 – Diário do Transporte
  2. Diadema anuncia tarifa de ônibus a R$ 4,65 a partir de 6 de janeiro – Diário do Transporte
  3. Passagem de ônibus em Santo André sobe para R$ 4,75 a partir de 6 de janeiro
  4. Justiça nega urgência de pedido para reverter aumento de tarifa de ônibus em São Bernardo do Campo – Diário do Transporte
  5. Prefeitura de São Bernardo do Campo lança licitação do transporte coletivo – Diário do Transporte

Deixe uma resposta para Vergonha Cancelar resposta