Após problemas, aplicativo que mostra horário dos ônibus em Santo André é atualizado

Publicado em: 18 de julho de 2018

Durante teste, maioria dos ônibus foi pontual na plataforma G do Terminal Santo André Oeste. Foto: Jessica Marques

Diário do Transporte testou funcionalidades e verificou previsões de chegada dos coletivos

JESSICA MARQUES

Os passageiros de Santo André, no ABC Paulista, ficaram três meses sem nenhum aplicativo para ver o horário dos ônibus municipais, após a descontinuação do CittaMobi. Em maio deste ano, foi lançado o Santo André Mob, porém, com falhas de funcionamento.

O novo aplicativo não mostrava os pontos e, quando passou a exibir os locais, as previsões eram imprecisas. Entretanto, a Prefeitura informou que a ferramenta teve os recursos otimizados. A última atualização do Santo André Mob foi realizada em 27 de junho, nas lojas dos sistemas operacionais Android e iOS.

De acordo com a Prefeitura, foram otimizados no sistema os seguintes recursos:

– Listagem de busca de linhas – Nova opção para iniciar a pesquisa através da seleção da linha;

– Nova visualização dos pontos e trajetos – Exibição do mapa juntamente com a previsão dos horários; – Atualização automática dos horários previstos.

“As atualizações do Santo André Mob têm o objetivo de proporcionar uma experiência cada vez melhor ao usuário, e são realizadas tendo como base avaliações feitas pela SATrans, junto às empresas operadores e à Transdata. O reflexo deste trabalho passa a ser observado diretamente na usabilidade do aplicativo” – informou a Prefeitura, em nota.

O Diário do Transporte testou as funcionalidades e verificou previsões exatas em diversos pontos da cidade. No Terminal Santo André Oeste, por exemplo, a reportagem constatou que, das 17h às 18h de 4 de julho, todas as linhas condiziam com os horários mostrados pelo aplicativo, na Plataforma G.

A única exceção foi a linha T-16 (Parque João Ramalho – Ipiranguinha), que apareceu no Santo André Mob como “chegando”, sumiu da lista e não passou pelo terminal.

No mesmo dia, também foi verificado um ponto de ônibus da Avenida Giovanni Battista Pirelli, por volta de 16h, no sentido centro. No local, não foram observadas imprecisões em um período de meia hora.

Outros locais também foram verificados ao longo da semana. Contudo, nesta segunda-feira, 16 de julho de 2018, também na Plataforma G, o ônibus I-02 (Cidade São Jorge/Jardim Ana Maria) passou no ponto por volta de 13h30 sem que a previsão aparecesse no aplicativo.

No mesmo horário, quatro linhas constavam como chegando e, após cinco minutos, não passaram pela plataforma. Portanto, neste momento, foi verificada imprecisão no funcionamento do aplicativo.

O estudante Lucas Carollo, que testou o aplicativo na data de lançamento e não conseguiu ver os horários de chegada dos ônibus, decidiu utiliza a ferramenta novamente, para verificar se havia alguma melhoria.

O estudante informou que a previsão do T-29, sentido Vila Suíça, foi cumprida quando ele utilizou, em 5 de julho. Contudo, a função de acompanhar em tempo real onde o ônibus está, pelo mapa, não funcionou.

No dia seguinte, Carollo afirmou que o horário do ônibus no Santo André Mob não foi preciso, por volta de 10h. “No ponto que circulei de preto, o aplicativo diz que o carro 1576 vai demorar sete minutos para chegar, mas no mapa, aparece o prefixo 1589. E esse número não aparece na lista” – contou o estudante.

O passageiro enviou os prints para a reportagem do Diário do Transporte, para comprovar o atraso do ônibus e incoerências na identificação dos veículos pelo prefixo.

Confira:

5f4d6adc-3309-4318-be24-60f8754f72c4

Aplicativo mostra ônibus de um prefixo na lista e de outro no mapa. Foto: Print do celular de Lucas Carollo

9483bc84-e197-43f2-ad80-799bfcad1488

Às 10h08, aplicativo diz que o ônibus de prefixo 1576 está chegando. Foto: Print do celular de Lucas Carollo

07d78597-c6e4-44af-ab78-33adda9101bf

Às 10h16, aplicativo diz que o ônibus de prefixo 1576 ainda está chegando. Foto: Print do celular de Lucas Carollo

Sobre as imprecisões, a Prefeitura informou que “a localização dos ônibus é acompanhada pela nossa Central de Monitoramento de Trânsito, que controla a tecnologia de GPS presente em toda a frota. Podem ocorrer alguns problemas que são momentâneos e rapidamente são verificados e corrigidos”.

A Prefeitura também informou que “não há neste momento previsão de uma nova atualização, porém o Santo André Mob segue em constante evolução e poderá passar por novos aperfeiçoamentos, de acordo com a necessidade”.

Ao Diário do Transporte, o secretário de Mobilidade Urbana, Edilson Factori, disse que, como qualquer software, o aplicativo necessita de um período de estabilização.

“Um ônibus que não consegue se conectar a gente troca o equipamento, verifica a posição do ponto, isso é uma coisa que acontece e estamos fazendo isso constantemente” – disse o secretário.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Comentários

  1. CLEZIO disse:

    Aplicativo muito ruim, não entra, demora muito pra carregar, servidores não estão dando conta, pois é uma demora muito grande para acessar o aplicativo.
    Quando consegue acessar, os horários dos ônibus que estão chegando não é real, ou seja não estão cegando ou demoram mais que o informado pelo APP.

Deixe uma resposta