Após mais de um mês de lançamento, aplicativo de ônibus de Santo André não funciona

Além de previsões incertas, aplicativo apresenta diversas falhas de conexão. Foto: Divulgação / Prefeitura de Santo André

Reportagem testou ferramenta em linhas, horários e locais diferentes, mas previsões foram incertas

JESSICA MARQUES

Após mais de um mês de lançamento, o aplicativo para ver o horário dos ônibus municipais de Santo André, no ABC Paulista, ainda não está funcionando. Lançado em 3 de maio de 2018, a ferramenta foi apresentada pela Prefeitura como uma maneira de facilitar a vida dos passageiros da cidade.

O aplicativo, Santo André Mob, foi esperado por três meses, período em que nenhuma ferramenta estava disponível para prever a chegada dos coletivos nos pontos, por meio de geolocalização.

A contratação da empresa para elaboração do Santo André Mob foi feita pela AESA (Associação das Empresas do Sistema de Transporte de Santo André). Os custos de utilização estão sob responsabilidade da associação.

Desde 2014, os passageiros poderiam contar com o aplicativo CittaMobi, mas as empresas do Consórcio União Santo André preferiram descontinuar o serviço. Entre o início de fevereiro e a primeira semana de maio, os usuários do transporte público ficaram sem nenhum tipo de informação de previsão de chegada dos ônibus aos pontos.

Desde a data de lançamento, o Santo André Mob apresentou diversos problemas. A princípio, a ferramenta não funcionava e não mostrava nenhum ponto de ônibus. Quando era possível visualizar as linhas, os dados eram imprecisos e ocorriam diversas vezes erros de conexão.

Na época, o prefeito de Santo André, Paulo Serra, informou que o aplicativo passaria por ajustes e estaria em “um processo permanente de atualização”. Porém, mais de 40 dias depois, os passageiros continuam sem poder ver o horário de chegada dos ônibus.

O Diário do Transporte testou a ferramenta em diversas linhas, horários e locais diferentes. Todas as previsões foram incertas e, em alguns momentos, foram registrados erros de conexão, com a mensagem “Erro ao conectar ao servidor”.

Print.jpg

Imagem: Diário do Transporte

A nomenclatura das linhas foi a única correção observada. Antes, a denominação não incluía as letras dos itinerários. Portanto, o ônibus municipal que operava na B-63 (Jardim Alvorada / Vila Palmares) era exibida como 063, o que causava confusão com os intermunicipais. Agora, a letra já aparece ao lado da identificação dos ônibus.

A exibição das previsões, porém, é feita de forma desordenada. Um ônibus que está como “chegando” fica abaixo de um veículo que vai chegar dentro de alguns minutos, o que confunde o passageiro.

Print3.jpg

Imagem: Diário do Transporte

Nas vezes em que o Diário do Transporte testou a ferramenta, o aplicativo informava que o ônibus estava “chegando”, mas o veículo demorou mais de 10 minutos para passar no ponto. Foi o caso da linha T-14 (Jardim Ana Maria / Centro).

Em outro teste, na linha I-03 (Parque Capuava / Jardim Bom Pastor), o ônibus estava previsto para passar dentro de 8 minutos e chegou ao local em menos de dois.

Passageiros também relatam a imprecisão do aplicativo. O estudante Lucas Carollo, que baixou o aplicativo na data de lançamento, informou que nenhuma previsão deu certo, desde que fez o download.

“Ou demora muito mais pra passar, e estou falando de pelo menos dez minutos, ou o ônibus está chegando no ponto e o aplicativo nem mostra nada” – contou o estudante.

O estudante às vezes utiliza o aplicativo Moovit, voltado para o transporte público intermunicipal e para a previsão de chegada de trens da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos). Contudo, a ferramenta mostra os horários dos ônibus municipais com base no que está programado e não na geolocalização dos veículos, como fazia o CittaMobi.

Além disso, em diversas vezes, os pontos do aplicativo “sumiram” e não foi possível visualizar as previsões. O estudante ainda testa o Santo André Mob em alguns momentos, para ver se os problemas já foram corrigidos.

Imagem enviada por Artur Mariano

Em nota, a Prefeitura de Santo André informou que “todos os apontamentos mencionados estão sendo verificados pela empresa Transdata, que está providenciando as soluções pertinentes.”

CittaMobi deixa saudades

Os passageiros que utilizam ônibus do Consórcio União Santo André sentem falta do CittaMobi, aplicativo anteriormente utilizado para ver os horários de chegada dos coletivos. Atualmente, a ferramenta está disponível apenas nas linhas da Suzantur, que circulam na região da Vila Luzita.

d0507bac-76a2-493e-ad1a-74be58d94b2f

Imagem: Diário do Transporte

O CittaMobi apresenta horários com maior precisão e as linhas são mostradas de forma ordenada. Além disso, há a função “subir no ônibus”, que mostra em que local exato o veículo está no momento da consulta pelo aplicativo.

“Esse aplicativo [Santo André Mob] me parece que ainda não saiu da versão de testes. Como se ainda não tivessem terminado o desenvolvimento dele. Comparado com o CittaMobi, ainda está deixando muito a desejar” – disse o auxiliar administrativo Artur Mariano, 25 anos.

“Como eles não permitem o acompanhamento por rastreamento do ônibus, como era no CittaMobi, a gente fica sem saber mesmo se esse horário é uma previsão certa ou não. Com esse aplicativo, tive que voltar a decorar os horários dos ônibus mesmo, porque não dá para confiar nele” – continuou Mariano.

O auxiliar administrativo afirmou também que tentou utilizar o aplicativo no Parque Marajoara, na Cidade São Jorge e no Bairro Campestre, mas em todos os casos, nenhum ponto de ônibus apareceu.

HISTÓRICO

O Santo André Mob está disponível em substituição ao aplicativo CittaMobi, que funcionou de outubro de 2014 até fevereiro deste ano.

“A empresa do antigo sistema manifestou o interesse em descontinuar a prestação do serviço por questões comerciais, fazendo com que a Prefeitura agilizasse a troca da tecnologia, construindo um novo aplicativo com mais funcionalidades. O novo aplicativo funciona para as empresas que operam no Consórcio União Santo André” – informou a Prefeitura, em nota.

O CittaMobi estava disponível aos passageiros de Santo André por meio de um convênio da empresa com o Consórcio União Santo André, formado pelas empresas Viação Guaianazes/Curuçá, Viação Vaz, TCPN – Transportes Coletivos Parque das Nações, ETURSA – Empresa de Transporte Urbano e Rodoviário de Santo André e EUSA – Empresa Urbana Santo André.

No início de fevereiro, o serviço ficou indisponível para a população, devido ao rompimento de contrato entre a Cittati e o Consórcio União Santo André. Veja mais detalhes na reportagem publicada pelo Diário do Transporte: Empresas de ônibus de Santo André rompem contrato e passageiros ficam sem informações em aplicativo de celular

Confira as notas enviadas pela Cittati e pela Prefeitura de Santo André na época em que o CittaMobi parou de funcionar na cidade:

Nota Cittati:

Há 10 anos a Cittati fornece soluções tecnológicas de mobilidade urbana para o mercado. Entre elas, há o sistema de gerenciamento online de frotas de ônibus, que também gera a posição geolocalizada, em tempo real, de cada veículo. Esses dados são utilizados na previsão de chegada dos ônibus nos pontos apresentada no aplicativo CittaMobi.

Recentemente, algumas das operadoras de ônibus de Santo André encerraram o contrato de gerenciamento online de suas frotas. Consequentemente, o CittaMobi não mais consegue gerar a previsão de horários de diversas linhas que circulam na cidade. No entanto, as previsões de horários dos ônibus da empresa Suzantur ainda são apresentadas no aplicativo.

Agradecemos a todos os usuários do CittaMobi de Santo André por esses anos de parceria. Ao informar as previsões de chegada dos ônibus e as melhores rotas, esperamos ter contribuído para que os cidadãos tenham uma melhor experiência na mobilidade urbana.

O CittaMobi continua operando normalmente nas demais cidades.

Nota Prefeitura de Santo André:

A Prefeitura de Santo André informa que o sistema de transporte público municipal passa por um processo de modernização que incluirá, entre outras medidas, a troca de tecnologia para a implantação de um novo aplicativo de transporte, que substituirá o Cittamobi. A expectativa da administração é de que o processo de transferência de tecnologia seja concluído nas próximas semanas. Os ônibus da cidade já estão recebendo modernos e precisos equipamentos de monitoramento para o controle da chegada e saída das linhas municipais.

Na concepção de melhoria do transporte público na cidade, a Prefeitura propôs ainda ações que estão em andamento e outras que já foram realizadas. Um plano de ação está em execução para elaboração de um estudo detalhado das linhas municipais, os itinerários, bem como o fluxo de passageiros nestes coletivos. Estes estudos permitirão vislumbrar o panorama atual do transporte público na cidade, servindo de base também para a elaboração de um plano de racionalização do sistema de transporte vigente.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

5 comentários em Após mais de um mês de lançamento, aplicativo de ônibus de Santo André não funciona

  1. Consórcio união santo andre muito esperto por que assim ele tiraram citamovel para en che mais ônibus sem horário fica fácil para ele prefeito Paulo serra parece estar dominado pelo empresário nunca vi isso aí uma linha tem como condomínio maraca tem 15 ônibus ele coloca 10 é enguema muito bem montado aí não tem muita reclamação aí prefeito Paulo serra agente saber tem corrupção montada na prefeitura tem vereador também no esquema povo ligar para reclamar fiscal fai vista cronsa por isso que ele cancelando contato cita móveis sem horário ônibus ficar cheio você ascha condo prefeito Celso Daniel morreu nunca acabou roubo aumento agora com Paulo serra viação vaz está aí viação guianense viação curuça viação etusa viação eusa estão agora ele já está amando para vila luzita nesta licitação fico triste deveria dirá toda esse empresário

  2. Tudo culpa dessa pessima administração. Chegou fazendo bagunça na saude. Demitiu bons funcionários concursados e não pagou. Fechou postos de saude e ambulatório de especialidades sem necessidade. Não é de estranhar que o setor de transporte virou essa bagunça. Nunca foi grande coisa, mas agora tá pior, como tudo na cidade. O PT/ Carlos Grana deu asas pra a cobra Paulo serra e no fim quem se prejudica sempre são os municípes. Nojo!

  3. Esses aplicativos não funcionam em nenhum lugar em que estive. Várias cidades de SP. O MPública deveria investigar os contratos das prefeituras com as empresas vendedoras destes aplicativos.

  4. Paulo Roberto Postigo de Oliveira Bittencourt // 15 de junho de 2018 às 14:36 // Responder

    Para variar o sistema de transportes de Santo André nao funciona! Já é rotina, há anos que não funciona!!! E essas catracas eletrônicas?? Só por Deus!!!

  5. Santo André esta como caranguejo, andando para trás, não conseguem desenvolver um aplicativo novo volta o Cittamobi cambada de incompetentes!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: