EXCLUSIVO: Suzantur confirma oficialmente contrato de compra e venda com a Benfica para operar em Diadema

Publicado em: 29 de junho de 2020

À esquerda, ônibus da Benfica, em Diadema. À direta, coletivo da Suzantur, em Mauá

Empresas aguardam anuência da prefeitura. Frota será renovada já no início das operações previsto para meados de agosto

ADAMO BAZANI

A Suzantur deve assumir as operações do lote atualmente atendido pela Benfica em Diadema, no ABC Paulista, a partir de meados de agosto.

De acordo com o proprietário da Suzantur, Claudinei Brogliato, em conversa com o Diário do Transporte na tarde deste sábado, 27 de junho de 2020, já foi firmado um contrato de compra e venda entre as duas companhias de transporte, faltando ainda a anuência do poder público, já que os serviços são concedidos. São oito linhas principais.

Brogliato garantiu que os atuais funcionários da Benfica serão integralmente aproveitados e que os procedimentos de rescisão contratual dos trabalhadores da Benfica e imediata admissão na Suzantur já estão alinhados.

O empresário ainda acrescentou que haverá um benefício imediato para os passageiros porque logo no início das operações, a cidade terá ônibus mais novos.

“Já temos os 63 ônibus para este lote. São veículos mais novos, fabricados a partir de 2015, mas nosso intuito é, ao longo da concessão, colocar ônibus zero quilômetro” – disse ao Diário do Transporte.

Atualmente, parte da frota da Benfica é ano 2011.

A pintura, inicialmente, será do padrão usado pela Suzantur.

Com a autorização da prefeitura formalizada, Diadema será a terceira cidade no ABC com atuação da empresa e a quarta no estado.

A empresa opera as concessões de Mauá (ABC) e São Carlos (interior paulista) e as linhas do sistema tronco-alimentado de Vila Luzita, em Santo André (ABC), até a conclusão da licitação que se arrasta desde 2016.

A companhia começou nos anos da década de 1980 no segmento de fretamento, no qual ainda hoje opera.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Comentários

  1. Antonio palacio disse:

    Isso não tem dedo do Baltazar não?

  2. Ronaldo David Martins disse:

    Isso tá virando uma vergonha pro ABC Paulista estão entregando a classe rodoviária para os empresários fazerem o que quiserem com a categoria porque sindicato não temos mais todos se vendem e ninguém garante o direito do trabalhador pai de família é que paga pela burrice dos chamados administradores desses ingressarmos burros r

  3. Alfredo disse:

    Tomara que troque também a direção da empresa, são os mesmos da antiga ETCD, não merecem continuar

  4. Alfredo disse:

    Tomara que troquem também a direção da empresa, são os mesmos desde a época da ETCD, não merecem continuar, novas idéias são necessárias

  5. Eu soube que eram 2 sócios da Suzantur, e não lembro que ano foi, eles se separaram, um ficou com nome da SUZANTUR , e o outro como SUSANTUR vi na cidade de Suzano,,,

  6. Gislene A Maria disse:

    Tem que trocar a chefia. Principalmente o Manoel e sua tropinha.Pois tudo movido a política.

  7. VALDEMIR DOS SANTOS SACRAMENTO disse:

    Espero que mude , e pra melhor …. inclusive os horários dos ônibus ,são horríveis , muito demorado .espero que melhore isso com a nova empresa , e gente , e com certeza mudar a chefia neh , acabar com a panelinha .

  8. Pedro disse:

    Poderia trocar também a linha de santo Amaro

  9. Gilmar Leopoldino Fernandes disse:

    É melhor deixar a iniciativa privada controlando o transporte do que deixar nas mãos das estatais. A obrigação da prefeitura é fiscalizar essas empresas para termos transporte de qualidade e não fazer o que fez com a ETCD e a Saned. Desperdícios de dinheiros dos cidadãos e cortar gastos com funcionalismo público que não agregam em nada no sistema.

  10. Alfredo disse:

    Gislene tem razão, a panelinha é velha conhecida por prejudicar os trabalhadores, que uma nova diretoria assuma e mande todos da chefia pra rua

  11. JOSIANE disse:

    Ônibus novos? Aquilo são latas velhas pintadas de novas, isso sim. Além de ônibus velhos, ainda diminuíram a frota… antes o intervalo de um ônibus para o outro era em média de 10 à 15 minutos em dias de semana, agora chega a demorar até 40 minutos, um absurdo.

Deixe uma resposta