Tarifa do transporte intermunicipal de Mato Grosso sobe 13%

Foto: Rafael Manzutti/Gcom-MT

Ager reajustou tarifa nos mercados de Alta Floresta, Rondonópolis e Região Metropolitana de Cuiabá. Novo valor vale a partir do dia 13 de janeiro

ALEXANDRE PELEGI

A Agência Estadual de Regulação (Ager) reajustou a tarifa do transporte intermunicipal de Mato Grosso em quase 13%. O novo valor alcança os mercados de Alta Floresta, Rondonópolis e Região Metropolitana de Cuiabá, e passa a valer a partir do dia 13 de janeiro de 2019.

Conforme previsto no contrato de concessão o valor da passagem será “reajustado anualmente, considerando a variação dos preços dos insumos ocorrida no período”, e caberá às empresas de ônibus darem “ampla divulgação do reajuste de sua tarifa aos usuários do sistema”.

ÁREAS ONDE O AUMENTO TARIFÁRIO PASSARÁ A VALER:

Consórcio Metropolitano de Transportes, Mercado 01 (Região Metropolitana): Cuiabá, Várzea Grande, Chapada dos Guimarães, Poconé, Nossa Senhora do Livramento, Santo Antônio do Leverger, Barão de Melgaço, Nobres, Acorizal, Jangada e Rosário Oeste.

Viação Novo Horizonte Ltda, Mercados 02 (Rondonópolis) e 07 (Alta Floresta). A empresa, que é da Bahia, venceu a disputa em janeiro de 2018. Relembre: https://diariodotransporte.com.br/2018/01/16/novo-horizonte-ganha-concessao-intermunicipal-no-mato-grosso/

NOVO SISTEMA:

O sistema de transporte coletivo rodoviário está dividido em oito mercados. Em cada um, há duas categorias de serviços – básica e diferenciada, o que totaliza 16 lotes. Ainda restam 13 lotes a serem licitados.

O serviço diferenciado (linhas diretas) atende Rondonópolis e Alta Floresta. O serviço básico funciona como “parador”, com os ônibus atendendo a diversas localidades.

Conforme entrevista concedida ao Diário do Transporte no final de novembro passado, o presidente da Ager/MT, Fábio Calmon, afirmou que a licitação dos transportes rodoviários deverá ser relançada no início deste ano.

Com as concessões dos oitos mercados (16 lotes), a expectativa é que o Estado de Mato Grosso arrecade cerca de R$ 200 milhões em outorgas.

O presidente da Ager/MT, Fábio Calmon, disse ao Diário do Transporte que o objetivo é trazer grupos empresariais profissionalizados no setor para operar as linhas rodoviárias intermunicipais. Relembre: https://diariodotransporte.com.br/2018/11/26/entrevista-ager-deve-relancar-no-comeco-de-2019-a-licitacao-do-transporte-rodoviario-em-mato-grosso-e-quer-grandes-empresas-no-estado/

Leia matérias sobre a licitação, publicadas no Diário do Transporte:

1º de janeiro de 2019 – Mato Grosso declara inabilitadas duas empresas em concorrência de transporte rodoviário

17 de dezembro de 2018 – Mato Grosso vai firmar contratos emergenciais com empresas de ônibus até licitação

15 de junho de 2018 – Licitação de ônibus intermunicipais rodoviários de Mato Grosso terá contrato de R$ 11 bilhões por 20 anos

13 de junho de 2018 – Após adiamentos, licitação do transporte rodoviário intermunicipal do Mato Grosso é realizada nesta quinta

11 de maio de 2018 – Licitação do transporte rodoviário intermunicipal de Mato Grosso é adiada por erro técnico

24 de abril de 2018 – Estado retoma licitação dos ônibus intermunicipais de Mato Grosso

13 de abril de 2018 – Justiça libera licitação dos ônibus intermunicipais de Mato Grosso

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta