Governo do Estado pretende finalizar caducidade de contrato de PPP da linha 6-Laranja em maio

Projeção de uma das estações da linha 6-Laranja

Secretário de Transportes Metropolitanos de São Paulo disse que governo pode assumir construção

Reportagem: ADAMO BAZANI

Redação: JESSICA SILVA

O secretário de Transportes Metropolitanos do Estado de São Paulo, Clodoaldo Pelissioni, acredita que o processo de caducidade do contrato da PPP (parceria público-privada) da linha 6-Laranja do Metrô pode ser concluído em maio.

No evento de inauguração da estação Oscar Freire da Linha 4-Amarela, nesta quarta-feira, 4 de abril, o secretário disse ainda há possibilidade de o governo assumir a construção da linha 6-Laranja (Brasilândia – São Joaquim).

“Esses estudos continuam, mas nós estamos cuidando agora da rescisão contratual, que no caso de uma PPP chama-se caducidade. É um processo um pouco mais demorado. Nós já notificamos o consórcio da caducidade, que já apresentou a defesa. Nossa área técnica está fazendo o parecer técnico e no máximo em duas semanas teremos [o parecer]” – disse Pelissioni.

Em 9 de março de 2018, a Secretaria de Estado dos Transportes Metropolitanos (STM) iniciou a rescisão contratual da concessão da linha 6-Laranja, após o descumprimento da última notificação enviada à concessionária Move São Paulo, determinando a retomada das obras em 30 dias.

RELEMBRE: Governo Alckmin inicia processo de caducidade da linha 6-Laranja do Metrô

Conforme publicado pelo Diário do Transporte, em fevereiro, Pelissioni disse que o Governo do Estado de São Paulo estudava a possibilidade de assumir as obras da linha 6 Laranja do Metrô.

RELEMBRE: Governo de São Paulo estuda assumir obras da linha 6-Laranja, diz Pelissioni

OUTRAS OBRAS

O secretário afirmou que a prioridade do governo é concluir as linhas 4-Amarela e 5-Lilás do Metrô, a linha 15-Prata e as oito estações que faltam na linha 17-Ouro, ambas do monotrilho. “Nós devemos lançar uma licitação para uma nova estação na linha 15, a estação Jardim Colonial, que já tem pilares e vigas prontas. Já concluímos o projeto executivo da estação” — disse Pelissioni.

Para a linha 9-Esmeralda da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos), havia uma agenda nesta quarta-feira, 4 de abril, com o Ministério das Cidades, para retomar as obras por meio do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento), mas a reunião foi cancelada, segundo Pelissioni.

Também foram citados dois projetos suspensos, que podem ser alvo do novo governo: A extensão da linha 2-Verde até Guarulhos e a linha 18-Bronze de monotrilho, projeto para o ABC Paulista. “Nós estamos em tratativas, não tem avanço ainda. Até temos possibilidade de pagar as desapropriações, mas precisamos fechar o financiamento inteiro” – afirmou o secretário.

Reportagem: Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Redação: Jessica Silva

3 Trackbacks / Pingbacks

  1. Governo de São Paulo entrega estação Oscar Freire com apenas um acesso – Diário do Transporte
  2. Monotrilho do ABC deve ficar para próximo governo e secretário diz que não houve avanço – Diário do Transporte
  3. Estações da linha 5 Lilás podem ficar para o mês que vem e disputa judicial sobre linha 6 Laranja deve ser resolvida em 90 dias, diz Pelissioni – Diário do Transporte

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: