AUDITORIA ERNEST & YOUNG: Redução do lucro das empresas, fim do modelo de cooperativas e viações estrangeiras em São Paulo

ônibus

Prefeitura de São Paulo quer reduzir os lucros das empresas. Companhias internacionais podem operar na Capital Paulista e modelo de cooperativas deve ser extinto. Foto: Adamo Bazani

OUÇA A MATÉRIA:

http://cbn.globoradio.globo.com/sao-paulo/2014/12/11/PREFEITURA-DE-SP-QUER-REDUZIR-LUCRO-DE-EMPRESAS-DE-ONIBUS.htm

OUÇA A MATÉRIA EM VERSÃO AMPLIADA:

SUGESTÃO DE CABEÇA: Com licitação internacional, prefeitura de São Paulo quer reduzir o lucro das empresas de ônibus que prestam serviços na Capital Paulista. Modelo de prestação de serviços por cooperativas deve ser extinto. Relatório final de auditoria no sistema aponta que empresários conseguiram reduzir custos operacionais, inclusive com práticas irregulares, como não cumprimento de viagens

Texto:
A prefeitura de São Paulo pretende reduzir o lucro das empresas de ônibus após a nova licitação do sistema que deve ser realizada no primeiro semestre do ano que vem.
A medida terá como uma das principais bases a verificação independente realizada pela Ernest & Young, contratada por 4 milhões de reais pela administração municipal.
Hoje a taxa interna de retorno, que é o lucro das empresas, é em todo o sistema de 18,6%, muito próxima do proposto pela última licitação de 2003, que foi de 18%. Dependendo da área operacional da cidade, o lucro hoje pode ser maior ainda.
Segundo o estudo, esta taxa de retorno é incompatível com os atuais contratos de concessão de serviços públicos em todo o país e poderia ficar em 7% aproximadamente.
Além disso, os empresários de ônibus conseguiram reduzir em 7,4% os custos operacionais, mas foram remunerados como se não tivessem estas reduções por causa do modelo dos contratos.
Para evitar fatos como estes, a auditoria sugere que a prefeitura de São Paulo revise periodicamente os futuros contratos.
Os empresários conseguiram reduzir os custos de diversas maneiras, como com práticas irregulares, não cumprindo viagens, por exemplo, ou com normais de mercado, como conseguindo melhores preços de insumos e combustíveis.
O secretário municipal de transportes, Jilmar Tatto, disse que é necessário mudar o lucro das empresas porque a realidade econômica hoje é outra
SONORA
O prefeito Fernando Haddad comentou que o estudo apontou uma série de pontos nos contratos com as empresas de ônibus que precisam de aperfeiçoamento
SONORA
A próxima licitação deve ser internacional. Três empresas de ônibus de outros pauses já consultaram o sistema da Capital Paulista. Elas operam em Hong Kong e, Londres e em parte dos Estados Unidos.
Hoje o sistema em São Paulo é concentrado nas mãos de poucos empresários. Entre os maiores estão José Ruas Vaz, que detém metade das operações das empresas, Belarmino de Ascenção Marta e as famílias Abreu e Saraiva.
A licitação também deve excluir a atuação das cooperativas, classificada por Jilmar Tatto como um modelo que já chegou ao esgotamento.
O secretário de transportes Jilmar Tatto não quis comentar a definição de tarifas de ônibus para o ano que vem, mas admitiu que os resultados do estudo podem influenciar nos novos valores.
A Ernest & Young sugeriu a divisão do sistema em Sociedades de Propósito Específico, que reúnem várias empresas, a criação de uma taxa máxima de lucro por passageiro e mais controle sobre as finanças e operações dos transportes na cidade.
O SPUrbanuss, sindicato que reúne as empresas, em nota contesta as afirmações dos auditores e lamenta não ser convidado para a apresentação dos resultados.
Em nota, a entidade informa que “exceto pela quebra de veículos, os demais motivos que impedem o total cumprimento das partidas são fardos que as empresas carregam, já que são autuadas pela SPTrans, sem culpa.”
Ainda na nota, o sindicato dos empresários diz que as viações são remuneradas com base no passageiro transportado. Viagem não realizada significa passageiro não transportado; passageiro não transportado é igual à perda de faturamento.
De São Paulo, Adamo Bazani.

15 comentários em AUDITORIA ERNEST & YOUNG: Redução do lucro das empresas, fim do modelo de cooperativas e viações estrangeiras em São Paulo

  1. Onde ficaram os lotações E os funcionários e passageiros que são atendidos por estes

    • E os veículos novos e semi-novos q esses caras compraram…?? quem vai dar contas deles?? se for da Volks…o Belarmino mesmo não vai querer! Ele trabalha com Mercedez! kkkkkk lascou!

  2. Acho que está pra nascer um governante que tenha coragem para enfrentar o grupo ruas. belarmino e cia……

  3. Ja´esta mais do que na hora de acabar com o cartel do transporte em SP, pelo menos esta auditoria desmascarou estas empresas que prestão um pessimo serviço, sim um péssimo serviço, intervalos desrespeitados a toda hora, esse negocia de 10% de mentira acredito que chega a 30% de descumprimento de saidas, eu pego a linha 4311-10 e os nibus são refugos de outras linhas mais velhas da VIP, os os ônibus são velhos, sujos, eles so cumprim os intervalso quando tem mais de 03 filas, senão ficam esperando encher os ônibus, fora a limpeza e so na vassoura aguá e sabão nem pensar, não precisa gastar muita aguá, um balde com aguá, escova e sabão já resolveria, fora que são muito mal conservados, também esta mais do que na hora de acabar com a Sptrans, orgão falido, com ligação no minimo estranha com as empresas, em vez de fiscalizar se uniu a elas, tanto e que a diminuição das reclamações e puro falta de confiança da população neste orgão mais do que suspeito, pois sabemos o que a Sptrans faz com a denuncias e reclamações, nada, absolutamente nada.

  4. Amigos, bom dia.

    SO ISSO ????

    4 milhoes para estas conclusoes ?????

    – Diminuir lucro das empresas, por que nao se reduz impostos ???? Quanto custa um articulado trucadinho ????, desse jeito so cabritinho. Essa ideia e retrogada, principalmente com a inflacao que ja e uma realidade.

    – Fim do modelo de cooperativa ??????? Nao e no modelo que esta o problema, pois SPE sera parecido.

    – Licitacao internacional ??? Ideia de Paulo Gil, ha anos ja postei essa ideia aqui no blog, basta ler.

    O conteudo do blog do ponto de onibus, oferece ideias e sugestoes em maior numero e. qualidade e totalmente free.

    Sinceramente, eu esperava um relatorio com ideias mais substanciais, com mais conteudo, novas e diferentes, bem como mais INOVADORAS.

    “Tudo conversado e nada resolvido”

    Para encerrar, esse relatorio esta disponivel na Internet ???????

    Caso nao esteja, providenciem, pois foram os contribuintes que pagaram para que ter a verba em caixa.

    Aguardo o link.

    Att,

    Paulo Gil

  5. Aproveita e extingue a SPTrans e a CET tmb!

  6. Tem q acabar com a TRANSCOOPER/FÊNIX! AREAS 1,2 E 4 (4 NO CASO SÓ A TRANSCOOPER…) MÓ PALHAÇADA! LINHA 1722/10…LIXO!!

  7. Quero só ver essa estatal que o Haddad quer criar (se é que ele vai criar…).

  8. Acho que a ernest & young deveria assumir a sptrans administrando ela,os grupos que pagam propina aos funcionários da sptranstorno estariam ferrados,tomara que venham grupos de fora mesmo,aí o grandes vão gemer.É comum ver onibus da sambaíba por exemplo com 15 onibus parados no ponto final de santana só fazendo um H sem motoristas e cobradores e eles ficam como se estivessem operando segundo dados,as vezes nem saem da garagem e estão como se estivessem rodando sem contar outras irregularidades como já foi passado no blog e canais de mídia, e as cooperativas correndo com o povo como se fossem gados.Se tiver mudança mesmo,se não for mais uma pizza será uma revolução incrível no transporte.

  9. Rafael Dan de Souza // 12 de dezembro de 2014 às 13:07 // Responder

    Olá Adamo Na minha modesta opinião eu gostaria que isso que a empresa apurou se cumprisse principalmente o fato de acabar com as cooperativas que tem ligação comprovada pelo PCC que teve varios videos fragando reuniões com eles e diretores da cooperativa. Agora o fato das empresas de ônibus acredito que façam um bom serviço na medida que se avançou na qualidade do transporte principalmente depois do fim da itaqera brasil e a vinda para algumas linhas vip leste para Zona leste em sao mateus e Iguatemi hoje temos linhas que vao para o parque dom Pedro com ônibus articulados modelo milenium brt que sao os mais novos do mercado e fora da entrada da ambintal que renovou a frota de trolebus que estava ja caindo os pedaços da marcopollo.

  10. quem são os acionista e donos da auditorai de 4 miloes, será como os acionista da SABesp, estrangeiros pro mundialização nacionais em detrimento de locais, sem mal uso no sistema sempre teve, apenas deve retificar os defeitos, não quero J pe morgan, nem Windors, nem rooselts,, este criminosos internacionais, veja propinas a FAB, pela AIRautomotive, e EMBRAER araraquara com Geoengenharia do clima clandestina, e avioçoes comercial com os banheiros dos aeronaves ,bombas, tanques ,tubulaçoe extras, usadas p/ aerossois , de virus, bacterias gasosas misturadas com metais, iodeto de prata, istometais e gasosso,metano dos WC, é novicivo a vida. fora a puta que paria essas quadrilas de foras da lei acionista em varis paisees valeu.

  11. A prefeitura sempre escolhendo o mais fácil, Ao invés de prender os bandidos e quem tem relação com ele quer extinguir as cooperativas. E os pais de família que tem nelas seu meio de vida, como ficam, afinal nem todos (a maioria) não é nenhum bandido nem nada disso!!!!! Meu pai tem uma lotação e de bandido ele não tem (nem nunca teve) absolutamente nada!!!

  12. Ádamo e à todos, boa noite !
    Leio diariamente, as matéria do Blog. Sempre, importantes e interessantes.
    Pouco, ou, nada tenho comentado, MAS, esta matéria, MERECE:
    1. Hah ! (Riso de ironia);
    2. Eles descobriram a lâmpada ! ;
    3. Na gestão da então prefeita Luiza Erundina (já vinha a muito mais tempo, verdade seja dita), começou o descalabro e, este, permanece até hoje;
    4. Acabar com as cooperativas, é simplismo. Irá atingir os possíveis infratores da lei e, em meio a estes, pessoas honestas. Para combater o alcoolismo, sugiro fechar a Brahma, a Ambev e todas as demais !!! ;
    5. No meio dos “reis leões”, existem alguns poucos, mas existem, lutadores, empresários que, em meio as cores padronizadas, do município e da EMTU (para fazer o povo pensar que, o ônibus é da prefeitura ou do Estado), por mais que façam, parece mais do mesmo;
    6. Em vários Estados do Brasil, existem exemplos de empresas de ônibus urbanas que, podem participar perfeitamente, só, ou, em grupo, da futura “licitação”. Agora, é preciso TER VERGONHA, pois, a família Isaak que o diga; gastaram dinheiro, montaram uma estrutura, começaram a prestar um serviço e, BYE BYE, TCHAU, TCHAU;
    7. Quanto às empresas estrangeiras, ??? O que dizer ? Vejam o noticiário, sobre o metrô de SP e a CPTM e, tirem suas conclusões. Será que alguma empresa séria, quer vir para um país, não sério e, acordar todos os dias, ao sabor do “vento” !!!;
    8. Sugiro Ádamo, uma matéria, sobre os Táxis – Lotação (Micro – Ônibus) de Porto Alegre. É uma estratégia simplória, mas, ao que parece, eficiente;
    9. Ufá. Como é bom respirar

    Abraço e, continue assim, Ádamo !

  13. Eu particularmente gosto da prestação de serviço que a cooperativa, que presta serviços no meu bairro a Cooper-pam sempre cumprindo viagens na hora certa, e veículos bem cuidados, diferente de quando era empresa.

8 Trackbacks / Pingbacks

  1. Passe livre ou pedágio urbano? Dois lados da mesma moeda | Caos Planejado
  2. Apostas do mercado para a licitação dos ônibus em São paulo que sai até a próxima semana | Blog Ponto de Ônibus
  3. Ônibus em São Paulo não são tão velhos desde 2006 – Diário do Transporte
  4. Gestão Doria contrata Fipe por R$ 5,9 milhões para consultoria aos editais de licitação dos ônibus – Diário do Transporte
  5. Confira as datas das audiências públicas da licitação dos ônibus nas prefeituras regionais – Diário do Transporte
  6. Dinheiro que São Paulo economizar com redução de gastos poderá ir para subsídios ao sistema de ônibus, propõe Doria – SITRANS
  7. Dinheiro que São Paulo economizar com redução de gastos poderá ir para subsídios ao sistema de ônibus, propõe Doria – Consórcio Santa Maria
  8. Prefeitura desiste de Fipe para estudos de editais da licitação dos ônibus na cidade – Diário do Transporte

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: