Rondonópolis (MT) municipaliza transportes e autarquia pública começa a operar no fim de junho

Início dos trabalhos será com 50 ônibus, mas frota total deve chegar a 80 coletivos

ADAMO BAZANI

A prefeitura de Rondonópolis (MT) informou que vai iniciar as operações dos ônibus do sistema da cidade pela Autarquia Municipal do Transporte Coletivo (AMTC) a partir do fim de junho.

O órgão público foi criado para operar as linhas e vai substituir a concessão da empresa Cidade de Pedra.

Segundo o poder público, faltava a definição de um local para a garagem, que será o imóvel da Companhia de Desenvolvimento de Rondonópolis (Coder), localizado na avenida Bandeirantes, próximo ao quartel do Corpo de Bombeiros, na região da Vila Operária.

O município comprou 50 ônibus que já estão no local, mas a frota total será de 80 veículos.

Segundo a prefeitura, atualmente, a empresa Cidade de Pedra, que contrato firmado com município para rodar até o próximo do dia 30 de junho, opera com 29 ônibus.

“Temos um aditivo para aquisição de mais sete e também estamos em processo à compra de outros 23 ônibus”, disse, em nota, o presidente da AMTC, Vinicius Amoroso.

“Com a definição do local para sediar a autarquia, que já conta com a personalidade jurídica em pleno funcionamento, estamos finalizando agora os últimos ajustes, adequações e definindo o processo de contratação e de sistema de operacionalização para  colocar os ônibus para rodar nas ruas, o que deve ocorrer em junho”, complementou.

Ainda de acordo com a prefeitura, todos os veículos já adquiridos pelo município contam om sistema de ar-condicionado com ultrafiltragem e luz ultravioleta que inibem a propagação de vírus e bactérias, wi-fi, acessibilidade, câmeras de monitoramento interno e sistema de telemetria.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. carlos souza disse:

    Viram?Aprendam.O problema não é falta de recursos,é falta de ética mesmo.Se não houvesse tanto crime e tantos escândalos de corrupção,sobraria grana pra tudo.Pena que falta é legalidade desse país criminoso e ilegal.

Deixe uma resposta