Rondonópolis (MT) inicia cobrança do transporte coletivo nesta segunda (18)

Valor de R$ 4,10 passa a ser de pagamento obrigatório

Desde 1º de julho a cobrança do valor para embarque estava suspensa

WILLIAN MOREIRA

A Prefeitura de Rondonópolis (MT) através da AMTC (Autarquia Municipal do Transporte Coletivo) inicia nesta segunda-feira, 18 de julho de 2022, a cobrança da tarifa para uso dos ônibus no transporte público.

Desde o dia 1º quando a autarquia assumiu o serviço, as passagens eram gratuitas e agora o preço de R$ 4,10 passa a ser de pagamento obrigatório.

O cartão da bilhetagem eletrônica da empresa Cidade de Pedra continua valendo para o uso nos coletivos, podendo utilizar os créditos normalmente. A recarga dos cartões pode ser feita no ponto de atendimento localizado no centro da cidade.

O funcionamento do passe-livre se mantém inalterado, assim como as isenções de tarifa para o público beneficiado.

MUNICIPALIZAÇÃO

Como noticiou o Diário do Transporte, o Administração Municipal criou uma autarquia para operar as linhas e substituir a concessão da empresa Cidade de Pedra. Relembre: Rondonópolis (MT) municipaliza transportes e autarquia pública começa a operar no fim de junho

Trata-se da Autarquia Municipal do Transporte Coletivo (AMTC).

O município comprou 50 ônibus, mas promete que a frota total será de 80 veículos.

Inicialmente, o transporte dos passageiros começou sendo operado pelos 50 ônibus novos, todos com sistema de ar-condicionado, ultrafiltragem e luz ultravioleta que inibem a propagação de vírus e bactérias, wi-fi, acessibilidade, tomadas para carregar celular, câmeras de monitoramento interno e sistema de telemetria.

No entanto, a AMTC fará uma transição dos serviços da Cidade de Pedra por aproximadamente três meses.

Nesse período, o presidente da autarquia, Ivanilson de Oliveira Aguiar Júnior, explica que o órgão assumirá a gestão, mas utilizará a mão de obra da Cidade de Pedra na operação dos ônibus.

O presidente da AMTC explicou que a transição será “até os trâmites jurídicos e legais da composição da estrutura da autarquia seja toda formatada e passe a adotar os mecanismos legais de contratação e funcionamento técnico administrativo gerencial“.

O valor da tarifa será mantido, mas nos primeiros dez dias de operação os passageiros terão transporte gratuito.

Os ônibus estão circulando de graça em todas as linhas por cerca de dez dias para que a população conheça os novos ônibus“, explicou a secretária de Governo, Ione Rodrigues Santos, durante coletiva com a imprensa nesta sexta-feira.

Willian Moreira para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

Deixe uma resposta