SPTrans comunica detalhes prévios para a contratação do Sistema de Monitoramento e Gestão Operacional (SMGO)

Foto: Divulgação.

A aquisição será feita pela gerenciadora mediante licitação com julgamento pelo menor preço; só poderão participar do certame as empresas que apresentarem a Certificação de Conformidade

ALEXANDRE PELEGI

A SPTrans publicou no Diário Oficial desta quinta-feira, 09 de dezembro de 2021, comunicado relativo ao fornecimento e implantação do Sistema de Monitoramento e Gestão Operacional do sistema de ônibus da capital (SMGO).

A função do equipamento será receber os dados de todos os ônibus que operam no transporte coletivo e, a partir daí, reunir e tratar informações para o poder concedente.

Estas informações serão cruciais para que a prefeitura possa acompanhar o desempenho do sistema, com horários e linhas mais lotadas, por exemplo. Estas informações poderão ser cruzadas com os dados da bilhetagem, o que pode alterar a remuneração das empresas.

O comunicado é dirigido especificamente aos futuros fornecedores desse sistema.

A SPTRans fará a aquisição por meio de licitação, cujo critério de julgamento será o de menor preço.

Só poderão participar do certame as empresas que apresentarem a Certificação de Conformidade do SMGO, conforme especificações técnicas.

A Certificação de Conformidade é aquela expedida por Organismos de Certificação Designados pela SPTrans (OCD).

O SMGO deverá “conversar” com um computador de bordo, cuja missão é capturar dados sobre o serviço ofertado pelas concessionárias, e uma tela de apoio à condução do motorista, com vistas a implantar processos de melhoria da qualidade de indicadores do transporte. É o que se chama de Unidade Central de Processamento (UCP).

O objetivo é o controle de indicadores de qualidade e gestão de contrato e remuneração das empresas.

A licitação do SMGO, de acordo com o comunicado, “abrangerá a contratação da sustentação do Sistema e da infraestrutura necessária para a operação, processamento, armazenamento, comunicação e segurança dos dados do SMGO, e seu instrumento convocatório conterá as exigências de habilitação previstas na legislação aplicável e no Regulamento Interno de Licitações e Contratos da SPTrans (RILC), incluindo-se a documentação relativa à qualificação técnica que decorrer da especificidade técnica do objeto que será licitado”.

A convocação da licitação será publicada “em momento oportuno”.

Isso, no entanto, só deverá ocorrer após a sessão pública que ocorrerá em junho de 2022.

A SPTrans estima que esse período será suficiente “para que todos os interessados obtenham a Homologação da Certificação de Conformidade”.

ADITIVOS AOS CONTRATOS

Com os novos aditivos aos contratos de concessão há um temor por parte das empresas de tecnologia já certificadas que as regras do jogo sejam alteradas.

Ao invés de tecnologias embarcadas em separado, o novo sistema permite a aolução “all-in-one”, ou seja, o SMGO poderá ser um equipamento já integrado com as outras tecnologias.

Isso barateará  o sistema, mas poderá prejudicar quem se preparou de acordo com as regras anteriores.


Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. GASPAR PJ AMPARO disse:

    FALAM TANTO EM TÉCNOLOGIA EMBARCADA C.C.O ETC ETC…ENGRAÇADO QUE OS CARTÕES ESPECIAIS E OUTROS TAIS QUE OS BILHETEIROS FICAM PASSANDO NOS TERMINAIS E VENDENDO INTEGRAÇÕES VCS NÃO BLOQUEIAM…PQ SERÁ EM?….QUEM AQUI NO SITE VAI ME RESPONDER ?

Deixe uma resposta