Com fim da intervenção da prefeitura no transporte coletivo de Presidente Prudente (SP), população pode ficar sem atendimento

Foto: Vinicius de Oliveira Munhoz/Ônibus Brasil

Empresa não se manifestou para reassumir a operação de forma integral e serviço pode ser interrompido neste final de semana

WILLIAN MOREIRA / ALEXANDRE PELEGI

A Prefeitura de Presidente Prudente, interior do estado de São Paulo, se manifestou a respeito do término da intervenção do poder público na empresa Prudente Urbano e a possível desistência da concessionária em continuar com o serviço.

Segundo informe público do município, a partir deste sábado, 20 de novembro de 2021, a responsabilidade de prestar o transporte público voltou a ser da empresa de ônibus.

A intervenção da Prefeitura vem desde o dia 23 de julho de 2021. Inicialmente por 90 dias, a intervenção foi prorrogada duas vezes, com data final no dia 3 de dezembro.

Contudo, no dia 8 de novembro a Prefeitura encerrou a intervenção, passando a responsabilidade da gestão do transporte para a empresa. Nesse dia, representantes da concessionária compareceram à prefeitura e houve o comprometimento de resolver os problemas no atendimento à população.

Na mesma manifestação publicada pelo município agora, a gestão municipal alega que se não houver ação da empresa de ônibus em retomar as operações, na próxima segunda-feira tomará medidas administrativas para evitar a suspensão do atendimento.

Um pedido de liminar na Justiça, impetrado pela empresa, foi acatado pelo juiz, que determinou que o Poder Executivo continue como interventor até a apresentação da prestação de contas.

Desta forma, a continuidade da intervenção deveria seguir até o dia 3 de dezembro, o que é contestado pela prefeitura, que comunicou que fará a prestação de contas e pedirá, ao mesmo tempo, a revogação da liminar.

Leia a íntegra da manifestação da prefeitura

Posicionamento sobre fim da intervenção do transporte coletivo em Prudente

Sexta-feira, 19 de Novembro de 2021

A Prefeitura de Presidente Prudente comunica que, em razão do término do prazo de intervenção municipal sobre o transporte coletivo, a partir da 0h deste sábado (20) a responsabilidade sobre a operacionalização do serviço volta a ser da concessionária licitada. Até as 17h de hoje (19), porém, não houve qualquer movimentação por parte da diretoria da empresa no sentido de reaver o comando do transporte coletivo, o que pode indicar a desistência da concessionária em reassumir o serviço. Caso essa hipótese se concretize, na próxima segunda-feira (22) a administração municipal tomará novas providências para que a população não fique desassistida neste período delicado de transição. 

Como consequência desta eventual desistência, há a possibilidade de interrupção do transporte público durante o fim de semana, uma vez que a administração municipal não terá mais autonomia legal para gerenciar a operacionalização do serviço. 

A Prefeitura lamenta profundamente os transtornos causados pela crise do setor, mas reforça que todas as medidas tomadas até aqui visam restabelecer um serviço de qualidade e eficiente aos cidadãos, em conformidade com as exigências legais.

PROBLEMAS E APREENSÕES DE ÔNIBUS:

O contrato entre a prefeitura de Presidente Prudente e a concessionária Prudente Urbano (Company Tur Transportes e Turismo Ltda / Pruden Express) foi assinado em 06 de outubro de 2017.

De acordo com a Jucesp (Junta Comercial do Estado de São Paulo), a Company Tur Transportes e Turismo Ltda está registrada em nome de Lucas Silva Goncalves, Mariangela Silva Goncalves, Paulo Humberto Naves Gonçalves e Phuma Participações Ltda.

Nos últimos dois anos, a crise do transporte coletivo da cidade se agravou.

A empresa alega que já vinha enfrentando dificuldades financeiras que foram ampliadas por causa da pandemia de covid-19, que fez com que a demanda de passageiros caísse.

Greves de trabalhadores por atrasos em pagamentos de salários e benefícios, não cumprimento de horários de frota determinada marcaram o dia a dia do usuário dos transportes de Presidente Prudente.

Mais de 50 ônibus retirados de circulação por causa de ordens judiciais referentes a débitos. Por causa disso, ao menos 11 linhas de ônibus foram interrompidas.

Veja os casos mais recentes.

Em 03 de novembro de 2021, mais 19 ônibus foram retidos por causa de ordem judicial. O motivo foi novamente pendência financeira com bancos.

Relembre: https://diariodotransporte.com.br/2021/11/03/prudente-urbano-tem-mais-19-onibus-apreendidos-nesta-quarta-03/

Como mostrou o Diário do Transporte, em 21 de outubro outra decisão da justiça determinou a apreensão de 16 veículos da empresa.

Relembre: https://diariodotransporte.com.br/2021/10/21/prudente-urbano-tem-16-onibus-apreendidos-na-madrugada-desta-quinta-21/

A crise financeira em que a concessionária atravessa, motivou uma intervenção por parte da Prefeitura de Presidente Prudente, iniciada em 23 de outubro e com data inicial para ser encerrada em 03 de novembro, buscando apurar as irregularidades encontradas.

Relembre: https://diariodotransporte.com.br/2021/10/23/presidente-prudente-sp-prorroga-intervencao-na-presidente-urbano-divida-com-banco-guanabara-e-citada-em-ato/

No dia 05 de outubro de 2021, o juiz da 2ª Vara Cível da Comarca de Presidente Prudente (SP), Silas Silva Santos, determinou a apreensão de cinco ônibus.

Relembre: https://diariodotransporte.com.br/2021/10/05/justica-determina-apreensao-de-cinco-onibus-da-prudente-urbano-devido-a-divida-de-mais-de-r-900-mil-com-cooperativa-de-credito/

No dia 29 de julho de 2021, por determinação da 4ª Vara Cível do Fórum de Presidente Prudente, no interior paulista, nove ônibus da empresa da empresa Presidente Urbano (Pruden Express) foram apreendidos.

Relembre: https://diariodotransporte.com.br/2021/07/29/onibus-da-presidente-urbano-sao-apreendidos-por-atrasos-no-pagamento-de-financiamento/

Willian Moreira em colaboração especial para o Diário do Transporte

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Luciano Alves Flor disse:

    Uma empresa que pega ônibus azul e pinta de amarelo, sendo que ambas são a mesma empresa, esperar o que disso? Nada, agora é vergonhoso, que uma cidade do tamanho de Presidente Prudente com bairros distantes, não ter um serviço de transporte coletivo que preste, já passou da hora de alguém tomar uma providência séria.

  2. João Roberto disse:

    A população de uma cidade do porte de Presidente Prudente,não pode ficar nessa situação, com a retirada de várias linhas, super lotação dos poucos ônibus que estão em circulação, com o retorno obrigatório das aulas escolares, como que vamos fazer pra ir ao trabalho e mandar os filhos para a escola, pagar aplicativo ou levá-las fica caro para a população, pelo amor de Deus, os responsáveis que foram eleitos para assistir os problemas da cidade e da população que não faça o povo de bobo, esperamos que não fiquem com essa “briguinha’” jurídica entre as partes, e a população se lascando e se virando sem o mínimo de condições.

  3. Maria Dalva Nunes Higa disse:

    Impressionante!!!! A maior cidade do oeste paulista, com Uma população quer utrapassa os 210 mil habitantes, deixar a desejar com serviço básico em pleno século 21… Chega ser vergonhoso.
    Eu queria saber como os usuários que dependem de coletivos para chegar vão local de trabalho está Fazendo. pois não há muita opção
    . Meu filho precisa se desdobrar para ir e voltar de Uber até o local de trabalho. Está pagando pra trabalhar. Inacreditável isso. Aonde vamos parar. ?
    Será que a prefeitura não pode abrir novas licitações pra dá espaço a outras empresas que queiram realmente trabalhar e devolver a dignidade dos prudentinos e da própria cidade??? Vergonha nacional isso!!! 🙈🙈

  4. Aparecido Farias de Souza disse:

    E uma vergonha esse transportes de prudente, e esse prefeito conivente com essa situacao de boca aberta e vendo a populacao sofrer sem o transportes, qdo vou a prudente fico indignado com essa situacao e a populacao nao tem atitude de cobrar esse PREFEITO omisso, o que deveria ja ter feito e rompido o contrato com essa péssima empresa, e o 9refeito ta esoerando o QUE, e a populacao calada

Deixe uma resposta