Eletromobilidade

São José dos Campos reabre licitação para novo sistema de transportes coletivos

São José dos Campos prevê 12 ônibus articulados de 22 metros (VLPs) na Linha Verde (Foto: BYD)

Prefeitura lança outros três certames em separado para meios de pagamento, concessão de serviços complementares à operação do sistema e suporte do serviço de gestão de dados

ALEXANDRE PELEGI

A prefeitura de São José dos Campos, no interior de São Paulo, tornou a lançar o Edital de licitação para Concorrência Pública Internacional cujo objeto é a concessão dos serviços operacionais do novo sistema de transporte público do município.

O aviso consta da edição do Diário Oficial do Estado desta quinta-feira, 03 de junho de 2021.

A data de entrega das propostas está agendada para o dia 07 de julho de 2021 às 09h00.

Como mostrou o Diário do Transporte, a Concorrência anterior, realizada no dia 06 de maio passado, foi dada como deserta – nenhuma empresa ou consórcio apresentou proposta. Relembre:

Ninguém se interessa pelo novo sistema de ônibus de São José dos Campos (SP) e licitação dá deserta

Na mesma edição do DOE de hoje, a prefeitura lançou outras três concorrências, complementando todo o pacote do sistema de transporte coletivo:

Concorrência Pública Internacional 005/SGAF/2021, cujo objeto é a concessão onerosa do estabelecimento de meio de pagamento, para aquisição de produtos tarifários do sistema de transporte público municipal.

Sessão Pública para entrega de propostas: 22 de julho de 2021 às 09h00

Concorrência Pública Internacional 006/SGAF/2021, para concessão de serviços complementares à operação do sistema de transporte público coletivo do município consistentes em serviços de gestão financeira, controle de bilhetagem, fornecimento de Data Warehouse e Datalake, bem como fornecimento de hardware e software integrado para pagamento e fornecimento de WI-FI embarcado.

Sessão Pública para entrega de propostas: 09 de agosto de 2021 às 09h00.

Concorrência Pública Internacional 007/SGAF/2021, para fornecimento, instalação, customizações, suporte contínuo do serviço de gestão de dados, serviços associados para o transporte público coletivo do município.

Sessão Pública para entrega de propostas: 10 de agosto de 2021 às 09h00

Os editais completos das quatro licitações podem ser retirados através do site: www.sjc.sp.gov.br.


Como mostrou o Diário do Transporte, a prefeitura decidiu realizar concessões diferentes relacionadas ao transporte coletivo, conforme modelo proposto pela FGV (Fundação Getúlio Vargas) – uma da operação em si dos ônibus, linhas e equipamentos, outra da concessão da gestão financeira e uma relacionada à tecnologia.

A primeira concorrência, a que deu deserta, foi da operação.

A justificativa do poder público para separar as licitações é escolher melhor empresas especializadas em cada área de atuação.

“O futuro modelo de concessão é inovador ao separar a operação, tecnologia e o financeiro. O objetivo com essa divisão é ter empresas especializadas em cada uma das áreas e elevar a qualidade e modernização do serviço” – diz nota da prefeitura.

Sobre a operação, em 06 de abril de 2021 o Diário do Transporte noticiou que o sistema será dividido em dois lotes operacionais, incluindo os ônibus elétricos em corredores, os quais a prefeitura chamou de VLP (Veículos Leves sobre Pneus).

Relembre:

São José dos Campos (SP) publica concorrência para separar gestão financeira da operação em novo sistema de transportes coletivos

Em nota, de 15 de abril de 2021, a prefeitura confirmou que o sistema terá 557 veículos distribuídos em cinco modelos: vans, micro-ônibus, padron e super articulado (23 metros), além dos VLP’s (Veículo Leve sobre Pneus), sendo que a maioria, 389 veículos, será do tipo convencional.

AUMENTO DE OFERTA DE VIAGENS:

A prefeitura prometeu que a quantidade de linhas vai aumentar dos atuais 101 trajetos para 112.

Com isso, ainda de acordo com nota da administração, a oferta de viagens vai crescer 43%, passando das atuais 6.798 para 9.892 viagens.

Estas mudanças deve proporcionar que 40% do total de usuários do transporte público esperem, no máximo 20 minutos, para embarcar em uma linha. Atualmente, segundo a prefeitura, 20% dos usuários embarcam em até 20 minutos.

LINHAS FLEXÍVEIS:

Outra promessa da prefeitura de São José dos Campos com a licitação é criar linhas com flexibilização parcial dos itinerários e das partidas.

“Esse modelo de transporte sob demanda é novo no país e surge para competir com o transporte individual. Na prática, os usuários poderão por meio de aplicativo, assim como acontece atualmente com as empresas de transporte individual, solicitar uma viagem que terá tarifa fixa integrada ou variável.”. – disse a administração municipal em nota.

FONTES DE RECURSOS ALÉM DAS TARIFAS:

A prefeitura de São José dos Campos também informou que o custeio do sistema terá outras fontes de recursos além das próprias tarifas, como a Zona Azul, o que deve baratear o valor para o passageiro.

“Ações como a separação dos serviços de operação e tecnologia e investimentos vindos de outras fontes de recursos – como a aplicação de R$ 9,2 milhões arrecadados com a concessão da zona azul – ajudam a amenizar o valor da tarifa cobrada do cidadão, permitindo a entrega de um serviço com mais frequência de ônibus, maior conforto para os passageiros com um valor mais baixo de tarifa.”

MENOR TARIFA TÉCNICA

Vai ser considerada vencedora da concorrência a proposta com a menor tarifa técnica.

O modelo até então praticado é o de outorga ao município.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Estou vendo que esse sistema de transporte de SJC vai virar o novo fura fila….

Deixe uma resposta