Governo Federal estima em 751 mil o total de profissionais de transporte coletivo a serem vacinados contra covid-19, mas ainda não define data

Uma das manifestações pedindo vacina para motoristas e cobradores nesta semana

Contanto todas as prioridades, demanda é de 77,2 milhões de pessoas

ADAMO BAZANI

Por meio de nota técnica, o Ministério da Saúde relacionou os públicos prioritários para a vacinação contra a covid-19.

No País, a s prioridades somam 77,2 milhões de pessoas (77.279.644) contando idosos, pessoas de 18 a 59 anos com problemas de saúde que podem ser agravados pela doença, categorias profissionais, povos indígenas, ribeirinhos, quilombolas e presidiários.

Não há estimativas de datas para categorias profissionais.

No caso de trabalhadores em transportes coletivo de passageiros, o Ministério da Saúde calcula a existência de 751,5 mil (751.768) pessoas a serem vacinadas, sendo  678,2 mil (678.264) funcionários de sistemas de ônibus e vans e 73,5 mil (73.504) metroviários e ferroviários.

Na lista de prioridades, os trabalhadores em transportes ocupam a posição 23 (ônibus) e 24 (trens e metro) de um total de 29 posições.

Trabalhadores de trens, metrôs, ônibus e vans dizem temer o avanço da covid-19, em especial pelo alto risco de exposição ao público em geral.

A semana tem sido marcada por diversos protestos da categoria pedindo cronogramas de vacinação.

Na manhã desta quarta-feira, 24 de março de 2021, foram realizados protestos de motoristas e cobradores pedindo vacina em locais como São Paulo, Fortaleza e Salvador. Na segunda-feira, houve protestos na região do ABC Paulista.

ABC:

https://diariodotransporte.com.br/2021/03/22/terminais-de-onibus-no-abc-sao-liberados-apos-paralisacao-na-manha-desta-segunda-22/

SÃO PAULO:

https://diariodotransporte.com.br/2021/03/24/onibus-em-sao-paulo-sao-paralisados-em-terminais-durante-protesto-de-trabalhadores-nesta-quarta-24/

SALVADOR:

https://diariodotransporte.com.br/2021/03/24/trabalhadores-do-transporte-coletivo-de-salvador-realizam-protesto-por-vacina-de-covid-19/

FORTALEZA:

https://diariodotransporte.com.br/2021/03/24/rodoviarios-de-fortaleza-ce-paralisam-onibus-reivindicando-vacina-de-covid-19/

Na nota técnica deste mês de março, o Ministério da Saúde reconhece a escassez de vacina e fala em necessidade de estratégias.

“Diante do quantitativo ainda limitado na disponibilidade das vacinas

para oferta à população-alvo da Campanha Nacional de Vacinação contra a

Covid-19 2021, o PNI ratifica a importância das doses disponibilizadas serem

destinadas àqueles grupos que, inicialmente, já apresentam maior risco de

exposição, complicação e óbito pela covid-19, conforme prioridades elencadas

no Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19 (PNO).

Conforme o chamamento dos grupos prioritários, em ordem elencada

pelo PNO, não havendo doses suficientes para cobrir 100% do referido grupo,

recomenda-se a adoção das estratégias” – diz parte da nota

Veja o documento na íntegra:

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

Deixe uma resposta