Bruno Covas antecipa feriados municipais e muda rodízio para o período das 20h às 05h

Bruno Covas também anunciou mais 640 leitos para a covid-19

No ano passado, medida semelhante foi adotada e, segundo prefeitura, os resultados foram positivos

ADAMO BAZANI

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas, anunciou nesta quinta-feira, 18 de março de 2021, a antecipação de feriados para reduzir a circulação de pessoas e a lotação do transporte coletivo, neste pior momento da pandemia de covid-19 no País.

Os feriados municipais de 2021 (Corpus Christi, Consciência Negra) e 2022 (Aniversário de São Paulo, Corpus Christi, Consciência Negra)serão antecipados já para os dias 26, 29, 30, 31 de março e 01º de abril

No ano passado, medida semelhante foi adotada e a gestão avaliou o resultado como positivo, aumento no índice de isolamento e redução na circulação de pessoas, lotação dos ônibus e dos índices de congestionamento.

* 26 de março (sexta-feira) – Corpus Christi de 2021;
* 29 de março (segunda-feira) – Dia da Consciência Negra de 2021;
* 30 de março (terça-feira) – Feriado do aniversário da cidade de São Paulo de 2022;
* 31 de março (quarta-feira) – Corpus Christi de 2022;
* 01º de abril (quinta-feira) – Dia da Consciência Negra de 2022.

Dia 2 de abril será mantido o feriado nacional da Paixão de Cristo, “sexta-feira santa”.

Covas antecipou em 2020 o Corpus Christi (11 de junho) e da Consciência Negra (20 de novembro) serão antecipados para 20 e 21 de maio

O Governo do Estado também antecipou feriados em 2020, como “9 de Julho” (Revolução Constitucionalista)  para o dia 25 de maio.

RODÍZIO

Covas anunciou mudança de horários de rodízio. Das 07h às 10h e das 17h às 20h será liberada a circulação de carros de qualquer placa e as restrições, de acordo com o dia da semana passam a ser das 20h às 05h.

A mudança começa a valer nesta segunda-feira, 22 de março de 2021.

As proibições continuam de acordo com o final da placa e o dia da semana:

segunda-feira: 1 e 2

terça-feira: 3 e 4

quarta-feira: 5 e 6

quinta-feira: 7 e 8

sexta-feira: 9 e 0

Segundo Bruno Covas, o objetivo é reduzir a lotação dos ônibus nos horários de pico e seguir o toque de recolher do Governo do Estado de São Paulo que é justamente das 20h às 05h

O rodízio noturno vigorará inclusive em feriados.

Transitar em locais e horários não permitidos pela regulamentação prevista no Código de Trânsito Brasileiro implica em infração de trânsito de nível médio, resultando em multa no valor de R$ 130,16 e acréscimo de 4 (quatro) pontos no prontuário do motorista.

Durante o rodízio, os veículos ficam impedidos de circular no Centro Expandido, incluindo as vias que delimitam o chamado Mini Anel Viário, formado pelas marginais Tietê e Pinheiros, avenidas dos Bandeirantes e Afonso D´Esccragnole Taunay, Complexo Viário Maria Maluf, avenidas Tancredo Neves e Juntas Provisórias, Viaduto Grande São Paulo e avenidas Professor Luís Inácio de Anhaia Melo e Salim Farah Maluf.

ZONA AZUL, FRETADOS E CAMINHÕES COM RESTRIÇÕES MANTIDAS:

Ficam mantidos o funcionamento da Zona Azul e o horário das demais restrições existentes na cidade: Zona de Máxima Restrição à Circulação de Caminhões (ZMRC) e a Zona de Máxima Restrição aos Fretados (ZMRF).

FROTA DE ÔNIBUS:

O prefeito Bruno Covas, em resposta ao Diário do Transporte, disse que durante o período de feriado antecipado a frota de ônibus da semana não terá alteração, permanecendo os horários praticados atualmente em dias úteis.

“Nós não vamos mexer com oferta de ônibus circulando pela cidade de São Paulo durante esse período de antecipação dos feriados municipais. Ela vai permanecer a mesma que é em qualquer dia de segunda a sexta, permanecendo também a frota específica de sábados e domingos, então não haverá nenhuma alteração na frota que circula na cidade de São Paulo.”

Ainda de acordo com Bruno Covas, o inquérito sorológico da cidade para monitoramento da covid-19 não mostrou que o índice de contágio pela doença seja maior no transporte público.

“Agora eu queria aqui reforçar mais uma vez um dado que já mencionamos em diversas coletivas que é importante mencionar mais uma vez que todos os estudos feitos pela secretaria de saúde do município mostram que a porcentagem da população infectada que utiliza o transporte público na cidade de São Paulo é a mesma da população que não utiliza transporte público na cidade de São Paulo. Embora esse seja um tema importante, não é um tema que tenha afetado a quantidade de pessoas que estão com coronavírus na cidade de São Paulo” – disse o prefeito.

Ouça:

MAIS LEITOS E FILA:

O prefeito Bruno Covas anunciou também a abertura de 640 novos leitos hospitalares na cidade.,mas chamou a atenção pelo crescimento acelerado da fila de pessoas aguardando vagas para UTI de covid-19. Na quarta-feira (17) eram 395 pessoas aguardando vagas na cidade e até o meio dia desta quinta-feira (18), o número subiu para 475 pessoas.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. frank chan disse:

    Lixo nojento. Cara podre vai matar o povo de fome fechando tudo careca tosco lambe dória.

  2. William Santos disse:

    Eu não consigo entender certas decisoes! Rodizio das 20h as 5h? Qual o sentido disso? E se eu tiver uma emergencia não poderei sair de jeito nenhum? Vai arrebentar até com os Ubers. Não está considerando os que trabalham no horário noturno. É uma vergonha!

    1. Ana disse:

      Willian, concordo plenamente com você. Todos os ajustes feitos até afora com relação ao rodízio de veículos não deram certo e esse certamente não vai dar certo também. Alias é muito difícil algo que não faz sentido dar certo né. Afff, tá um descontrole geral.

  3. luiz fernandes de Oliveira disse:

    Jesus,

    uma semana vão morrer + 3500 paulistas/paulistanos.

  4. Antonio disse:

    Entender esse horário de rodízio fica difícil. Se nossos governantes querem fazer alguma coisa de verdade e de impacto, o rodízio criado teria que ser na cidade inteira e não somente no centro expandido, outra para todos finais de placas, apenas veículos autorizados poderiam, quem precisar e foi multado que recorra.

    1. IVAN disse:

      Vc é loco seu demente e se alguém precisar ir no médico passando mal se vc não tem alguma coisa relevante pra ajudar cala essa boca seu inbessil

  5. Douglas disse:

    Adamo porque perguntou o motivo de não reativar o hospital de campanha do Anhembi q é o maior de todos e mesmo se for de iniciativa privada alugaria para uso emergencial para fazer hospital de campanha no Anhembi?A culpa foi do Prefeito e do Governador de SP

  6. CLAUDINEI DE OLIVEIRA FERREIRA disse:

    Vota nele de novo! Escravos do capeta agora todo mundo quer meter o pau vota nele de novo e no dória também.

  7. PAULO GIOVANIO FERREIRA DA SILVA disse:

    Acho q não vai dar certo, se for pra fechar deve fechar tudo posto de gasolina, parar transporte público, mercado, farmácia, pra que o transporte público funcionando se não é pra sair de casa.

  8. celia regina dos santos santana disse:

    Acorda povo!!! Mais um motivo pra esses exploradores arrancar mais dinheiro do povo,usando o covid, pra roubar mais um pouco da gente.

Deixe uma resposta