Doria critica decisão de Covas de adiantar feriados municipais e diz que anunciará novas medidas

Governador João Doria durante entrega de doses da vacina CoronaVac nesta sexta (19). Foto: Divulgação Governo do Estado de São Paulo

Segundo o governador apesar da autonomia das prefeituras, ações como esta deveriam ser compartilhadas antes de serem anunciadas para uma coordenação entre as localidades

WILLIAN MOREIRA

O Governador do Estado de São Paulo, João Doria, em coletiva de imprensa realizada na manhã desta sexta-feira, 19 de março de 2021, comentou a decisão do prefeito da capital, Bruno Covas, de adiantar feriados municipais deste ano e de 2022 para a última semana de março e 01º de abril com o objetivo de aumentar o isolamento social e assim diminuir os casos de transmissão do vírus da covid-19, diante da fila de espera por leitos de UTI na cidade, criticando a medida.

Para Doria, uma ação como esta que interfere na rotina dos municípios ao redor como do ABC, Grande São Paulo e também do litoral, deveria ser feita após um compartilhamento da ideia com o Governo do Estado e prefeituras para que seja assim definido de forma conjunta, apesar da autonomia que a sua gestão deu aos municípios em decisões de medidas restritivas na pandemia.

Na ocasião de informar sobre a mudança dos feriados, Bruno Covas também alterou o horário do rodízio municipal de veículos para o período noturno, das 20h às 5h do dia seguinte.

Relembre: https://diariodotransporte.com.br/2021/03/18/bruno-covas-antecipa-feriados-municipais-e-muda-rodizio-para-o-periodo-das-20h-as-05h/

O governador ainda disse que faltou bom senso na decisão, criando um mal estar com várias prefeituras, principalmente das cidades da baixada santista que temem um grande fluxo de pessoas saindo de São Paulo para as praias, algo que essas localidades não tem como fiscalizar já que possuem um quadro menor de agentes de segurança e fiscalização.

Por essa razão, o Comitê do Centro de Contingência da Covid-19 realiza no final desta manhã uma reunião com o governo para discutir novas medidas que atendam  aos pedidos dos prefeitos destes municípios.

Veja abaixo a declaração do governador na íntegra:

“Nós alertamos ontem a Prefeitura de São Paulo que uma medida como essa deveria ter sido discutida previamente com o Governo do Estado de São Paulo e com os prefeitos da Região Metropolitana e também do litoral. E não anunciado sem esse tipo de entendimento porque gera evidentemente duvidas e preocupações em prefeitos sobretudo do litoral de São Paulo, litoral norte, baixada santista, litoral sul em relação ao volume de pessoas que poderiam a estas cidades diante de um feriado prolongado.

Infelizmente a decisão do prefeito foi anunciar sem um entendimento prévio, o que criou esse mal estar com prefeitos e nós recebemos várias manifestações de prefeitos e prefeitas do litoral e também aqui da Região Metropolitana.

O Centro de Contingência está avaliando essas medidas e também as manifestações que foram feitas ontem à tarde e à noite por prefeitos e prefeitas. Hoje temos uma reunião às 11 horas para anunciar algumas medidas e vamos atender sim às solicitações que forem feitas por estes prefeitos com o objetivo de evitar a superlotação no litoral e com mais contato e mais contágio. Os prefeitos tem toda razão nessa preocupação e nós anunciaremos durante a coletiva de imprensa de hoje as medidas que podem ser adotadas e praticadas pelo Governo de São Paulo sempre em apoio aos prefeitos e as prefeitas.

As prefeituras têm autonomia para as suas decisões e nós reconhecemos isso, mas a certas decisões que o bom censo recomenda que elas sejam compartilhadas previamente com o governo, dado ao fato de que a decisão de uma cidade muitas vezes implica em impacto na cidade vizinha ou nas cidades vizinhas. Faltou aí um pouco de bom censo da Prefeitura de São Paulo em fazer esse compartilhamento prévio para evitar exatamente o mal estar que acabou provocando. Nós vamos tentar reduzir isso ao mínimo possível e atender as demandas dos prefeitos”, disse Doria

Willian Moreira em colaboração especial para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

Deixe uma resposta