“Feriado” de Carnaval será cancelado em todo o Estado de São Paulo por causa da pandemia

Secretario Marco Vinholi

Prefeitura de São Paulo suspendeu ponto facultativo e demais municípios podem tomar suas decisões. Gestão Doria orienta que outras cidades também suspendam

ADAMO BAZANI

O governo do Estado de São Paulo decidiu que não haverá “feriado” de Carnaval por causa do avanço da covid-19.

O ponto facultativo das repartições e serviços estaduais foi suspenso.

Assim, serão normais os trabalhos nos dias 15, 16 e 17 de fevereiro.

Na entrevista coletiva na tarde desta sexta-feira, 29 de janeiro de 2021, ao lado do governador João Doria, o secretário de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi, disse que a prefeitura da capital paulista decidiu também suspender o ponto facultativo para o Carnaval.

De acordo com o secretário, as prefeituras têm liberdade para tomarem suas decisões, mas a recomendação é que também suspendam os pontos facultativos municipais como fez a gestão Bruno Covas na cidade de São Paulo.

“O governo do Estado tomando esta decisão, as prefeituras têm essa prerrogativa no que tange aos serviços municipais. A prefeitura de São Paulo já tomou essa decisão de também suspender o ponto facultativo. Nossa recomendação, assim como da Associação Paulista de Municípios, é que as prefeituras sigam essa prerrogativa da ciência e da medicina.”

Quem utiliza transporte coletivo deve estar atento, isso porque, dependendo das decisões de cada prefeitura, os ônibus municipais devem operar em escalas diferentes da proporção da frota de ônibus metropolitanos, ônibus intermunicipais, trens e metrô.

A recomendação é que o passageiro use aplicativos de celulares que mostram em tempo real os horários ou mesmo liguem para as garagens de ônibus.

Doria disse que a suspensão do Carnaval foi uma recomendação do comitê que acompanha a evolução da covid-19 no Estado de São Paulo.

“Não haverá o feriado de Carnaval este ano. Esta é a recomendação do Centro de Contingência, de 20 médicos, cientistas e especialistas, para com isso manter sob controle a expansão da pandemia”, disse Doria.

O governador enfatizou também que o País enfrenta uma segunda onde da doença

“Estamos em uma segunda onda da covid-19. Não é razoável que festividades e encontros venham a ocorrer diante de uma situação tão trágica e tão difícil. Nós, evidentemente, não estamos impedindo, nem poderíamos proibir as pessoas de viajarem. Mas não teremos feriado de Carnaval em todo o estado de São Paulo”, completou o Governador.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Vanessa Maia Martins disse:

    Alguma coisa boa esse homem fez !!

Deixe uma resposta