STU vai deixar de prestar serviços em Sorocaba. Demissões vão começar imediatamente

Publicado em: 19 de maio de 2020

Ninguém se interessou pelo lote 02 em licitações

Contrato termina em agosto e não vai ser renovado.  Licitações foram fracassadas.

ADAMO BAZANI

Mais uma empresa de ônibus deve deixar de operar no País.

De acordo com o Sindicato dos Rodoviários de Sorocaba e Região, no interior paulista, a STU – Sorocaba Transportes Urbanos Ltda, operadora do lote 2 do sistema municipal, não deve renovar o contrato emergencial e vai deixar de operar o sistema.

Por telefone, ao Diário do Transporte, o atendimento da empresa confirmou a informação.

A data prevista para a o fim das atividades é dia 03 de agosto.

Por meio de nota, o presidente da entidade trabalhista, Paulo João Estausia, prevê dificuldades para os funcionários e reconhece que a situação é delicada.

“Iremos enfrentar mais um grande desafio em um momento extremamente complexo devido à pandemia do novo coronavírus e as crises política e econômica que se aprofundam no país. O Sindicato, como sempre faz, irá comandar uma robusta luta para assegurar o emprego de todos e o cumprimento dos mesmos direitos pela nova empresa. Porém, a situação é delicada e, desde já, pedimos aos trabalhadores e trabalhadoras que se preparem para mais essa batalha”,

Segundo o sindicato, representantes da STU estiveram reunidos com diretores da entidade, na tarde desta segunda-feira (18), e informaram que o processo de desligamento dos funcionários vai começar imediatamente para “que a empresa possa cumprir a lei trabalhista do aviso prévio que, além dos 30 dias normais, determina o pagamento de três dias a mais para cada ano trabalhado.”

A orientação do sindicato é que os que os trabalhadores compareçam a empresa e assinem o aviso-prévio.

A STU tem aproximadamente 800 funcionários e opera o lote de 2 das linhas municipais desde o ano de 1996. Há alguns trabalhadores que estão na empresa desde o início.

O contrato com a empresa venceu em 2019.

O Diário do Transporte tem mostrado que a prefeitura fez duas renovações de 180 dias em forma de contrato emergencial, mas em agosto, não vai poder fazer a terceira por força de lei.

Ainda como mostrou a reportagem, na tentativa de licitação em 07 de fevereiro, não houve interessados para o lote 02.

Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2020/02/07/lote-2-do-transporte-de-sorocaba-tem-licitacao-deserta/

Foi a quarta tentativa de licitar os serviços. O aviso, com data de 19 de dezembro de 2019, saiu publicado na edição de 27 de dezembro do Diário Oficial do Estado.

A sessão pública para entrega dos documentos de habilitação e propostas comerciais ocorreu na sede da Urbes – Trânsito e Transportes.

O lote 02 do sistema de ônibus da cidade é operado por meio de prorrogações contratuais pela STU – Sorocaba Transporte Urbano, que atende a 61 linhas, em especial nas regiões leste, oeste e sul. Circulam nestas linhas, 193 ônibus, dos quais 141 convencionais.

O contrato inicial com a prestadora de serviços começou em 2003 e acabou em 2011. Desde então, foram feitas prorrogações. O contrato anterior foi assinado no final de fevereiro deste ano com validade até o início de fevereiro de 2020.

Já o transporte especial atualmente conta com 31 veículos, dos quais, cinco vans adaptadas. A concorrência também tinha sido barrada pelo TCE.

Um representante da STU compareceu à sessão, segundo o jornal Cruzeiro do Sul, mas sem registrar proposta. Dois dias antes a Prefeitura contratou novamente a empresa por mais 180 dias por dispensa de licitação.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Comentários

  1. Dorival Agostinho disse:

    as empresas de ônibus como sempre vão se dar bem novamente prejudicando os passageiros o povo sempre vai pagar a conta não tem como evitar até onde vai isso tá difícil de viver em Sorocaba a média salarial dos motoristas de Sorocaba é uma das maiores do Brasil e deu dor de barriga e o motorista eles já entrao em greve deixam o população na mão

  2. Paulo Gil disse:

    Amigos, bom dia.

    1) Não se preocupem, será só mais uma PiZZA EMERGENCIAL, que será paga pelo contribuinte.

    Muiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiito em breve aparece um TUBARÃO e ‘”NHAKiTi” nessa PiZZA, e o buzão volta a rodar em Sorocaba, isto se já não está tudo preparado.

    2) “Foi a quarta tentativa de licitar os serviços.”

    Esta dentre tantas outras lições iguais, serve para o poder público se virar nos 29 (pois nos 30 todo mundo se vira no Domingão do Faustão) e mudar a forma de contratar empresa de buzão ou estatizar tudo de uma vez com tarifa ZERO.

    É patente que os órgãos, entidades, associações e o escambal que representam os Tubarões não vão se mexer para isto, uma vez que as PiZZA$ EMERGENCIAI$ são saborosíssimas.

    O único projeto deles é o : “ME DÁ UM DINHEIRO AÍ”

    Se essas PIZZA$ EMERGENCIAI$ não fossem saborosas, as empresas de buzão que fecham não seriam substituídas com tanta facilidade e agilidade como podemos observar todo dia; um caso mais recente, o de Piracicaba, sem ar condicionado, sem câmbio automático, sem suspensão a ar e todos buzões semi novos de 8 a 10 anos.

    Então é isso cabe ao poder público acordar e levantar do berço esplendido e resolver esta questão, pois já está provado que:

    – Licitação não serve mais para contratar buzão;

    – Concessão de transporte público só dá problema, prejuízo e perda de tempo para o poder público

    – Não atende ao INTERESSE PÚBLICO.

    – Prejudica a categoria dos rodoviários

    Estas constatações não foram inventadas por mim, está ai para todos verem é de domínio público.

    Senadores, Deputados, Governadores, Prefeitos, Vereadores VAMOS TRABALHAR A QUESTÃO, já passou da hora.

    E os Sindicatos também devem ajudar nesta questão, fazendo um papel pro ativo e modernizando sua forma de atuação também.

    NADA MUDA NO BARSILei.

    SAÚDE A TODOS!

    Att,

    Paulo Gil

  3. Nanda Oliveira disse:

    Como esse povo é egoísta!!! Vc viu ali que todos estão indo pra rua? Largue mão de ser invejoso e aprenda a lutar pelos direitos assim como fazemos junto com o nosso sindicato!! Tudo a culpa é do Sindicato e dos motoristas, nunca é culpa do voto errado de vcs não né?! Pensa um pouco antes de abrir sua boca falar asneiras!!!

  4. Edinei disse:

    Parabéns ao sindicato da categoria, era de se imaginar que a conta um dia chegaria, nem uma empresa aguenta tantos “direitos” e o povo ficando sem respeito diante de tantas graves.

  5. Maria Helena disse:

    acho que está na hora de Sorocaba colocar empresas de ônibus séria na cidade…esses motoristas da STU vivem fazendo greve do nada é prejudicando centenas de pessoas que tem que trabalhar e não conseguem e além disso esses motoristas ganham muitíssimo bem e o preço do vale transporte é um dos mais altos desse país. ..é um absurdo.

  6. Mauricio disse:

    Sábias palavras. A História mostrou isso várias vezes, mas esse sindicato teimou em não ver.

  7. Diego Nunes disse:

    Claro que é culpa do sindicato, pensa: o sindicato dos transportes em Sorocaba deita e rola e não tem empresário que consiga manter essa farra de “paro quando quero”. O Sindicato nem as multas que toma paga por parar sem nem avisar. O direito a greve existe mas tem que ser cumprida a lei, o que o sindicato não faz. Uma pena que essa é uma lei do direito civil e não criminalista.

    Com relação a farra da licitação emergencial, é verdade mesmo. Mas acredito que a culpa é da licitação mal feita, exigem milhões na licitação e querem pagar pouco, aí ninguém vai. Quando a CONSOR veio pra Sorocaba, a Rosa, São João e etc. criticaram pois eram empresas da cidade interessadas e foi cheio de pormenores embaixo do pano. Aí agora nenhuma se interessa mesmo.

    Na licitação o responsável pode citar a qualidade que deseja, não pode pedir marcas e etc. mas a qualidade é culpa da licitação ser mal feita. Sorocaba tem disso. Um BRT mal pensado, só pra aparecer (e sabe-se lá quanto realmente deveria se pagar mas com certeza estamos pagando acima do valor real). Você pega cidades com BRT funcionais vê que grandes aglomerações não funcionam, coisas decentralizadas seriam melhor, em Sorocaba o BRT é só uma substituição dos ônibus normais sem nenhum ganho real.

    E agora isso, fim da STU, essa é a conta do sindicato sim, da prefeitura e más licitações. Há de se admirar, cartel também das empresas provavelmente em não apresentar propostas pra que, na contratação seja feita por um valor altíssimo.

  8. Joao Pedro disse:

    Sorocaba esta sofrendo com transporte culpa do sindicato que impõem algumas coisas para empresarios que nao tem como aceitar por isso que toda licitação da deserta….MPF precisa acabar com esse sindicato ai a coisa anda e os pais de familia ficam amparados de verdade….

Deixe uma resposta