Créditos antigos não são aceitos em ônibus da Rápido Luxo Campinas e EMTU orienta emissão de novo cartão

Publicado em: 8 de novembro de 2019

Rápido Luxo Campinas opera linhas da Viação São Roque desde 24 de outubro. Foto: Flavio Alberto Fernandes / Ônibus Brasil.

Sistema de bilhetagem da Viação São Roque, que operava anteriormente, não é compatível com empresa da operação emergencial

JESSICA MARQUES

Os passageiros que utilizam o transporte coletivo intermunicipal de São Roque, Alumínio, Mairinque e Ibiúna, na Região Metropolitana de Sorocaba, no estado de São Paulo, enfrentam problemas com o pagamento da tarifa.

Desde 24 de outubro de 2019, a Viação São Roque não opera mais na região e os passageiros estão sendo atendidos pela Rápido Luxo Campinas, que opera emergencialmente. Contudo, os créditos antigos dos cartões de transporte não estão sendo aceitos na nova empresa.

O problema ocorre desde que a Viação São Roque parou de operar nos municípios e a EMTU (Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos) determinou que a Rápido Luxo fosse responsável pela linha até que o serviço fosse regularizado.

Ao ser questionada sobre os procedimentos necessários para resolver o problema de bilhetagem, a EMTU orientou que os passageiros se dirijam aos postos da empresa Rápido Luxo Campinas para emissão de novos cartões.

“A empresa Rápido Luxo Campinas dispõe de postos no Terminal Intermunicipal Alcides de Souza (Vila Santa Rita, São Roque – SP) e Rodo Center (Av. Comendador Pereira Inácio, 100 – Jardim Vergueiro, Sorocaba – SP) para que os passageiros possam solicitar os cartões de Passe Comum/Meia Tarifa/Idoso/Estudante. O horário de atendimento é de segunda a sexta-feira, das 7h às 17h”, informou a EMTU, em nota.

Segundo a EMTU, o cartão é emitido no mesmo dia. No caso do Comum, é necessário levar documento com foto. Para a emissão do bilhete na modalidade Idoso, é preciso apresentar um documento com foto e comprovante de residência.

SISTEMAS DE BILHETAGEM INCOMPATÍVEIS

A Viação São Roque operava como permissionária na região e, portanto, possuía sistema próprio de bilhetagem, operado pela Transdata.

Entretanto, a Rápido Luxo Campinas opera com sistema de bilhetagem da Prodata, o que gera a incompatibilidade para o uso do cartão de uma empresa no ônibus da outra operadora.

A transferência de créditos ou possibilidade de devolução do dinheiro para passageiros que possuem vale-transporte ou outro tipo de cartão com saldo não foi confirmada pela EMTU. O assunto está sendo avaliado.

“Para esclarecer dúvidas, os passageiros devem entrar em contato com a Central de Atendimento da RLC pelo telefone (15) 3212-8887”, informou, por meio de nota.

Representantes da Viação São Roque não foram localizados pela reportagem do Diário do Transporte para falar sobre a possibilidade de reembolso e a Viação Rápido Luxo preferiu não comentar se haverá ou não transferência do saldo.

SISTEMA EMERGENCIAL

Segundo informações da EMTU, o sistema emergencial na região permanece atendendo plenamente aos passageiros nos mesmo itinerários e horários que eram cumpridos pela Viação São Roque.

Ao todo, são 15 ônibus da Viação Rápido Luxo Campinas operando as linhas 6214, 6214DV1, 6215, 6218, 6219 e 6220 nas ligações de São Roque aos municípios de Alumínio, Ibiúna e Mairinque.

Ao ser questionada sobre previsão de licitação para contratação de nova empresa e andamento do processo de descredenciamento da Viação São Roque, a EMTU informou apenas que “o processo de regularização do serviço está em andamento na EMTU/SP”.

CONTRATAÇÕES

Na última semana de outubro, a Rápido Luxo Campinas e o Sindicato dos Rodoviários de Sorocaba e Região começaram a discutir possíveis contratações de funcionários da Viação São Roque, caso a empresa saísse do sistema.

Relembre: https://diariodotransporte.com.br/2019/10/24/rapido-luxo-campinas-e-sindicato-discutem-possiveis-contratacoes-caso-viacao-sao-roque-saia-do-sistema/

A Viação São Roque, cujos funcionários estão em greve desde 21 de setembro de 2019, é oficialmente responsável pelo transporte intermunicipal de passageiros de São Roque, Alumínio, Mairinque e Ibiúna, na Região Metropolitana de Sorocaba, no estado de São Paulo.

No site da EMTU, a empresa ainda consta como responsável pelas linhas, contudo, na página inicial, a informação é de que a viação está com “zero” veículos na frota.

emtu.png

emtu12

GREVE

A greve dos trabalhadores da Viação São Roque teve início no dia 21 de setembro. A paralisação ocorre para cobrar o pagamento do tíquete-refeição, das férias e da participação nos lucros e resultados (PLR) que estão em atraso.

Segundo o sindicato, os trabalhadores “estão sem receber tíquete-refeição há dois meses, adiantamento salarial neste mês (referente ao pagamento de novembro), muitos continuam sem gozar e receber férias, assim como a PLR (participação nos lucros e resultados) que é paga no retorno das férias, além da empresa não ter depositado corretamente FGTS e INSS nos últimos anos.”

A Viação São Roque possui 88 trabalhadores. O sindicato informou que, desde que a Viação São Roque conseguiu liminar na Justiça, os rodoviários cumpriram o determinado e mantêm em operação 70% da frota em horários de pico, das 5h às 8h e das 16h às 20h, e 50% nos demais horários, desde que os ônibus disponibilizados pela empresa estejam em condições de circular.

Entretanto, em 24 de outubro de 2019, nenhum ônibus circulou e a Rápido Luxo Campinas operou no lugar dos veículos da Viação São Roque. Desde então, os veículos não foram retomados para a operação.

Relembre: https://diariodotransporte.com.br/2019/10/24/viacao-sao-roque-nao-opera-e-rapido-luxo-campinas-faz-paese/

A terceira audiência de conciliação foi realizada em 10 de outubro de 2019, no Tribunal Regional do Trabalho da 15ª Região, em Campinas, no interior de São Paulo.

Segundo informações do Sindicato dos Rodoviários de Sorocaba e Região, a empresa não apresentou nova proposta de quitação da dívida trabalhista.

Relembre: https://diariodotransporte.com.br/2019/10/10/sem-acordo-greve-na-viacao-sao-roque-continua/

OPERAÇÃO EMERGENCIAL

O Sindicato dos Rodoviários de Sorocaba e Região, representando os trabalhadores da Viação São Roque, publicou uma nota afirmando que “se outra empresa assumir linhas, terá que contratar trabalhadores”.

A afirmação foi feita pelo sindicato da categoria após a EMTU (Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos) convocar a Rápido Luxo Campinas pela primeira vez para operação emergencial na região.

Relembre: https://diariodotransporte.com.br/2019/10/08/emtu-convoca-rapido-luxo-campinas-para-operar-emergencialmente-durante-greve-na-viacao-sao-roque/

Na ocasião, a EMTU solicitou que a empresa Rápido Luxo Campinas (RLC) colocasse oito veículos para complementar a operação do transporte intermunicipal entre São Roque e os municípios de Alumínio, Mairinque e Ibiúna durante a greve.

A EMTU também determinou que, a partir de 25 de outubro de 2019, a Rápido Luxo Campinas deve suprir, emergencialmente, todos os ônibus da Viação São Roque que não iniciarem a operação nas linhas citadas, respeitando a tabela horária em vigor.

Desde então, a Rápido Luxo Campinas opera sozinha no sistema, em caráter emergencial, cumprindo os mesmos horários determinados anteriormente para a permissionária Viação São Roque.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

 

Comentários

  1. Nelio Mineiro disse:

    Da a mesma m* vc tem que devolve os créditos das pessoas porque isso e muito errado

  2. Márcia De Almeida Ramos disse:

    Espero que a viação São Roque retorne o mais breve possível. Basta de empresa de fora

  3. Jenifer Graciele de Paula Matoso disse:

    A rápido luxo nao consta a linha 6218 para Ibiúna, por isso, impossível fazer o cartão.

Deixe uma resposta