Cinco ônibus zero-quilômetro chegam à garagem da Viação Vaz, em Santo André

Todos os ônibus 0 km serão enviados para a linha I03 - Parque Capuava / Bom Pastor. Foto: Jessica Marques.

Veículos possuem carroceria Neobus New Mega, com chassi Mercedes-Benz, OF 1721

JESSICA MARQUES

Os cinco ônibus zero-quilômetro comprados pela Viação Vaz para integrar o transporte coletivo de Santo André, no ABC Paulista, já chegaram à garagem da empresa. O Diário do Transporte esteve no local na tarde desta quinta-feira, 05 de setembro de 2019.

Os veículos possuem carroceria Neobus New Mega, com chassi Mercedes-Benz, OF 1721 e já saíram de fábrica com o novo layout definido pela SATrans, responsável pelo gerenciamento nos transportes de Santo André, em conjunto com o Consórcio União Santo André, que reúne as empresas de ônibus da cidade.

IMG_20190905_162341_3.jpg

Os ônibus têm capacidade para 39 passageiros sentados e 42 pessoas em pé, segundo a fabricante Neobus. Todos os assentos possuem entrada USB para carregar dispositivos móveis. O recurso também está disponível ao lado do banco do motorista.

O Neobus New Mega é de modelo 2020, com três portas, sendo a do meio exclusiva para pessoas com deficiência, por conta do elevador disponibilizado para facilitar o transporte de pessoas em cadeira de rodas.

O chassi conta com a tecnologia BlueTec 5 SCR de redução catalítica seletiva. Isso significa que os ônibus foram projetados para emitirem menos gases poluentes.

IMG_20190905_155017.jpg

O gestor da Viação Vaz, Luiz David, informou ao Diário do Transporte que os veículos devem começar a operar na cidade a partir da próxima semana. Todos serão enviados para a linha I03 – Parque Capuava / Bom Pastor.

“O passo seguinte é a gente instalar os equipamentos de tarifador e monitoramento, além da documentação, que está em andamento com nosso despachante. Nosso próximo passo é, na semana que vem, termos isso pronto e obtermos a liberação por parte da SATrans na vistoria dos veículos, o que vai nos deixar em condição de colocá-los na operação”, afirmou o diretor da empresa.

Os ônibus zero-quilômetro substituem veículos 2009, com carroceria Comil Svelto Midi e chassi Mercedes-Benz OF 1418.

IMG_20190905_162324_6.jpg

Os primeiros dois ônibus do transporte coletivo de Santo André com a nova identidade visual começaram a operar em 05 de agosto de 2019 pela Viação Vaz, que são dois veículos semi-novos.

Relembre: https://diariodotransporte.com.br/2019/08/05/primeiros-onibus-de-santo-andre-com-nova-identidade-visual-comecam-a-operar-e-prefeito-divulga-cronograma-de-renovacao-de-frota/

A empresa também comprou, na época, os cinco ônibus zero-quilômetro, que vieram da fábrica da Neobus, em Caxias do Sul, no Rio Grande do Sul, e chegaram a Santo André nesta semana.

TECNOLOGIA

IMG_20190905_155051.jpg

Os veículos vão receber três câmeras de monitoramento, para coibir fraudes na bilhetagem. Além disso, toda vez que o motorista liberar um passageiro com gratuidade, uma luz vermelha acenderá próximo à catraca e a empresa terá acesso à imagem de quem entrou no veículo.

Outra mudança é que agora a tela que mostra ao motorista as imagens da porta traseira não está mais localizado no canto superior esquerdo, mas fica no painel, para facilitar a visualização. O recurso é utilizado para que os passageiros que estão desembarcando sejam visualizados, o que evita acidentes.

Confira o funcionamento:

TREINAMENTO

Antes do início da renovação de frota, a Viação Vaz iniciou um treinamento com todos os motoristas da empresa.

Segundo o instrutor de treinamento, Wagner Queiroz Gomes, as aulas abordaram comportamento dos profissionais, relacionamento do funcionário com o passageiro, como conduzir o veículo de maneira correta para oferecer conforto e segurança.

“Há um mês e meio, reunimos o nosso efetivo e abordamos todos esses aspectos. Nós temos 129 motoristas e passamos o conteúdo para 126, porque os outros três estavam de férias e quando retornarem vamos fazer outra turma com eles”, contou Gomes.

Além disso, a Viação Vaz está montando turmas para que os motoristas atualizem o Curso de Transporte de Passageiros, oferecido gratuitamente pelo Sest / Senat (Serviço Nacional do Transporte / Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte).

As aulas são obrigatórias pelo Detran. A Viação Vaz está montando turmas para condutores que estão com esse curso vencido ou próximo do vencimento.

RENOVAÇÃO DE FROTA EM SANTO ANDRÉ

Ao Diário do Transporte, o prefeito de Santo André, Paulo Serra, reforçou a promessa de entregar 50 ônibus novos à cidade até dezembro deste ano.

“O transporte público de Santo André está sendo modernizado e ganha importante reforço com a chegada de novos ônibus para renovar a frota. Neste ano, serão 50 veículos climatizados, com acessibilidade e que começam a circular a partir de setembro. Para o ano que vem, mais 100 novos ônibus, e em 2021, outros 100, totalizando 250 veículos novos nas linhas municipais”, disse o chefe do Executivo.

Até o momento, foram apresentados e estão em operação 30 novos ônibus da Viação Guaianazes. Os veículos são do modelo Caio Apache Vip IV, com chassis Mercedes-Benz.

Os primeiros 15 ônibus foram apresentados pela Prefeitura no Paço Municipal em 22 de agosto, com cobertura do Diário do Transporte.

Relembre: https://diariodotransporte.com.br/2019/08/22/primeiros-15-onibus-zero-quilometro-comecaram-a-operar-nesta-sexta-feira-em-santo-andre/

Contudo, a única empresa de Santo André até o momento que trouxe ônibus com ar-condicionado durante a renovação de frota foi a Suzantur, que opera na região da Vila Luzita.

Os novos articulados são do modelo Marcopolo Viale BRT, Volvo B340M, ambos zero-quilômetro. Os veículos substituem duas unidades dos articulados mais antigos, ano 2006/2007, modelo Mercedes-Benz O 500 M – Busscar Urbanuss.

Relembre: https://diariodotransporte.com.br/2019/07/30/vila-luzita-recebe-mais-dois-onibus-articulados-zero-quilometro-da-suzantur-em-santo-andre/

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Ok, PARABÉNS….Engraçado é ouvir de motoristas de carros, ali, na área de embarque e desembarque da estação falarem que para eles o maior transtorno são os ônibus do Terminal Oeste da EMTU (!!!!)…Estes na verdade são tremendo egoístas, acham que o mundo é deles, feito prá eles…esquecem viver em comunidade, a coletividade. Se eu dissesse à eles isso, com certeza diriam que o transporte coletivo é deficitário, capenga É a síndrome do metido à rico, ou filhinho de papai…(santa ignorância)..Raramente se vê algum quebrado, se for contar os dias e meses, seria 1 carro em 5 ou 6 meses, com alguma pane, na via..Exceto os trambolhos do Baltazar

Deixe uma resposta