Greve de ônibus em Americana termina nesta quinta-feira, 08, diz sindicato

Princesa Tecelã deixa de operar em 30 de novembro. Foto: Ezequiel Fernandes - Clique para ampliar

Em assembleia, motoristas decidiram voltar ao trabalho, mas ainda há dúvidas sobre pagamento

ADAMO BAZANI

Com agências

Motoristas e demais funcionários da empresa Viação Princesa Tecelã decidiram no início da noite desta quarta-feira, 07, que nesta quinta-feira, 08, os serviços de transportes voltam a ser normalizados.

A decisão ocorreu em assembleia após encontro entre representantes do sindicato dos rodoviários e o prefeito Omar Najar que garantiu que vai intervir para que os direitos trabalhistas serão respeitados na transição da Viação Princesa Tecelã e a Sancetur, empresa que assume em 1º de dezembro um contrato emergencial de 180 dias na cidade.

Os trabalhadores temem ficar sem salários e benefícios por causa do fim do contrato da companhia de ônibus.

Por trás da paralisação dos funcionários da Princesa Tecelã pode estar a incerteza dos trabalhadores quanto às condições de pagamento pela empresa diante da declaração do diretor de tecnologia da Sancetur, Fábio Botolato, ao portal local O Liberal, de que a nova companhia não poderá aceitar as passagens eletrônicas vendidas pela Princesa Tecelã. O prefeito de Americana, Omar Najar, havia determinado no decreto de rompimento de contrato com a Princesa Tecelã, em outubro, que a nova viação que assumisse emergencialmente os serviços deveria aceitar os créditos por 30 dias após o início das operações.

A prefeitura afirmou ao portal que notificou a Sancetur para cumprir o decreto.

Sem as vendas de créditos da Princesa Tecelã caírem nos próximos, a receita da empresa pode estar comprometida.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Vanessa hernandes disse:

    Gostaria de saber pq não sera trasferido nossos creditos do cartao de transporte para a outra empresa nao podermos perder o valor ate pq pagamos para ter o vale transporte

Deixe uma resposta