Volvo inicia produção de novos biarticulados para Curitiba

Publicado em: 22 de janeiro de 2018

Modelo biarticulado com carroceria Marcopolo modelo Viale já em circulação pela Expresso Azul, de Pinhais da Região Metropolitana. Foto: Reinaldo Penalves Júnior- Clique para ampliar

Ao todo serão 25 veículos que devem ser entregues em março

ADAMO BAZANI

A Volvo deve entregar os ônibus de 28 metros de comprimento e capacidade para 270 passageiros cada, ainda em março, como já noticiou o Diário do Transporte, no último dia 27 de dezembro. Relembre: https://diariodotransporte.com.br/2017/12/27/volvo-confirma-a-entrega-de-25-novos-biarticulados-para-curitiba-em-marco/

As 25 unidades fazem parte de um acordo entre empresas de ônibus, que amparadas em liminares judiciais não renovavam a frota de forma significativa desde 2013, e a prefeitura de Curitiba. Até 2020, serão 450 ônibus novos, de diversos portes.

O poder público realizou por determinação da Justiça em novembro um reajuste da tarifa-técnica, que é a remuneração que as viações recebem por passageiro transportado, e deve realizar outra correção em fevereiro. A administração Rafael Greca ainda se comprometeu a rever as projeções de demanda que influenciam no pagamento das empresas. Segundo as viações, como a demanda real foi menor que a projetada pela Urbs, a empresa da prefeitura que gerencia o sistema, o que receberam de remuneração não teria sido suficiente para cobrir todos os custos de operação com a remuneração prevista em contrato.

Diante dos compromissos assumidos pela administração Greca, as viações retiraram as ações na Justiça.

Mesmo com o reajuste da tarifa-técnica previsto para fevereiro, a prefeitura promete congelar em 2018 a tarifa paga pelo passageiro, que é de R$ 4,25.

Para isso, diz que vai usar um valor acumulado de R$ 47 milhões pela Urbs e eliminar linhas sobrepostas, além de remanejar horários, para diminuir os custos gerais do sistema de transportes. Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2018/01/15/curitiba-vai-congelar-tarifa-de-onibus-mudar-linhas-e-aumentar-repasses-as-viacoes/

A Volvo diz que possui cerca de 700 biarticulados operando em todo o mundo. Somente em Curitiba são 155 unidades em operação até o momento.

Os novos ônibus serão do modelo B340M Gran Artic, com carroceria Marcopolo Viale BRT. A motorização continua no entreeixos (entre o primeiro e o segundo eixo).

A concorrente Scania tenta homologar para os padrões da cidade de Curitiba um novo biarticulado, modelo F360HA, com motor dianteiro. Desde novembro, é testado um ônibus com carroceria Caio Millenium BRT.

Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2017/11/22/greca-conhece-biarticulado-da-scania-em-curitiba-e-cogita-gas-natural-para-os-transportes-na-cidade/

Um projeto na Assembleia Legislativa tenta proibir ônibus novos com motor dianteiro no Estado, mas a Scania alega que o modelo que está sendo testado não apresenta os problemas de excesso de calor interno, principalmente para o motorista, e altos índices de ruído, como os ônibus de motor dianteiro mais antigos.

Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2017/11/30/deputado-quer-proibir-onibus-com-motor-dianteiro-em-curitiba-e-regiao-metropolitana/

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Comentários

  1. Paulo Gil disse:

    Amigos, boa noite.

    Este sistema de portas na CPTM, resolveria um problema “sessentão”.

    Quem sabe os novos buzões de Curitiba não sejam na laranja, afinal a esperança é a última que morre.

    Curitiba devia testar o ‘articuladinho trucadinho”, acho ele bem mais inteligente, flexível e prático.

    Att,

    Paulo Gil

    1. William de Jesus disse:

      Em Curitiba eles já possuem o Superarticulado. Porém não dá pra colocá-los em qualquer linha

  2. Daniel Duarte disse:

    Sou a favor dos biarticulados fazendo linhas expressas e os articulados fazendo as linhas paradoras.

Deixe uma resposta