Prefeitura de São Paulo deve lançar edital de licitação dos transportes em maio

Ônibus em corredores não terão cobradores

Nova previsão leva em conta o prazo para elaborar o novo certame

ADAMO BAZANI

A licitação dos transportes de São Paulo, que deveria ter sido realizada em 2013, deve começar a sair em maio.

A nova previsão é da atual gestão e foi anunciada na manhã desta terça-feira, 21 de fevereiro de 2017..

A licitação deve também prever a concessão dos corredores atuais e dos futuros espaços para a iniciativa privada.

Ainda de acordo com a nova previsão, se não houver recursos administrativos e judiciais, o novo sistema deve estar em operação já no segundo semestre deste ano.

A prefeitura também prevê BRTs – corredores de ônibus mais modernos, com sistema de pré-embarque, pelo qual, a passagem é paga em estações e não dentro dos veículos. Com isso, não haveria mais cobradores nestes coletivos. A secretaria de Transportes e Mobilidade diz, porém, que não haverá desemprego e que estes profissionais seriam realocados em outras funções.

A estimativa, como já era o modelo lançado pela gestão Haddad, que foi barrada pelo TCM – Tribunal de Contas do Município, é que o sistema seja dividido em três: Local de Articulação Regional (entre regiões sem passar pelo centro), Local de Distribuição (alimentadores de corredores, terminais e estações de trem e metrô), Estrutural (linhas com ônibus maiores passando pelo centro).

A licitação dos transportes deveria ter ocorrido em 2013, mas a prefeitura, na época da gestão Haddad, desistiu do certame, na ocasião, diante das manifestações populares contra as tarifas.

Foi contratada uma empresa de verificação de contas, Ernst & Young, para, com os dados apurados, ajudar a elaborar os editais de licitação. Em meados de 2015, os editais então foram lançados, mas o TCM – Tribunal de Contas do Município apontou 62 irregularidades.

O processo ficou cerca de 10 meses parado até que no final da gestão, o TCM liberou a licitação, mas ficaram 14 pendências. A administração Haddad, então, decidiu deixar o certame para a próxima gestão, com o argumento de que era melhor a licitação ser iniciada e finalizada num mesmo mandato para não haver novos atrasos e desencontros.

Os contratos previstos eram de R$ 166,1 bilhões por 20 anos, podendo ser renovados por mais 20 anos.

Desde 2013, os contratos com as empresas do sistema estrutural são alvos de aditivos e com as empresas do sistema local que surgiram as cooperativas são renovados emergencialmente.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

13 comentários em Prefeitura de São Paulo deve lançar edital de licitação dos transportes em maio

  1. William de Jesus Santos // 21 de Fevereiro de 2017 às 17:10 // Responder

    Boa tarde!

    Não sei porque, mas estou com um mal pressentimento. Vão lançar o edital em maio, pra correr entre junho e julho, e pra ja começarem a estabelecer em agosto? É muito pouco tempo.

    Taí uma coisa que eu achei que não ía acontecer, mas estou vendo que pode: talvez empresas menores como Tupi, Gato Preto, Gatusa e TransKuba tenham dificuldades e resolvam sair do sistema.

    Também precisaremos ficar com um pé atrás com essa licitação. Espero que o Dória não caia na conversa de empresários e autorize, por exemplo, compra de carros sem ar condicionado. Se isso acontecer, será um retrocesso muito grande, visto que empresas como Campo Belo, Sambaíba e Transwolff estão investindo pesado

    • Willian, boa noite.

      Tupi, Gato Preto e Gatusa, hoje, podem ate ser pequenas, mas elas tem uma experiemcia oceanica.

      A Transkuba e mais nova, mas se ela for derivada da Kuba Turismo de Sao Bernardo do Campo, tambem tem muiiiita experiencia.

      Hoje vi um detalhe num buzao de uma empresa que ao meu ver a mesma ja foi vendida ou incorporada por outra, mas e uma hipotese minha.

      Em breve poderem8s confirmar minha hipotese.

      Vamos aguardar cenas dos proximos capitulos…

      Sera emocianante, disto eu tenho certeza.

      Abcs,

      Paulo Gil

  2. Valdomiro José dos santos // 21 de Fevereiro de 2017 às 20:05 // Responder

    Os. Corredores de tem que 24horas porque este tempo de 5as 9 não funciona porque após estes horário vira como estacionamento exclusivo . Agora se os corredores ficassem livre os ônibus tiriao mais desempenho e turismo mais passageiro e a população deixaria de usar carro e passaria a usar ônibus.

  3. Amigos, boa noite.

    Obaaaaaa, vai comecar a novela melhor do que as exibidas pelos canais de TV.

    Licitacao, Privatizacao ou Leila ??????

    Vamos aguardar a publicacao do Edital e ler o conteudo.

    E bom lembrar que a analise do TCM foi tecnica e perfeita

    Sugestao a la Paulo Gil, para que esse novo processo, seja la qual for decole.

    So publiquem edital apos a aprovacao formal do TCM.

    Caso contrario, nem em 2099.

    Diario, nao esquecam de publicar o link, para que possamos ler o edital.

    Ja estou com agua na boca.

    Att,

    Paulo Gil

  4. BOA NOITE
    GOSTARIA DE SABER QUANDO O PREFEITO DE SAO PAULO VAI LANÇAR O EDITAL DA LICITAÇÃO DOS TRANSPORTE COLETIVO..

    OBRIGADO

  5. A VIP com sua frota sucateada dever ficar com metade da linhas, alguem duvida, não veja ônibus novos desta empresa a anos, os únicos mais ou menos novos que vejo são os articulados das linhas 4310 e 4313 que foram criadas na gestão Haddad, as demais linhas a media de idade são de 8 a 9 anos de idade e olhem que tem ônibus mais velhos rodando, dizem que eles tem centenas de ônibus novos guardados, pergunto estão esperando o que para colocarem nas ruas.

  6. Para mim, o maior de todos os problemas é o pouco caso que fazem com o salário dos operadores, uma vez que estamos trabalhando na maior cidade do pais, com um grau de exigência muito alto, ônibus cada vez maior. E sabemos que em outras cidades, com um trânsito muito mais tranquilo, o Motorista está com um salário muito melhor, inclusive os benefícios que ajudam muito. Por outro lado temos os problemas das vias esburacadas, que vem tirando a saúde de nossa coluna. vivemos mais quebrado que arroz de terceira. Os veículos também sofrem com as muitas trepidações, pois os acessórios começam a se soltar e fazer muito barulho. Os novos em pouco tempo ficam velhos com tanta trepidação. (Herança do prefeito anterior). Que gastou todo dinheiro de São Paulo com as ciclovias que não estão sendo usadas para locomoção diária dos trabalhadores, pois quase ninguém ousa se arriscar a trafegar nelas no cotidiano.

  7. A vip é a pior empresa de ônibus da cidade são paulo. frota velha e com veículos em péssimas condições. veja a região leste 1 e parte da zona sul m boi mirim.

  8. BOA TARDE
    VAMOS AGUARDAR ESSA NOVA FORMA DOS TRANSPORTE

  9. O que acontecera com os cobradores

  10. eu nao acredito que o sr.doria junto com secretario de transporte,tenha recebido uma mala preta dos empresario para se cala mediante a populaçao sobre licitaçao que aconteceria agora em maio.os presidentes e seus diretores de cooperativa e empresas estao rindo a toa.enguanto nos trabalhadores e usarios estamos pagando caro por isso,eu como motorista estou indiguinado.nao tenho recebido dicidio a 3 anos nao recebemos horas extras cesta basica vale refeiçao .adicional noturna nada nada.acredito que esta ta hora de uma investigaçao do ministerio publico.sr.doria esta começando uma campanha p presidente da republica ninguen e mas trouxa,e logico que vai abandonar a prefeitura de sao paulo ,sera que ta rolando mala preta p campanha?
    ALGUEM ME DE UMA RESPOSTA CONCRETA.

  11. edson aparecido champin // 23 de junho de 2017 às 21:27 // Responder

    Só sei que tem muitos trabalhador fora do sistema esperando esta licitação as empresa não quer contratar esperando acontecer eu so mais um que esta desempregado esperando uma vaga de motorista

9 Trackbacks / Pingbacks

  1. Ônibus em São Paulo não são tão velhos desde 2006 – Diário do Transporte
  2. Gestão Doria contrata Fipe por R$ 5,9 milhões para consultoria aos editais de licitação dos ônibus – Diário do Transporte
  3. Confira as datas das audiências públicas da licitação dos ônibus nas prefeituras regionais – Diário do Transporte
  4. ITDP analisa o Programa de Metas da gestão municipal de São Paulo
  5. Dinheiro que São Paulo economizar com redução de gastos poderá ir para subsídios ao sistema de ônibus, propõe Doria – Consórcio Santa Verônica
  6. Substitutivo sobre ônibus não poluentes é retirado novamente de pauta da Câmara Municipal – SITRANS
  7. Projeto de lei em São Paulo quer limitar ônibus a diesel da EMTU, de fretamento e rodoviários – Diário do Transporte
  8. ENTREVISTA: Empresas de ônibus de São Paulo querem que edital de licitação traga remuneração por veículos não poluentes – CTMU
  9. Novo cronograma de ônibus não poluente volta à pauta da Câmara de São Paulo nesta terça-feira, 21 – CTMU

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: