EXCLUSIVO – Viação Itapemirim: Justiça vê irregularidades e Kaissara entra na recuperação judicial do grupo

 

Segundo Justiça, há suspeita de irregularidades na transferência de linhas e Kaissara agora faz parte da recuperação judicial da Itapemirim

ADAMO BAZANI

Documento obtido pelo Diário do Transporte e Ônibus Brasil revela que toda operação da Viação Kaissara (nome fantasia da Viação Caiçara Ltda) retornou para a Viação Itapemirim e que há suspeitas de irregularidades na transferência de linhas. Além disso, a Caiçara foi colocada na relação de empresas na recuperação judicial do Grupo da Itapemirim. A sede da Itapemirim passa para Vitória e a unidade de Cachoeiro do Itapemirim será apenas base operacional.

As medidas fazem parte de uma determinação judicial da 13ª Vara Cível de Vitória que, segundo o documento emitido pelo Grupo da Itapemirim aos gerentes, verificou irregularidades na transferência das linhas da Viação Caiçara (Ltda) para Itapemirim. No dia 4 de junho de 2015, a Itapemirim repassou 68 linhas interestaduais para a Viação Kaissara entre as quais, trajetos de grande demanda, como São Paulo / Rio de Janeiro, São Paulo / Rio de Janeiro (via ABC Paulista), São Paulo / Curitiba, Rio de Janeiro / Curitiba, Salvador/ Rio de Janeiro, Brasília / Belo Horizonte, Rio de Janeiro / Curitiba. Em torno de 40% da frota que era operada pela Itapemirim foram assumidos pela Kaissara na ocasião.

A carta é desta semana, datada de 29 de dezembro de 2016.

A Viação Caiçara (Kaissara) entra na recuperação judicial da Itapemirim, junto com outras empresas do grupo: Viação Itapemirim, Transportadora Itapemirim, ITA – Itapemirim Transportes, Imobiliária Bianca, Cola Comercial e Distribuidora e Flecha Turismo Comércio e Indústria.

O grupo da Viação Itapemirim tem dívidas que chegam a R$ 336,49 milhões.

O documento também revela que estão como sócios novos da Itapemirim, também na qualidade interventores judiciai,s Camila Valdívia e Sidnei Piva, conforme também adiantou o Diário do Transporte.

ita-doc-2

ita-doc-3

Ontem assessoria de imprensa da Viação Itapemirim confirmou que a empresa foi vendida, mas não revelou oficialmente os novos sócios. Relembre neste link: https://diariodotransporte.com.br/2016/12/29/oficialmente-itapemirim-confirma-fusao-com-a-kaissara-e-venda-para-grupo-de-investidores/

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

4 comentários em EXCLUSIVO – Viação Itapemirim: Justiça vê irregularidades e Kaissara entra na recuperação judicial do grupo

  1. Amigos, boa noite.

    Questão complexa.

    Mas no atual momento, não sei até que ponto ajuda ou atrapalha; afinal
    a venda está quase concluída ou concluída.

    O ideal é deixar a venda ser concluída o mais rápido possível, afinal a “empresa” precisa rodar
    e para tal a venda é fundamental.

    Como é difícil ser empresário nesse país, todos empurram para tras, deixem as empresas produzirem, faturar e gerar tributos.

    Mas …

    Att,

    Paulo Gil

  2. Mesmo provando o crime falimentar, os credores trabalhistas continuam penando como eu que fui demitído co 34,6 anos de trabalho, só de Itapemirim 27,5 anos em plena estabiidade pré aposentadoria…

  3. Se as irregularidade foram cometidas antes da recuperação judicial em 07/Mar/2016, a R.J foi irregular não acham? Apenas uma forma de blindar a empresa!!!

4 Trackbacks / Pingbacks

  1. Oficialmente Itapemirim confirma fusão com a Kaissara e venda para grupo de investidores – Diário do Transporte
  2. Juiz é enfático e vê “desvio de patrimônio” e uso de “laranjas” no caso Itapemirim/Kaissara – Diário do Transporte
  3. Itapemirim foi vendida para grupo de São Paulo e Camilo Cola continua com Kaissara, diz empresário à TV do Espírito Santo – Diário do Transporte
  4. Itapemirim agora é investigada por suspeitas de desvios de recursos ao exterior – Diário do Transporte

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: