Oficialmente Itapemirim confirma fusão com a Kaissara e venda para grupo de investidores

Empresa já foi a maior da América Latina

Nomes dos sócios não foram divulgados, mas informações do mercado dão conta que empresários são do ramo de transporte de cargas. Ônibus usados da Cometa foram comprados pela Itapemirim

ADAMO BAZANI

A Viação Itapemirim deixa de ser da família Cola.

A assessoria de imprensa da Viação Itapemirim confirmou ao Diário do Transporte na tarde desta quinta-feira, 29 de dezembro de 2016, fusão com a Viação Kaissara, sendo vendida para um grupo de investidores.

A companhia de forma oficial não quis revelar os nomes dos compradores.

Informações do mercado de transportes dão conta que entre os investidores estão Sidnei Piva de Jesus, Milton Rodrigues Júnior e Camila de Souza Valdívia.

Milton Rodrigues Júnior foi sócio da transportadora de cargas Dalcóquio.

A Itapemirim está em processo de recuperação judicial.

A empresa, também respondendo aos questionamentos do Diário do Transporte, informou que os ônibus da Viação Cometa vistos em uma das garagens da companhia foram comprados para renovação de frota. Acompanhe nota completa:

O processo de venda da Viação Itapemirim, para os novos controladores, e sua fusão com a Kaissara, está em andamento.

Neste momento, estão sendo feitos os relatórios gerenciais, para que se possa preparar um plano de desenvolvimento, investimento e crescimento da empresa, incluindo Marketing, Recursos Humanos e cenários de mercado.

Os novos controladores, que fazem parte de um grupo de investidores, só irão se pronunciar a partir da segunda semana de janeiro.

Por ora, qualquer informação divulgada não parte de fontes credenciadas da empresa e não tem respaldo de seus porta-vozes.

O que os novos responsáveis pela Itapemirim confirmam é que o processo de venda e fusão é verdadeiro e tem o potencial de recuperar a tradição e a liderança da Viação Itapemirim no mercado de transportes de passageiro.

No caso dos ônibus da Cometa, são veículos usados, e foram comprados.

VEJA TAMBÉM ESTE LINK:

EXCLUSIVO – DOCUMENTO REVELA NOVOS SÓCIOS DA ITAPEMIRIM E MOSTRA IRREGULARIDADES NA TRANSFERÊNCIA DE LINHAS PARA A KAISSARA- Acesse e veja o documento na íntegra

https://diariodotransporte.com.br/2016/12/30/exclusivo-viacao-itapemirim-justica-ve-irregularidades-e-kaissara-entra-na-recuperacao-judicial-do-grupo/

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

29 comentários em Oficialmente Itapemirim confirma fusão com a Kaissara e venda para grupo de investidores

  1. É TRISTE SABER QUE A ITAPEMIRIM NÃO PERTENÇE A FAM COLA, QUE TANTOS ANOS FUNDOU A EMPRESA, COMEÇOU SIMPLES CARROS IMPROVISADOS TIPO ÔNIBUS, E CHEGOU AO TOPO DO SISTEMA RODOVIÁRIO DE PASSAGEIROS, TBM IVESTIU NO SISTEMA DE MONTAGEM DE ÔNIBUS, FOI PIONEIRA NO SISTEMA DO 3° EIXOS EM ONIBUS RODOVIARIOS, NO PROGAMA TRIBUS QUE INOVOU O SISTEMA POR EMPRESAS BRASILEIRAS DE ONIBUS RODOVIARIOS, ELA ORIGINOU EM CACHOEIRO E ESTENDEU PELO BRASIL INTEIRO, EM 74 ETROU NO NORDESTE, COMPROU AS PRINCIPAIS EMPRESAS DA REGIÃO, E TAMBÉM LOGROU PARA O NORTE DO BRASIL, QTO AOS RICURSOS HUMANOS E TECNICO TEVE EXCELENTE ORGANIZAÇÃO, FOI DETENTORA DAS MELHORES LINHAS RODOVIÁRIA, EXEMPLO A RJ/SP/RJ, INCLUSIVE TAMBÉM NO SEGUIMENTO DE TRANSPORTES DE CARGAS, ETC.

    • É o preço que se paga por má administração, amigo! Agradeçamos pela empresa não ter falido.

    • A família Cola não fez bem nenhum à Itapemirim. Muito pelo contrário, o Camilo Cola Filho e a outra filha adotiva do Camilão, só fizeram mal a empresa e muito mal.

      A empresa só aguentou aos desmandos e incompetência dos dois enquanto o Camilão ainda tinha voz, mas à medida que ele foi envelhecendo e se afastando da empresa, as consequências desses desmandos foram aparecendo e o resultado é esse que estamos vendo.

      E outra, a empresa cresceu muito e se enveredou por outras áreas que davam mais lucro deixando a empresa de transportes de lado. E o pior, não se modernizou adminstrativamente com o passar dos anos como outras empresas familiares do ramo fizeram como a VAB, JCA, as empresas do Jacob Barata e as empresas do Constantino.

  2. Antônio Fernando Marini // 29 de dezembro de 2016 às 18:37 // Responder

    Mas essa fusão extingue quem? Jussara ou Itapemirim?

  3. Se foi esse o interesse da venda da Itapemirim para recuperação que seja feito.Mais se nao for vai ser cobrado isso.É uma pena vê a Itapemirim ser acabado.

  4. É pessoal! Assim se encerra o ciclo Cola na Itapemirim. A Situação era crítica. Desconfiei que ela seria vendida quado contrataram uma empresa de auditoria: com certeza, foi o novo empresário quem pediu a análise.

    Agora é aguardar, pois muita coisa vai mudar: Nome Itapemirim deverá deixar de existir, assim como Kaissara. Os carros, formas de operação, etc.

  5. Eu ainda continuou acreditando nessa empresa trabalhei na Gontijo e sou fã da Mirim q hoje e kaissara,fico triste em saber q tudo está se acabando dessa forma mais ainda quero trabalhar nessa empresa q já foi a maior da América Latina em rodoviário…

  6. Amigos, boa noite.

    Infelizmente ou felizmente nada e eterno.

    Lideres sao liders, mas o tempo passa.

    Lembremos sempre da Itapemirim do Sr Camilo Cola, ambos vencedores.

    Mas sua missao foi cumprida e isso e o q6e importa.

    Pode-se ate se manter a marca, mas nunca sera a Itapemirim original.

    Este processo ocorreu com varias marcas.

    As marcas sao mantidas, mas a sua alma, nunca.

    Att,

    Paulo Gil

  7. Deixei de usar pq tds que vão pro nordeste ou quebram antes de chegar ou no caminho.
    Lamento

  8. Mário Edson frassetto // 29 de dezembro de 2016 às 22:12 // Responder

    Era uma grande empresa, pelo menos vão manter o nome é tentar reerguer um símbolo nacional.

  9. CRISTÓVÃO COLOMBO CUNHA --- CARATINGA MG // 29 de dezembro de 2016 às 22:37 // Responder

    EU ACHO QUE O MOTIVO DESSA CONFUSÃO NINGUÉM QUER FALAR , PORÉM EU AINDA ACHO QUE O PIVÔ DESSE RETROCESSO É O ASSUSTADOR AVANÇO DO TRANSPORTE AÉREO QUE ESTÁ OFERECENDO INÚMERAS VANTAGENS PARA OS PASSAGEIROS , POR EXEMPLO ; TEMPO DE VIAGEM , PREÇO ( PROMOÇÕES TENTADORAS ) , QUALIDADE DE CONFORTO E MUITOS OUTROS , PRINCIPALMENTE PARA AS LINHAS QUE FAZEM NORTE/SUL DO PAÍS … AQUI FICA ; POIS NÃO É FÁCIL FICAR DOIS A TRÊS DIAS ENFRENTANDO ESTRADAS DENTRO DE UM ÔNIBUS QUE NÃO OFERECEM NEM TANTO CONFORTO … É DURO E SOFREDOR …PALAVRAS DE UM LEIGO NO ASSUNTO , PERDOEM A ESSE INTRUSO .

  10. Francisco José Santana de lima // 29 de dezembro de 2016 às 22:56 // Responder

    Francisco José Santana de lima ja trabalhei na Itapemirim pra mim foi a mulher empresa que trabalhei

  11. sei la ta tudo igual até as cores da kaissara ja era igual os da itapemirim acredito que não mudou nada só os nomes

  12. Creio que o Camilo fez o que pode depois dos filhos terem destruido a empresa . Trabalhei na TISA em Florianópolis e nunca me esqueço do Seu Camilo chegar na garagem sabendo de tudo que tinha no local. Cobrou do gerente na época onde estava a maquina de suco que era para estar instalada a alguns meses. Ao saber que o gerente não tinha instalado pois esperava a conclusão de uma obra, pediu desculpas aos funcionários que estavam no refeitório ( ele estava almoçando junto com os mecânicos ) , mandou comprar na hora refrigerante para os colaboradores. No final da visita ele ia para Porto Alegre e pediu a pasta da unidade para ler . Isso mostra que sempre estava atento ao seu negócio. Os filhos não souberam cuidar desse patrimônio. Dizem que o grupo JCA estaria comprando a Mirim e a e for podem ter certeza que a Itapemirim continuará existindo .

  13. Aguardar Segunda-Feira 02/01/2017; onde se ficara sabendo quem são os novos donos da Itapemirim.
    Triste se acabar assim uma empresa que sempre foi modelo no seguimento. Infelizmente é o que acontece quando se delega poderes a empregados lalaus sem fiscalização dos erdeiros; que no caso da Itapemirim nunca teve, uma vez os supostos, são adotivos e não tem sangue nem garra de Cola. Fica aqui meus parabéns ao Sr Camilo Cola.

  14. ….eu não sei não…muito estranho essa venda da empresa….e ainda mais, vender para quem não e do ramo isso realmente e muito suspeito!
    Camilo Cola recusou uma oferta absurda de seu colega de setor Constantino de vender a sua empresa e falando que do jeito que fosse a empresa ,ele não a venderia de firma alguma!
    E agora a pouco ,contrata uma empresa de auditoria afim de restabelecer a empresa,e claro, afastaria sua diretoria do comando afim de que o trabalho de auditoria e restabelecimento pudesse ser feito.
    Mas então pouco curto espaço de tempo ,o dono da Itapemirim resolve vende- lá a um grupo de investidores e ainda fora do ramo?????
    Bom ,eu não sei…mas seja como for ,eu torço pelo retorno da nossa querida Itapemirim, e digo a vcs que pelos meus em transporte ,que se esses atuais diretores tiverem o real interesse, e possível sim restabelecer e colocar a Itapemirim novamente entre as gigantes e mais queridas empresa de transporte Rodoviário de passageiros do país!!!

    Abraços a todos!

  15. O mais interessante mesmo na reportagem é a baboseira da “fusão da Itapemirim com a Kaissara”. Elas nunca deixaram de ser a mesma empresa mas o mercado insiste em não enxergar isso. Foi simplesmente o famoso golpe do segundo CNPJ.

  16. Vejam só que diferença de Administração:
    Falida Itapemirim X Crescente Gontijo

  17. Romeu Donuzetti da Silva // 30 de dezembro de 2016 às 14:56 // Responder

    Só não entendi comprarem ônibus usados da Cometa e falarem que é para renovação da frota!!!

  18. Senhores, acredito que a transação da Itapemirim é muito maior do que se destaca nesta pagina apresentando nomes de empresários que tem participação em empresas de transportes de cargas. Onde na verdade não se pode descartar a criação de um consorcio de empresas de transportes de passageiros já existente, como a união de Jacó Barata, Abilio Gontijo, Nenem Constantino, o grupo JCA, Aguia Branca e outros. Não se pode de forma alguma fazer pouco caso desta empresa, uma vez ela (Itapemirim) continuar sendo uma GIGANTE no mercado Brasileiro independentemente estar vivendo momentos de crise.

  19. Não descarto da Empresa Gontijo estar no meio. Na compra da Cia São Geraldo foi bem parecido; tudo bem no sigilo ! Vamos aguardar.

  20. EDER PEREIRA DE SOUSA // 31 de dezembro de 2016 às 02:17 // Responder

    Acho que estão falando muita besteira e omitindo muita informação,dando nomes sem ter a certeza,tão falando que é do JCA pq comprou 50 carros da Cometa,que é do Jacob pq andou comprando algumas empresas do passado,que é Constantino pq tem várias empresas…enfim…primeiro,se uma empresa está em recuperação judicial não pode ser vendida antes do encerramento do processo,se ela está em recuperação tbm não seria interessante ao atual proprietário vender a empresa…e pra encerrar…depois de ouvir alguns comentários até chulos o que posso garantir com meu conhecimento sobre a empresa é que ela só sai do Camilo Cola depois que este partir,assim como uma empresa no qual a Águia Branca comprou mas como clausula não pode encerrar até o falecimento do proprietário…

  21. A Itapemirim queria ser uma Fedex Latina, e se tornou uma Transimão/Expresso Pégaso/Cooperauhton das linhas interestaduais.

    Tomara que os pais de família que trabalham na empresa tenham um futuro melhor.

  22. Vale ressaltar que a Dalçóquio citada na reportagem está ferrada pois também está em recuperação judicial…… temo pelo futuro da itapemirim quem podia ter comprado ela era o Urubatan helou dono da braspress esse daria seguimento à retomada da itapemirim..

  23. Bernardi Júnior // 9 de janeiro de 2017 às 10:11 // Responder

    Estou fazendo uma pesquisa, e gostaria de saber quando as empresas Salutaris, Princesa do Norte, Nossa Senhora da Penha, Andorinha, Breda e Piracicabana foram vendidas, e por quanto foi o negócio. Grato

  24. Bom dia , Adamo Bazani se quiser,era ter um furo jornalístico de âmbito NACIONAL investiguem esse grupo de investidores que está adquirindo a ITAPEMIRIM , e já sucatear AM e sugaram várias empresas (Morillo , Grampos Aços. , Alpitec , Procarta ) e LESAM todos os Milhares de trabalhadores então pagam um Centavo de indenização .

  25. Queria saber como a Camila consegue dormir sem peso na consciência, fui vítima dessa mulher e do Piva, compram empresa não sabem administrar e quem paga a o dicionário trabakhei na grampos aço e na morillo que foram empresas compradas por ela, trabalhei e não recebi nada, nada nem com acordo judicial se recebe mais. tenho pena dos trabalhadores e itapemerim porque so serão mais vítimas. Camila pague o que vc deve so tem fucionario quem pode. Seja honesta justa cara ta frio pra vc.

1 Trackback / Pingback

  1. EXCLUSIVO – Viação Itapemirim: Justiça vê irregularidades e Kaissara entra na recuperação judicial do grupo – Diário do Transporte

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: