ViaMobilidade é autorizada a captar recursos no mercado para investimento em infraestrutura nas linhas 8 e 9

Ministerio do Desenvolvimento Regional deu a permissão para que concessionária dos grupos CCR e Ruas emita R$ 8 bilhões em debêntures

ALEXANDRE PELEGI

Portaria do Ministro do Desenvolvimento Regional, publicada nesta terça-feira, 21 de junho de 2022, aprovou o enquadramento, como prioritário, do Projeto de Investimento em Infraestrutura no Setor de Mobilidade Urbana apresentado pela concessionária ViaMobilidade (Grupo CCR/Ruas Invest) para as Linha 8-Diamante e 9-Esmeralda do sistema de trens metropolitanos de São Paulo.

O local de implantação do projeto é composto pelos municípios atendidos pelo sistema de trens: São Paulo-SP, Osasco-SP, Carapicuíba-SP, Barueri-SP, Jandira-SP e Itapevi-SP.

O Grupo CCR/Ruas poderá captar até R$ 8.090.916.340,00.

O Prazo de implantação do Projeto é dezembro de 2026.

A CCR juntamente com a Ruas Invest assinou contrato de concessão das linhas da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) em 30 de junho de 2021.

A ViaMobilidade iniciou a operação das linhas 8 e 9 de forma compartilhada com a CPTM em 27 de dezembro de 2021 e integralmente com a concessionária a partir de 27 de janeiro de 2022.

Com o enquadramento aprovado, a concessionária poderá fazer emissão pública de debêntures. As debêntures são uma forma de captação de financiamento no mercado utilizados por empresas quando os recursos internacionais estão escassos.

As operações da ViaMobilidade nas linhas 8-Diamante e 9-Esmeralda da rede de trens metropolitanos ainda são alvos de muitas queixas dos passageiros.

Não é de hoje que o Diário do Transporte e outros órgãos de imprensa, especializados em transportes ou de cobertura geral, destacam falhas e ocorrências que afetam as operações, com as redes sociais lotadas de reclamações, mas que, nestes momentos, os canais oficiais da operadora dizem que a situação é normal, não sendo verdade.

O Ministério Público (MP) de São Paulo está investigando o fato de a ViaMobilidade ter recebido frota de trens da CPTM sem as revisões no prazo e na quilometragem especificadas pela fabricante das composições para operar as linhas 8-Diamante e 9-Esmeralda. Relembre: MP vai investigar início das operações pela ViaMobilidade com 65% da frota de trens com revisão vencida recebida da CPTM

Além disso, o MP de São Paulo vai apurar o valor de R$ 5 milhões publicado oficialmente em 04 de junho de 2022, e noticiado em primeira mão pelo Diário do Transporte, de um convênio de ajuda da CPTM à concessionária ViaMobilidade para tentar reverter a baixa qualidade nas operações das linha 8-Diamante e 9-Esmeralda. Desde 27 de janeiro de 2022, quando a empresa assumiu os serviços, a operação das linhas ficou marcada por falhas constantes, atrasos, falta de informação no aplicativo para os passageiros e até acidentes, com um trem batendo na plataforma da estação Júlio Prestes da linha 8 e um funcionário morrendo eletrocutado na linha 9, ambos casos ocorridos no dia 10 de março de 2022. Relembre: MP vai apurar valor de R$ 5 milhões de convênio pela ajuda da CPTM para a ViaMobilidade por cinco anos

PRINT D.O.U. 21/Junho/2022


Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta