Prefeito de Rio Largo (AL) vai pedir à Arsal que impeça Veleiro de operar no transporte intermunicipal

Arsal informa que licitação está em análise. Foto: Ônibus Brasil / Rodrigo Fonseca.

Segundo o chefe do Executivo, os ônibus só devem transitar na cidade se estiverem ‘dentro da legalidade’

JESSICA MARQUES

O prefeito de Rio Largo (AL), Gilberto Gonçalves, usou as redes sociais para comunicar que vai pedir à Arsal (Agência Reguladora de Serviços Públicos do Estado de Alagoas) que impeça a empresa de ônibus Veleiro de operar no transporte intermunicipal.

As linhas da empresa passam pela cidade. Entretanto, segundo o chefe do Executivo, os ônibus só devem transitar no município se estiverem “dentro da legalidade”.

“Vamos tomar as medidas necessárias e cabíveis para impedir esse abuso da empresa Veleiro com a conivência da Arsal na nossa cidade. Não suportamos mais”, afirmou.

De acordo com o prefeito, a empresa só está “trazendo transtornos para os trabalhadores da cidade”. Por esse motivo, alguma providência deve ser tomada.

OUTRO LADO

Em nota, a Arsal informou que “o certame licitatório para exploração do Serviço do Transporte Rodoviário Intermunicipal de Passageiros do Estado de Alagoas, na modalidade convencional, a ser realizado pela Agência de Modernização da Gestão de Processos (Amgesp), está em fase de análise da fase interna da concorrência pública, por parte da Procuradoria Geral do Estado (PGE)”.

“A licitação contemplará não apenas a região metropolitana de Maceió, mas também algumas cidades do interior do Estado. Todas as informações necessárias para a realização do certame foram repassadas pela Arsal para a Amgesp, que lançará o edital de concorrência para os interessados em atuar como transportador intermunicipal de passageiros do Estado de Alagoas”, informou também.

MACEIÓ

Também nesta semana, o prefeito de Maceió (AL), João Henrique Caldas, conhecido como JHC, afirmou que a empresa Veleiro não vai mais operar no transporte coletivo municipal.

Segundo o chefe do Executivo, os trâmites burocráticos para a rescisão do contrato já estão sendo feitos pela Prefeitura. Os funcionários da empresa estão em greve há mais de duas semanas.

Relembre:

Prefeito de Maceió (AL) diz que Veleiro não vai mais operar no transporte coletivo da cidade

JUSTIÇA INTERVÉM

Em junho, o Tribunal de Justiça de Alagoas atendeu um agravo de instrumento feito pelo MP-AL (Ministério Público do Estado) contra a empresa de transporte coletivo Veleiro Transportes e Turismo Ltda. para que a frota de ônibus em Rio Largo fosse ampliada.

Relembre:

Justiça determina que Veleiro amplie a frota de ônibus em Rio Largo (AL)

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta