Prefeito de Maceió (AL) diz que Veleiro não vai mais operar no transporte coletivo da cidade

Nesta quarta, prefeito também fez o lançamento do sistema digital de passagem de ônibus. Foto: Edvan Ferreira/Secom Maceió.

Segundo JHC, trâmites burocráticos para rescisão de contrato estão sendo feitos pela Prefeitura

JESSICA MARQUES

O prefeito de Maceió (AL), João Henrique Caldas, conhecido como JHC, afirmou nesta quarta-feira, 29 de setembro de 2021, que a empresa Veleiro não vai mais operar no transporte coletivo municipal.

Segundo o chefe do Executivo, os trâmites burocráticos para a rescisão do contrato já estão sendo feitos pela Prefeitura. Os funcionários da empresa estão em greve há mais de duas semanas.

“A Veleiro não está mais em operação e não opera mais em Maceió, definitivamente. Se alguém ver algum ônibus da Veleiro circulando é do transporte intermunicipal, inclusive foi aquele ônibus que deu problema na freagem e acabou fazendo um engavetamento”, disse, em entrevista coletiva à imprensa local, durante solenidade da ordem de serviço para revitalização do Centro da cidade.

“Por parte da prefeitura, a Veleiro não opera mais em Maceió. Formalmente, todos os trâmites estão sendo seguidos, mas, por inviabilidade técnica, não há a menor condição de operar. Então, a parte burocrática e contratual para seguir todo o rigor técnico está sendo formada, mas na prática não há mais circulação dos ônibus da Veleiro”, afirmou também.

GREVE

O MPT (Ministério Público do Trabalho) deve realizar uma audiência na próxima quinta-feira, 30 de setembro de 2021, para tentar encontrar uma solução para os trabalhadores da empresa Auto Viação Veleiro, que começaram uma paralisação no dia 10 de setembro de 2021.

Os profissionais alegam que estão com salários e benefícios trabalhistas atrasados há mais de três meses. O 13º salário de 2020, que foi parcelado, também está em atraso. Segundo ainda os trabalhadores, a empresa ainda não pagou os 30% referentes à sua parte pela adesão ao programa de redução de salário e jornada.

Relembre:

MPT vai realizar audiência sobre funcionários da Veleiro que pode ser retirada do sistema de Maceió

SISTEMA DIGITAL

Também nesta quarta (29), o prefeito apresentou a nova tecnologia de bilhetagem eletrônica e recarga instantânea com o aplicativo Vamu Maceió. Com isso, a Prefeitura vai descontinuar o uso do sistema de recarga de passagens antigo.

“Um milhão de usuários serão beneficiados com essa grande mudança na forma de pagamento e no direito de poder utilizar a mobilidade urbana. O Vamu tem a cara de Maceió, uma cidade moderna, inclusiva e de todos. O pagamento da passagem será acessível, tecnológico e está na palma da sua mão. Vai ficar muito mais fácil andar de transporte público na nossa capital. Nós temos a passagem mais barata e, agora, com modernização. É dessa maneira que vamos trazendo dignidade e fazendo de Maceió uma cidade que cuida das pessoas”, disse JHC.

Segundo a Prefeitura, cm o Vamu Maceió, os ônibus passarão a ter validadores, conectados à internet, que aceitam pagamento com cartões de crédito e débito e carteiras digitais por aproximação com celulares e smartwatches, além do QR Code, por meio do saldo da carteira do aplicativo.

Antes, era necessário que os cidadãos fizessem recargas no cartão de passagem somente com os aplicativos disponíveis, e era necessário aguardar de 48 a 72 horas após a recarga para validação dos créditos.

Além disso, a recarga será feita de maneira instantânea e os créditos disponíveis em até 10 minutos, como também ocorrerá com os aplicativos RecargaPay, Rede Ponto Certo, Qiwi e CittaMobi.

Segundo a administração municipal, não será necessário a troca de cartões, já que os validadores vão continuar aceitando os que estão em uso. Os pontos de vendas, totens de autoatendimento e os pontos físicos de recarga nos terminais terão seu funcionamento mantido.

PRIMEIRA LINHA COM O VAMU

A linha Salvador Lyra/Iguatemi (602) será a primeira a aderir a novidade, iniciando nesta sexta-feira (1º). As instalações dos dispositivos serão realizadas de forma gradual, por linhas. A previsão é que até o fim do ano todos os ônibus da capital estejam equipados com a tecnologia.

Em nota, a Prefeitura ressalta que os usuários do sistema operacional Android e iOS já podem baixar o aplicativo. Com a ferramenta, será possível visualizar o extrato com todas as informações e as movimentações de uso da carteira digital do Vamu, assim como, futuramente, acessar todos os pontos de recarga espalhados pela capital, para quem optar pelo uso do sistema.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. carlos souza disse:

    E aí defensores da ideia do estado mínimo ou inclusive até mesmo da extinção do poder estatal em favor de governos 100% da iniciativa privada?Ainda defendem a ideia de jerico de vocês?Satisfeitos agora?E vocês desse sistema criminoso e ilegal?Gostaram,seus filhos da poothy@?Mais uma empresa que vai fechar devido ao já consumadíssimo apocalipse ético e moral generalizado desse mundo 100% só de crimes,mentiras,hipocrisia,ilusão e corrupção.Satisfeitos agora seus pows no khoow?

Deixe uma resposta