TRATON (VWCO, Scania e MAN) anuncia acordo para comprar definitivamente a norte-americana Navistar

Publicado em: 17 de outubro de 2020

Ônibus escolares estão entre os produtos de destaques da Navistar

Anúncio foi feito oficialmente a investidores após aumento de oferta por ações. Aquisição ainda vai ser finalizada e deve ampliar penetração do grupo da Volkswagen na América do Norte

ADAMO BAZANI

O Grupo TRATON, que reúne a empresa de tecnologia RIO e as montadoras de ônibus e caminhões Volkswagen (VWCO), MAN e Scania, anunciou oficialmente que houve um acordo para aquisição definitiva da norte-americana Navistar.

Em comunicado a investidores nesta sexta-feira, 16 de outubro de 2020, informou que “a TRATON SE (“TRATON”) e a fabricante de caminhões e ônibus norte-americana Navistar International Corporation (“Navistar”), na qual a TRATON já detém uma participação de 16,8%, chegaram hoje a um acordo de princípio que a TRATON irá adquirir por fusão todas as ações da Navistar ainda não detidas pela TRATON, a um preço de US $ 44,50 por ação da Navistar.”

Como tinha mostrado o Diário do Transporte em 14 de setembro de 2020, a oferta anterior do Grupo TRATON era de US$ 43 por ação.

Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2020/09/14/traton-da-volkswagen-aumenta-oferta-para-assumir-navistar/

Assim, com o mais recente valor, a compra da Navistar pelo grupo de veículos pesados da Volkswagen sairá por US$ 3,7 bilhões.

De acordo com nota à imprensa especializada, o negócio ainda passará por finalização e preparação dos documentos de fusão das duas pessoas jurídicas.

“Este acordo, em princípio, permanece sujeito à finalização de due diligence para satisfação da TRATON, concordando com a conclusão de um acordo de fusão e documentos de transação relacionados e a aprovação da transação pelos órgãos executivos e comitês da TRATON e VOLKSWAGEN AKTIENGESELLSCHAFT, bem como a Conselho de Administração e Assembleia Geral de Acionistas da Navistar.”

No mesmo comunicado, o CEO da TRATON SE., Matthias Gründler, disse que o grupo está ansioso para concluir a transição e assumir 100% da Navistar.

“Estamos satisfeitos por ter chegado a um acordo de princípio para uma transação após intensas negociações com a Navistar. Estamos ansiosos para concluir nossa diligência devida e obter as aprovações necessárias em relação a este negócio emocionante para dar as boas-vindas ao novo membro da família TRATON “, – disse

A compra é estratégica para a holding da Volkswagen ampliar sua participação global e sua posição de gigante do segmento de veículos pesados.

Em nota, a Navistar confirmou que por US$ 44,50 por ação a maioria dos acionistas aceita fechar o negócio, que está recebendo consultorias externas.

Após discussões entre a Navistar e a TRATON, o Conselho de Administração da Navistar confirmou que estaria preparado para prosseguir com uma transação na qual a TRATON adquiriria a Navistar por $ 44,50 por ação em dinheiro. Em uma carta à TRATON, o Conselho da Navistar solicitou à TRATON que confirmasse que um preço de $ 44,50 por ação é uma base para a finalização dos acordos definitivos. O Conselho da Navistar confirmou que uma oferta de US $ 44,50 por ação tem o apoio dos dois maiores acionistas da Navistar.  JP Morgan e PJT Partners estão atuando como consultores financeiros da Navistar. Sullivan & Cromwell LLP está fornecendo consultoria jurídica. A Brunswick oferece consultoria de comunicação.

A TRATON reúne a empresa de tecnologia RIO e as fabricantes de veículos pesados MAN, Scania e Volkswagen Caminhões & Ônibus.

A Navistar tem origem na International Harvester Company (IH) formada em 1902 pela fusão da McCormick Harvesting Machine Company e da Deering Harvester Company, que fabricava máquinas agrícolas.

Atualmente, a empresa produz caminhões, veículos de defesa e ônibus, entre os quais, modelos dos famosos escolares norte-americanos.

Veja a carta oficial do Grupo TRATON à Navistar e da Navistar para o TRATON:

HISTÓRICO:

Como mostrou o Diário do Transporte, em 05 de fevereiro de 2020, na época, a holding ofereceu US$ 35 por ação até deter todas as ações ordinárias em circulação. O valor, segundo a TRATON, é 19% superior à cotação de mercado. Na ocisão, o CEO da Traton, Andreas Renschler, disse em comunicado à imprensa que a intenção é finalizar o negócio até dezembro de 2020.

Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2020/02/05/traton-deve-comprar-a-americana-navistar/

Em setembro de 2020, a TRATON ofereceu US$ 43 por ação, o que aumentaria seu capital em 23% na Navistar.

Com isso, a oferta passou de US$ 2,9 milhões para US$ 3,6 bilhões.

TRATON e Navistar já têm cooperações em desenvolvimentos de novos modelos de ônibus e caminhões, em especial, elétricos.

No dia 14 de setembro de 2020, o Conselho de Administração da Navistar informou que recusou a proposta, mas que a oferta pode ser considerada um ponto de partida para as negociações. O conselho ainda entendeu que a oferta subestima o potencial da Navistar.

“O Conselho de Administração da Navistar, após consideração cuidadosa com a assistência de seus consultores financeiros e jurídicos, concluiu por unanimidade que, embora a proposta revisada da Traton de $ 43,00 por ação subestime significativamente a Empresa e as sinergias substanciais de uma combinação, ela representa um ponto de partida para mais explorando a possibilidade de uma transação” – diz o comunicado.

Em 16 de outubro de 2020, o Grupo TRATON anunciou oficialmente que houve um acordo para aquisição definitiva da norte-americana Navistar.

Em comunicado a investidores na ocasiçao, informou que “a TRATON SE (“TRATON”) e a fabricante de caminhões e ônibus norte-americana Navistar International Corporation (“Navistar”), na qual a TRATON já detém uma participação de 16,8%, chegaram hoje a um acordo de princípio que a TRATON irá adquirir por fusão todas as ações da Navistar ainda não detidas pela TRATON, a um preço de US $ 44,50 por ação da Navistar.”

Em nota, também em 16 de outubro de 2020, a Navistar confirmou que por US$ 44,50 por ação a maioria dos acionistas aceita fechar o negócio, que está recebendo consultorias externas.

Após discussões entre a Navistar e a TRATON, o Conselho de Administração da Navistar confirmou que estaria preparado para prosseguir com uma transação na qual a TRATON adquiriria a Navistar por $ 44,50 por ação em dinheiro. Em uma carta à TRATON, o Conselho da Navistar solicitou à TRATON que confirmasse que um preço de $ 44,50 por ação é uma base para a finalização dos acordos definitivos. O Conselho da Navistar confirmou que uma oferta de US $ 44,50 por ação tem o apoio dos dois maiores acionistas da Navistar.  JP Morgan e PJT Partners estão atuando como consultores financeiros da Navistar. Sullivan & Cromwell LLP está fornecendo consultoria jurídica. A Brunswick oferece consultoria de comunicação.

A compra é estratégica para a holding da Volkswagen ampliar sua participação global e sua posição de gigante do segmento de veículos pesados.

A TRATON reúne a empresa de tecnologia RIO e as fabricantes de veículos pesados MAN, Scania e Volkswagen Caminhões & Ônibus.

Desde 2017, a TRATON e a Navistar formam uma aliança estratégica. Com a compra, o grupo ligado à Volkswagen quer a liderança no mercado de veículos pesados americanos.

A Navistar tem origem na International Harvester Company (IH) formada em 1902 pela fusão da McCormick Harvesting Machine Company e da Deering Harvester Company, que fabricava máquinas agrícolas.

Atualmente, a empresa produz caminhões, veículos de defesa e ônibus, entre os quais, modelos dos famosos escolares norte-americanos.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Comentários

  1. Mauro Rosa Silva disse:

    É interessante ver um grupo como a VW ganhando cada vez mais destaque no mercado de veículos pesados. Fica aqui uma curiosidade, a Scania faz parte do grupo VW?

    1. LOELCE TEXEIRA Locatelli disse:

      Sim a Scania ea MAN pertencem ao grupo TRATON da Volkswagen.

Deixe uma resposta