TRATON deve comprar a americana Navistar

Ônibus escolares estão entre os produtos da Navistar

Holding que reúne MAN, Scania e Volkswagen Caminhões & Ônibus se propôs assumir todas as ações por preço maior que mercado e promete dinheiro imediato para acionistas

ADAMO BAZANI

A TRATON, holding que reúne a empresa de tecnologia RIO e as fabricantes de veículos pesados MAN, Scania e Volkswagen está prestes a assumir o controle da montadora americana de veículos de defesa, ônibus e caminhões Navistar.

O valor total da proposta é aproximadamente US$ 2,9 milhões. Atualmente, a TRATON possui 16,8% da Navistar Internacional, que tem sede em Lisle, em Illinois.

A oferta é pagar US$ 35 por ação até deter todas as ações ordinárias em circulação. O valor, segundo a TRATON, é 19% superior à cotação de mercado.

O CEO da Traton, Andreas Renschler, disse em comunicado à imprensa que a intenção é finalizar o negócio até dezembro de 2020.

Desde 2017, a TRATON e a Navistar formam uma aliança estratégica. Com a compra, o grupo ligado à Volkswagen quer a liderança no mercado de veículos pesados americanos.

“Nos últimos três anos, nos beneficiamos de uma aliança estratégica altamente colaborativa e produtiva com a Navistar. À medida que o mercado continua evoluindo, acreditamos que há benefícios estratégicos e financeiros atraentes para uma combinação completa de TRATON e Navistar. A transação proposta criaria um líder em veículos comerciais em escala global e um forte portfólio de marcas líderes e produtos, tecnologias e serviços de ponta, além de agregar valor imediato e substancial aos acionistas da Navistar ” – disse Renschler em nota.

Pela proposta, ainda, os acionistas da Navistar receberiam um prêmio em dinheiro de forma imediata.

“Se a oferta proposta fosse aceita e a aquisição concluída, a empresa combinada teria uma capacidade aprimorada de atender às demandas de novos regulamentos e desenvolver rapidamente tecnologias em conectividade, propulsão e direção autônoma. A combinação da posição de liderança da TRATON nos mercados europeu e sul-americano com a presença da Navistar na América do Norte criaria um líder com alcance global e recursos complementares. A transação também forneceria um valor substancial aos acionistas da Navistar por meio de um prêmio imediato e certo em dinheiro.” – continua o comunicado.

A Navistar tem origem na International Harvester Company (IH) formada em 1902 pela fusão da da McCormick Harvesting Machine Company e da Deering Harvester Company, que fabricava máquinas agrícolas.

Atualmente, a empresa produz caminhões, veículos de defesa e ônibus, entre os quais, modelos dos famosos escolares norte-americanos.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. pedrosantos disse:

    Vai brincando com a marca do besouro….

  2. Maurício H Collaneri disse:

    Apenas US$ 2.900 milhões? Acho que seriam US$ 2.900 bilhões

Deixe uma resposta