Seguranças do Metrô terão câmeras de corpo e ciclovia da Marginal Pinheiros volta a abrir

João Doria em entrevista coletiva nesta sexta-feira, 31 de julho de 2020

Medidas passam a vigorar a partir desta segunda-feira, 03 de agosto de 2020

ADAMO BAZANI/WILLIAN MOREIRA

Os seguranças da Companhia do Metrô de São Paulo usarão bodyCam (câmeras de corpo) para monitorar as ações nos trens e estações.

A informação é do governador João Doria e do secretário dos Transportes Metropolitanos, Alexandre Baldy em na entrevista coletiva desta sexta-feira, 31 de julho de 2020.

A partir desta segunda-feira, 03 de agosto de 2020, 350 agentes de seguranças em oito estações do Metrô já estarão com os equipamentos.

Serão enviadas para oito bases das linhas 1-Azul, 2-Verde, 3-Vermelha e 15-Prata; em setembro para outras 8 bases das linhas 1, 2 e 3; e em outubro para as duas últimas bases da linha 1-Azul.

O intuito é que até o final de outubro todas as câmeras estejam à disposição para uso.

Segundo o Metrô,  foram investidos R$ 400 mil para ampliar a transparência na atuação dos seguranças.

Em nota, a companhia explica como será o funcionamento dos equipamentos. Os funcionários estão recebendo treinamento.

Para que as câmeras passem a ser usadas na rotina dos agentes, o Metrô está aplicando treinamentos aos funcionários. Os novos dispositivos têm a capacidade de gravar e tirar fotos em alta definição, auxiliando na abordagem de ocorrências, contando também com bateria de longa autonomia e visão noturna, além de serem resistentes a quedas e água.

Como estratégia de uso das câmeras, cada dupla de segurança terá um dos equipamentos que filmam ininterruptamente e devem ser acionados pelo agente para começar a gravar. O dispositivo é de fácil utilização, bastando apertar um botão para iniciar a gravação, que imediatamente passa a arquivar a filmagem de um minuto antes até o momento em que é desligada pelo segurança. Todo o acervo da câmera é protegido com criptografia de alta segurança e não pode ser acessado pelo agente que a utilizou, para que não haja manipulação das imagens.

BICICLETAS:

Na ocasião, foi anunciada também que  ciclovia da Marginal Pinheiros volta a abrir a partir desta segunda-feira, 03 de agosto de 2020.

Na estação Vila Olímpia da CPTM foi especial de apoio aos ciclistas com banheiro feminino, masculino e para pessoas com deficiência.

Segundo Doria, para preparar o espaço, foi realizada retirada de 50 toneladas de lixo e feito ao longo dos 22 km um trabalho de paisagismo.

A ciclovia foi concedida para a iniciativa privada por 36 meses, o que segundo Baldy vai gerar uma economia de R$ 5,5 milhões ao longo deste período à Secretaria dos Transportes Metropolitanos.

Baldy anunciou também melhorias como pontos de apoio aos ciclistas, com postos médicos, iluminação noturna e recapeamento.

Adamo Bazani e Willian Moreira

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta