Frota de ônibus em Curitiba sobe para 80% nesta segunda, 25, com abertura de shoppings

Publicado em: 23 de maio de 2020

Foto: Daniel Castellano / Prefeitura de Curitiba

Linha Inter 2 vai funcionar com 100% da frota nos dias úteis. Os ônibus das principais linhas só podem sair dos terminais com lotação máxima de 50%.

ADAMO BAZANI / ALEXANDRE PELEGI

A partir desta segunda-feira, 25 de maio de 2020, com a reabertura dos shoppings, a cidade de Curitiba aumenta a frota dos atuais 65% dos 1,5 mil coletivos do sistema para 80%.

O anúncio é da Urbs – Urbanização de Curitiba, gerenciadora do sistema de transportes municipais.

Atualmente a demanda de passageiros é de 260 mil por dia, contra 756 mil ao dia de antes da pandemia. A estimativa é de crescimento do número de pessoas transportadas, mas sem atingir ainda a normalidade.

Na sexta-feira, 22, a Secretaria de Estado da Saúde (SESA) publicou nota orientativa estabelecendo as condições para regulamentar o funcionamento dos pontos comerciais, tanto para os já abertos como aqueles que pretendem retomar as atividades.

A prefeitura seguirá as orientações.

Com o reforço na frota, a Urbs informa que a linha Inter 2 vai funcionar com 100% dos veículos nos dias úteis.

Já as linhas expressas Pinheirinho-Rui Barbosa, Santa Cândida-Capão Raso e Circular Sul vão operar com 90% da capacidade nos horários de maior movimento.

As linhas alimentadoras, que atuam na região Sul da cidade, vão funcionar com 100% no horário de pico.

Também será feito o reforço na linha Boqueirão-Centro Cívico nos picos da manhã e da noite.

O prefeito Rafael Greca afirmou que adequação será monitorara diariamente, usando a tecnologia das câmeras do Centro de Controle Operacional (CCO). “Determinei que seja colocada uma frota reserva de prontidão, para caso de necessidade, e poderemos ampliar a frota até os 100%, com 1,5 mil ônibus”, disse Greca.

Mas o presidente da Urbs, Ogeny Pedro Maia Neto, ressaltou que o comércio de rua e os shoppings precisam funcionar em horários alternativos para não sobrecarregar o sistema de transporte nos horários de pico.

A previsão inicial da Urbs é de um aumento de cerca de 20% no fluxo de pessoas no sistema de transporte da capital com a possível reabertura dos shoppings centers.

Apesar da abertura do comércio, as escolas permanecem fechadas, o que deve manter o movimento no transporte coletivo ainda abaixo da média normal, de acordo com a Urbs.

MEDIDAS JÁ ADOTADAS

Para evitar aglomeração, a Urbs informa já ter tomado uma série de medidas no transporte coletivo.

Os ônibus das principais linhas só podem sair dos terminais com lotação máxima de 50%. Todos os terminais têm marcações para que os passageiros mantenham uma distância de, no mínimo, 1,5 metro entre si e há distribuição de folders com orientações sobre a obrigatoriedade do uso de máscaras, necessidade de manter o distanciamento e as janelas abertas nos veículos. Cartazes, faixas e painéis eletrônicos nos ônibus também trazem informações sobre a prevenção da Covid-19”, informa a gerenciadora.

Adamo Bazani e Alexandre Pelegi, jornalista especializados em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Deixe uma resposta