Coronavírus: Santo André anuncia liberação do estacionamento rotativo por 30 dias

Segundo prefeito, objetivo é facilitar uso do carro em vez do transporte coletivo na cidade. Foto: Alex Cavanha / PSA.

Medida entra em vigor a partir desta quarta-feira, 18

JESSICA MARQUES

O prefeito de Santo André, no ABC Paulista, Paulo Serra, anunciou na noite desta terça-feira, 17 de março de 2020, a liberação do estacionamento rotativo na cidade por 30 dias.

A medida entra em vigor a partir desta quarta-feira, 18. Desta data em diante, a Zona Azul da cidade não precisará ser paga pelos motoristas que estacionarem os veículos nas vagas das ruas.

“Não é para a gente estimular a ida no centro da cidade e locais com rotativo, mas pelo menos facilita para as pessoas se deslocarem sem contato com outras. A quem puder, facilita para ir de carro em vez de usar o transporte público, que acaba sendo um tipo de aglomeração”, afirmou o prefeito.

Segundo informações da Prefeitura, os parquímetros, equipamentos que realizam a liberação de uso das vagas exclusivas, estarão desligados e programados para que os motoristas não consigam realizar o pagamento das taxas.

“A empresa Hora Park, que faz o gerenciamento do serviço na cidade, já foi notificada e tomou as medidas pertinentes já nesta quarta-feira”, garantiu a administração municipal.

SÃO BERNARDO DO CAMPO, SÃO CAETANO DO SUL E RIBEIRÃO PIRES

As prefeituras de São Bernardo do Campo e São Caetano do Sul, no ABC Paulista, anunciaram nesta quarta-feira, 18 de março de 2020, que a partir desta quinta, 19, fica suspensa a cobrança de Zona Azul nos municípios.

Desta forma, os motoristas não vão precisar pagar para estacionar nas ruas das cidades. Não foi divulgado um prazo para que a medida seja encerrada.

No caso de São Bernardo do Campo, o estacionamento rotativo é totalmente digital. O pagamento normalmente é feito por meio do aplicativo Estapar Vaga Inteligente, mas não será necessário até que a Prefeitura determine o fim da isenção de cobrança.

O município de Ribeirão Pires, também no ABC, anunciou a mesma medida. Neste caso, a Zona Azul será suspensa a partir de sexta-feira, 20, pois quinta é feriado municipal e já não haveria cobrança normalmente.

Leia mais: São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul e Ribeirão Pires suspendem cobrança de Zona Azul

TRANSPORTE COLETIVO

O prefeito afirmou ainda que todos os ônibus municipais da cidade terão dispenser de álcool em gel até sexta, 20.

A medida foi anunciada por meio de vídeo ao vivo divulgado nas redes sociais. O objetivo é prevenir a propagação do coronavírus no transporte coletivo.

Inicialmente, de acordo com a assessoria do prefeito, o álcool em gel nos ônibus vai ser fornecido pelo município. Foram comprados 1.500 litros do produto para uso dos passageiros e funcionários.

Relembre: Coronavírus: Paulo Serra promete que todos os ônibus de Santo André terão álcool em gel até sexta-feira

OUTRAS MEDIDAS

A SATrans, autarquia que gerencia o transporte em Santo André, realizou nesta segunda-feira uma reunião com os integrantes das empresas prestadoras do serviço de transporte público para definir novas medidas de combate ao coronavírus nas linhas municipais de ônibus.

Segundo a Prefeitura, os ônibus vão receber um rigoroso trabalho de higienização a partir desta semana para minimizar possíveis impactos da pandemia de Covid-19.

Por conta da interrupção das aulas nas redes municipal e privada, a utilização do passe escolar ficará suspensa a partir do dia 23 de março, próxima segunda-feira, até que os órgãos estaduais, municipais e federais alterem as medidas vigentes a respeito da aglomeração de pessoas e contenção do vírus.

O prefeito ressaltou ainda que é importante que a população fique em casa. Além da suspensão da utilização do passe escolar, a Aesa (Associação das Empresas do Sistema de Transporte de Santo André) vai iniciar, a partir desta quarta-feira, 18, atendimento na sede da empresa apenas por meio de agendamento.

“A suspensão do atendimento espontâneo na Aesa vai atingir os serviços de renovação dos cartões de transporte para idosos, de pessoas com deficiência, aposentados e pensionistas. O agendamento prévio deverá ser realizado pelo telefone 4435-5408 ou pelo site http://www.aesanet.com.br, a partir do dia 18 de março”, informou a Prefeitura, em nota.

“Em todos os ônibus da cidade serão disponibilizados cartazes informativos alertando sobre a correta higienização das mãos assim que entrar nos ônibus, além da recomendação para que idosos acima de 60 anos evitem o uso deste meio de transporte, essencialmente em horários de pico.”

A Prefeitura recomendou ainda que os idosos saiam de casa apenas em casos de extrema necessidade e, caso utilizem o transporte público, prefiram o pagamento pelo sistema de cartão, pois as notas podem acumular o vírus.

Confira o anúncio desta segunda-feira, na íntegra:

Depois de redução pela manhã, Paulo Serra diz que frota de ônibus Santo André foi normalizada e que gratuidades para estudantes serão suspensas na semana que vem

REDUÇÃO DE FROTA

Os passageiros de Santo André, no ABC Paulista, relataram redução na frota de ônibus da cidade nesta terça-feira, 17 de março de 2020. A deficiência na operação foi observada principalmente nos horários de pico.

Muito tempo de espera e superlotação são os problemas descritos pelos usuários, apesar de o prefeito Paulo Serra ter informado que a operação foi normalizada. A preocupação dos passageiros se agrava por conta da proliferação do coronavírus.

Relembre: Apesar de anúncio de normalização, passageiros relatam redução na frota de ônibus em Santo André

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Hugo Leonardo Rodrigues Salmino disse:

    Prefeito irresponsável aglomeração em ônibus, porquê você foi conivente com a diretoria da AESA que mudou o horário e reduziu a frota.
    Porque você não usa transporte público.
    Hospital da rede pública.
    Para ver o serviço medíocre que você faz na gestão da cidade.

  2. Leandro zambolin disse:

    Tem que parar tudo trem o metrô muita aglomeração vai virar um caos pandemia total ainda mais com a saúde que é um lixo não adianta parar de funcionar algumas coisas e outras não!

  3. Cintia Barbosa da silva disse:

    Esse prefeito é muito irresponsável quem vai pagar nossas contas como vc reduz os onibus colocando a vida do povo em risco como pode pensar em parar os onibus sem trabalho e sem dinheiros o povo nao vive vc vai pagar o povo de santo andre pra ficar em casa alimentar filhos pagar conta com o salario mínimo

  4. Wandir disse:

    Eu concordo com tds respeito com oque vcs estao reclamando e nos q trabalha de gari nas ruas correndo risco sério e ainda teve uma grande desconsideração com os trabalhadores na redução de frotas de onibus quando chega um ônibus pra gente pega ta lotado o nosso prefeito de santo André ta colocando os trabalhadores em risco pq saude nao nao temos ta um lixo a saude pública quero ver como o podo vai comer com o salário mínimo e pagar conta

  5. Wandir disse:

    Nos estamos correndo risco de mais onibus cheios shopp cheios ruas cheios o prefeito olha ai por nosso lado po

  6. Marlene disse:

    É como fica os bancários? Trabalhando e atendendo muitos idosos .

  7. Andreia disse:

    Precisa parar as feiras também grandes aglomerações o povo precisa ter consciência de que é hora de ficar em casa sair o minimo possivel orar pra Deus ter misericórdia de nós.

  8. JULIANE disse:

    Só faltou avisar a Estapar, né?

Deixe uma resposta