Vice de Doria afirma que Trem Intercidade é prioridade em programa de concessões do Estado

Publicado em: 19 de outubro de 2019

Rodrigo Garcia lembrou, no entanto, que projeto depende da prorrogação da concessão da malha ferroviária da Rumo e da MRS Logística

ALEXANDRE PELEGI

A prioridade nas concessões do Governo de São Paulo é o Trem Intercidades, que deverá ligar São Paulo a Campinas.

A afirmação foi feita nesta sexta-feira, 18 de outubro de 2019, pelo vice-governador Rodrigo Garcia, durante evento empresarial.

Apesar de afirmar que o modelo para o projeto do TIC já está pronto, Garcia, que preside o Conselho Gestor de Parcerias Público-Privadas (PPPs) no Estado de São Paulo, reconheceu que o governo paulista ainda depende de decisões do Governo Federal, do presidente Jair Bolsonaro.

Nós dependemos de uma ‘certidão de nascimento’ do trem intercidades, que é a prorrogação da malha ferroviária da Rumo e da MRS Logística, que são concessionárias federais, para que, nessa renovação, São Paulo tenha o direito de passagem e de uso dos trilhos”, afirmou Garcia segundo o jornal Valor Econômico.

Garcia espera que, até o final do ano, esse contrato estará renovado.

Garcia citou também, como prioridades do programa de concessões do Estado, as concessões das linhas 8 e 9 da CPTM em São Paulo.

Como mostrou o Diário do Transporte, o projeto do Trem Intercidades (São Paulo-Campinas-Americana) foi apresentado em Londres pelo governo paulista, em evento organizado pela Embaixada do Brasil no Reino Unido. A comitiva paulista, liderada por Rodrigo Garcia, esteve em giro pela Europa nomeio de setembro “vendendo” vários projetos de concessão para a iniciativa privada e bancos e fundos de investimento. Relembre: Vice-governador paulista vai à Europa divulgar concessão do lote de rodovias Piracicaba-Panorama

TREM INTERCIDADES TERÁ AUDIÊNCIA EM JANEIRO

Como mostrou o Diário do Transporte, em evento no Arena ANTP, realizado na última semana de setembro, o Secretário Executivo dos Transportes Metropolitanos, Paulo José Galli, afirmou que em janeiro o Trem Intercidades entre São Paulo, Jundiaí, Americana e Campinas terá a realização de uma audiência pública para que a iniciativa privada assuma os projetos, obras e operação.

A linha será a primeira de um pacote de trens que vão ligar diferentes regiões metropolitanas. O projeto vai englobar também a concessão da linha 7 Rubi da CPTM – Companhia Paulista de Trens Metropolitanos.

Representando o Secretário Alexandre Baldy, Galli ainda disse que o Governo do Estado de São Paulo elabora o PITU – Plano Integrado de Transportes Urbanos para 2040 com algumas prioridades, como expansão do Metrô para cidades vizinhas da capital e ampliação dos corredores de ônibus metropolitanos.

Outro objetivo é integrar a região com uma tecnologia única de Bilhetagem Eletrônica. Relembre: Em janeiro, Trem Intercidades terá audiência pública e BRT do ABC está com projeto final avançado

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Comentários

  1. JOSE LUIZ VILLAR COEDO disse:

    Por que não se faz tmb um TIC para o Vale do Paraíba, utilizando os trilhos dos trens da CPTM que vão para Itaquaquecetuba e etc. ?? Que legal seria poder ir de trem até a dívisa com o RJ passando por Guaratingueta , Aparecida, Cachoeira Paulista … !

  2. Renato Carlos Pavanelli disse:

    TREM INTERCIDADES. ==== Desculpe meu comentário sobre esse Tema. É muita Conversa Fiada sobre Isso, pois, Entra e Sai Governadores e o Tema não sai de Meras “REUNIÕES TOTALMENTE IMPRODUTIVAS. Chamem os Japoneses, Europeus e dê a Eles a Tarefa desse caso e exploração por 50 anos. Solução vai ocorrer muito rápida.
    Conversa Fiada Cansa senhores políticos e governadores.

    1. Ivo disse:

      Eles (japoneses, europeus coreanos, etc) foram chamados e não demonstraram interesse algum nisso (explorar por X anos). Eles querem apenas vender equipamentos para o projeto.

  3. Raul disse:

    Com o tanto de impostos que SP arrecada, pode-se fazer tuneis e uma linha separada com as devidas desapropriações, agora fica esse jogo politico, Claro que o governo federal ira tratar o assunto com morosidade isso seria um slogam para Doria em 2022 como possível candidato a subir a rampa.

  4. Rodrigo Zika! disse:

    Se o governo federal precisa renovar, porque que o senhor gestor Dória ficou de picuinha com polêmicas ao invés de ignorar, pois se não tiver de bem os dois sabemos que ira atrasar muita coisa, o jogo político nesse país infelizmente funciona somente assim.

Deixe uma resposta