CPTM faz novo aditamento em obras da Linha 13 – Jade

Publicado em: 22 de agosto de 2019

Foto: Alexandre Carvalho / A2 (Foto meramente ilustrativa)

Este é o quarto aditamento realizado neste ano ao contrato do Lote 1, sob responsabilidade do Consórcio HFTS Jade. GRU realiza nesta quinta-feira, 22, nova consulta ao mercado para a implantação do People Mover entre Estação Aeroporto da linha 13 e os três terminais de passageiros de Cumbica

ALEXANDRE PELEGI

A Companhia Paulista de Trens Metropolitanos – CPTM publicou nesta quinta-feira, 22 de agosto de 2019, novo aditamento de contrato para o Lote 1 de execução de obras e serviços de engenharia, com fornecimento de materiais e equipamentos, visando a implantação da Linha 13 – Jade, trecho entre as estações Engenheiro Goulart e Aeroporto Internacional de Guarulhos.

Este é o quarto aditamento realizado neste ano ao contrato do Lote 1, sob responsabilidade do Consórcio HFTS Jade (Helleno e Fonseca-Trail-Spavias).

Neste aditamento, a Companhia prorroga o prazo de execução das obras e serviços em 10 meses, acrescido de 06 meses de operação assistida para os AMVs e Travessão.

adita_cptm

A CPTM também aditou o contrato da empresa responsável pelo gerenciamento da fase II da implantação da Linha 13, Consórcio Gerenciador de Obras e Sistemas Linha 13. O Contrato tem o valor de R$ 6.402.578,10 (Base dezembro de 2017), e foi assinado em 20 de julho de 2018, com prazo de vigência de 15 meses.

gerencia_linha13

Os aditamentos anteriores, realizados em 2019 do Lote 1 do contrato, referem-se a:

02 de janeiro de 2019 – realizado para formalizar a exclusão da empresa Spavias Engenharia Ltda do contrato;

14 de janeiro de 2019 – prorrogação do prazo de execução das obras e serviços, com prazo de vigência de 04 meses

31 de maio de 2019 – nova prorrogação do prazo de execução das obras e serviços, com prazo de vigência de 03 meses

A Linha 13-Jade, com 12,2 km de extensão, tem 4,3 km em superfície e 7,9 km em elevado, e 3 estações.

O edital da obra foi lançado no final de 2012, dividida em quatro lotes, vencidos por dois consórcios:

Consórcio HFTS Jade (Helleno e Fonseca-Trail-Spavias), lotes 1 e 3;

Consórcio CST Linha 13–Jade (Consbem-Serveng-TIISA), lotes 2 e 4;

Quanto ao Lote 3, também responsabilidade do Consórcio Consórcio HFTS Jade, a CPTM realizou 3 aditamentos este ano, sendo o último deles em 14 de junho, com prazo de validade de 4 meses, prorrogando o prazo de execução.

O Governador Geraldo Alckmin inaugurou a Linha 13-Jade no dia 31 de março de 2018. A obra estava prometida para ser concluída antes da Copa do Mundo, em 2014. Relembre: Com críticas à GRU Airport e promessa de Expresso a R$ 8, Alckmin inaugura linha 13-Jade

TREM ATÉ O AEROPORTO – CONSULTAS AO MERCADO HOJE

Como noticiou o Diário do Transporte, a GRU Airport, concessionária do Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos, na região Metropolitana, abriu convite ao mercado destinado a empresas interessadas no projeto de Sistema de Transporte Automatizado de Passageiros, com trens leves, entre a Estação Aeroporto da linha 13-Jade e os três terminais de passageiros de Cumbica. Relembre: GRU Airport abre chamada para empresas interessadas na ligação por trilhos entre Linha 13 e terminais do Aeroporto de Guarulhos

A consulta ao mercado ocorre nesta quinta-feira, 22 de agosto, das 14h às 17h.

De acordo com anúncio do Governador João Doria, no dia 31 de maio, o modelo de transportes deve ser um APM – Automated People Mover. Este tipo de sistema, que conta com guias laterais e condução autônoma, é habitualmente usado em pequenas distâncias e demandas restritas.

A extensão será de 2,6 km com ambas vias acessadas simultaneamente pelos passageiro. Serão quatro paradas (estação CPTM, terminal 1, terminal 2 e terminal 3). O tempo de trajeto será de seis minutos, de acordo com o anúncio.

Inicialmente, Doria prometeu implantação até maio de 2021, mas, em 31 de julho, disse durante apresentação do novo acesso da Estação Oscar Freire, da linha 4, que as obras ficariam prontas em dezembro de 2020.

O governo do Estado de São Paulo diz ainda que os investimentos de implementação serão de R$ 175 milhões, de responsabilidade da Gru Airport.

O valor será abatido da outorga do aeroporto que a GRU Airport paga pela concessão.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Comentários

  1. Robson alves pinheiro disse:

    Eu gostaria de ter uma vaga de serviços função frentista de túnel ou marteleteiro

  2. Tita disse:

    Essa linha é uma palhaçada, falaram de respeito com os usuários, uma linha de trem com 3 estações que funciona de 30 em 30 minutos, uma vergonha.

    1. Paulo Gil disse:

      Tita, bom dia.

      De pleno acordo a Linha 13 Jade é uma linha natimorta.

      Mais um prova cabal do desperdício do dinheiro do contribuinte.

      E o pior de tudo:

      “Cuidado com o vão e a altura entre o trem e a plataforma”

      Att,

      Paulo Gil

Deixe uma resposta