SPTrans disponibiliza 188 vans do Atende+ durante eventos no fim de semana

Agendamento deve ser feito de segunda a sexta. Foto: Luara Chagas / SPTrans.

Transporte gratuito opera porta a porta

JESSICA MARQUES

A SPTrans informou, em nota, que disponibilizará 188 vans do serviço Atende+ para transportar o público de eventos neste fim de semana, dias 17 e 18 de agosto de 2019.

O serviço porta a porta é destinado a pessoas com autismo, surdocegueira ou deficiência física com alto grau de severidade e dependência, que permite que os usuários realizem seus deslocamentos para eventos que incluem cultura, lazer, saúde e integração.

COMO SOLICITAR

Para ter acesso ao transporte, o interessado deve ligar de segunda a sexta-feira, das 7h às 19h, para o número 156 da Prefeitura de São Paulo ou procurar os postos de atendimento nas Prefeituras Regionais.

É necessário baixar uma ficha de avaliação médica, que deve ser preenchida pelo responsável pelo tratamento do passageiro. O link é: http://www.sptrans.com.br/passageiros_especiais/atende_inscricao.aspx

O serviço opera todos os dias da semana das 7h às 20h, somente para passageiros cadastrados. Há uma programação pré-agendada de viagens.

O Atende também oferece atendimentos nos fins de semana para levar as pessoas com deficiência a eventos de lazer, esporte e cultura. Neste caso, são as instituições que trabalham com pessoas com deficiência que devem fazer a solicitação do transporte, com, no mínimo, uma semana de antecedência.

Criado em 1996, o Serviço de Atendimento Especial – Atende é considerado referência em transportes na capital paulista, apesar de ainda haver uma demanda superior à oferta.

O Atende hoje possui quase 400 vans e 100 táxis adaptados que pegam as pessoas com limitação severa de mobilidade na origem e as levam até o destino.

Leia também: https://diariodotransporte.com.br/2018/04/21/atende-reune-historias-de-vida-e-superacao/

Confira a programação deste fim de semana:

Sábado – dia 17 – total de 119 vans:  

– Nucleo de Apoio à Criança Excepcional – NASCE: 10 vans;

– Projeto Semear: 1 van;

– Pastoral da Pessoa com Deficiência: 3 vans;

– Associação Desportiva de Deficientes – ADD: 3 vans;

– Associação De Rodas para o Ar: 2 vans;

– Núcleo de Ações para a Cidadania na Diversidade – LACE: 11 vans;

– Fraternidade Cristã de Deficientes – FCD: 5 vans;

– Associação Cultural de Capoeira: 4 vans;

– Clube dos Paraplégicos de São Paulo – CPSP: 14 vans;

– Associação Solidariedança de Arte e Cultura – Solidariedança: 11 vans;

– Projeto Vidas: 5 vans;

– Atitude Paradesportiva: 2 vans;

– Conselho Municipal da Pessoa com Deficiência – CMPD: 48 vans.

Domingo – dia 18 – total de 69 vans:

– Escola São Judas: 3 vans;

– Associação Brasileira de Distrofia Muscular – ABDIM: 12 vans;

– Pastoral da Pessoa com Deficiência: 3 vans;

– Fraternidade Cristã de Deficientes – FCD: 30 vans;

– Irmandade da Pessoa com Deficiência: 1 van;

– Igreja Batista Esperança – Grupo Shekiná: 7 vans;

– Instituto Abraça: 3 vans;

– ICEL: 8 vans;

– International Youth Fellowship – IYF: 2 vans.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Luis Carlos Gonçalves da Silva disse:

    e eu que fiquei internado na época tinha 5 anos hoje tenho 46 quando eu fiquei internado em 25 de novembro de 1977 tive na época meningite sarampo e tuberculose fiquei co secuéla de crises convulsivas tomo remédio controlado a mais de 41 anos

  2. Luis Carlos Gonçalves da Silva disse:

    sera que eu tenho direito também

Deixe uma resposta