Sindicato anuncia greve de ônibus do sistema Transcol na Grande Vitória por causa de retirada de cobradores

Publicado em: 9 de agosto de 2019

Ônibus novos não têm cobradores. Foto: Hélio Filho/Secom-ES – clique para ampliar

Paralisação foi marcada para segunda-feira. Novos ônibus com ar-condicionado devem ser colocados em circulação sem o posto do cobrador

ADAMO BAZANI

O Sindirodoviários/ES – Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários no Espírito Santo anunciou greve de ônibus no sistema Transcol, da Grande Vitória, a partir da 00h desta segunda-feira, 12 de agosto de 2019.

O motivo, segundo a entidade sindical, é a possibilidade da retirada de cobradores do sistema de transportes.

O governo do Estado anunciou que nesta segunda-feira devem entrar em circulação nas linhas troncais novos ônibus com ar-condicionado sem o posto do cobrador. Só poderão embarcar passageiros com bilhete eletrônico CartãoGV. Entre as linhas que devem contar com estes veículos estão: 591; 523; 503; 508; 501; 504; 516 e 572

Até o final do ano devem ser inseridos na frota 100 ônibus nestas condições.  Até 2022, serão 600 veículos. A previsão para esta segunda-feira é de 26 coletivos sem cobradores.

Com a frase, “Sem Cobrador, Não Roda”, o Sindirodoviários/ES postou em suas redes sociais imagens avisando sobre a greve.

“Em assembleia realizada no auditório do Sindirodoviários nesta terça-feira, 06, os trabalhadores autorizaram o sindicato a promover greve em todo o sistema de transporte de passageira da Grande Vitória, caso não avancem as negociações com o governo do Estado e os postos de trabalho sejam ameaçados de extinção. A assembleia participativa foi convocada pelo sindicato para dar prosseguimento à campanha de defesa dos postos de trabalho dos cobradores.” – diz a nota.

A Secretaria de Mobilidade e Infraestrutura informou que a eventual paralisação será uma ação dos dirigentes sindicais e que a população não pode ser prejudicada. A pasta disse ainda que não haverá demissões de cobradores.

Ainda por meio de nota, a Semobi informou haverá um programa de qualificação de cobradores.

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Mobilidade e Infraestrutura (Semobi), estabeleceu uma série de diretrizes, por meio do Programa de Qualificação Profissional para Cobradores e que foram repassadas para as empresas que operam o Sistema Transcol como forma de garantir que não haja nenhuma demissão no sistema em função dos novos coletivos que vão entrar em operação.

Entre as diretrizes do Programa, além da garantia de não demissão, ficou estabelecido que serão oferecidos cursos de capacitação para cobradores em conjunto com o GVBus e o Sistema SEST/SENAT, para suprir funções inerentes ao sistema de transporte, como mecânico, fiscal, auxiliar administrativo, agente de vendas, etc; bem como capacitação em outras áreas, a escolha do profissional, de acordo com o seu perfil.

Além disso, haverá o fortalecimento das escolas de motoristas para cobradores e a garantia de não contratação de motoristas de fora do sistema. Os profissionais que atuam como cobradores atualmente terão prioridade na contratação para outras funções e só serão contratadas pessoas de fora do sistema caso não haja mão de obra qualificada de cobradores.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Comentários

  1. Alfredo disse:

    Novamente o governo está ajudando a aumentar o número de desempregados, como também quer o prefeito de São Paulo ao retirar os cobradores do sistema, a grande balela da história é a tal requalificação, me digam como um senhor ou senhora de mais de 50 pode virar mecánico ou motorista de ônibus se nunca dirigiu ou fez qualquer curso? Além disso, o motorista terá muita dor de cabeça com os invasores da porta traseira, dos que pulam a catraca e não haverá qualquer aumento no seu salário, só mais lucro prose empresários, que com certeza vão apoiar o governador nas próximas eleições, e dane se o desemprego

Deixe uma resposta