Câmara de Vitória aprova projeto que permite animais domésticos em ônibus

Acondicionamento deve ser feito em local adequado para garantir segurança e higiene dos passageiros

JESSICA MARQUES

A Câmara Municipal de Vitória, no Espírito Santo, aprovou nesta semana um projeto que permite animais domésticos em ônibus municipais. A proposta traz algumas condições para que o transporte seja feito com segurança e higiene.

De acordo com o projeto, o transporte fica limitado a dois animais domésticos, com no máximo dez quilos, desde que sejam atendidas condições determinadas legalmente, como certificação de vacinação, e acondicionamento em local apropriado, que garanta o conforto e a higiene dos demais passageiros, entre outras regras.

Confira a matéria apreciada:

PL

OUTRAS LOCALIDADES

Neste ano, o Governo do Estado de São Paulo sancionou uma lei que permite o transporte de animais de estimação, com até 10 kg, nos trens da CPTM, do Metrô, nos ônibus das linhas da EMTU, nos ônibus e trólebus da Metra no Corredor ABD e no VLT – Veículo Leve sobre Trilhos da Baixada Santista.

Relembre: https://diariodotransporte.com.br/2019/01/25/em-primeira-mao-ja-e-possivel-transportar-animais-de-estimacao-na-cptm-metro-emtu-metra-e-vlt/

Os animais domésticos de pequeno porte também podem ser transportados nos ônibus municipais de São Bernardo do Campo, no ABC Paulista. A regra passou a valer a partir da publicação de um decreto no Diário Oficial em 2018.

Relembre: https://diariodotransporte.com.br/2018/11/17/animais-domesticos-de-pequeno-porte-poderao-ser-transportados-nos-onibus-municipais-de-sao-bernardo-do-campo/

Também em 2018, uma lei alterou as regras para o transporte de animais domésticos e cães-guia no Mato Grosso do Sul. Com a mudança, agora é possível levar os pets em caixas junto com os passageiros.

Relembre: https://diariodotransporte.com.br/2018/11/22/lei-altera-regras-para-transporte-de-animais-domesticos-e-caes-guia-no-mato-grosso-do-sul/

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta