EM PRIMEIRA MÃO: Já é possível transportar animais de estimação na CPTM, Metrô, EMTU, Metra e VLT

Animais devem ter até 10 kg e serem dóceis. Transporte somente em caixas apropriadas. Foto: Adamo Bazani (Diário do Transporte) / Clique para Ampliar

Matéria publicada nesta sexta-feira, 25 de janeiro de 2019, às 06h23

Lei foi sancionada e publicada hoje. Animal deve pesar até 10 kg e transporte não pode ocorrer em horários de pico, a não ser para cirurgia veterinária

ADAMO BAZANI

O Governo do Estado de São Paulo sancionou uma lei que permite o transporte de animais de estimação, com até 10 kg, nos trens da CPTM, do Metrô, nos ônibus das linhas da EMTU, nos ônibus e trólebus da Metra no Corredor ABD e no VLT – Veículo Leve sobre Trilhos da Baixada Santista.

A lei 16.930 foi publicada no Diário Oficial do Estado desta sexta-feira, 25 de janeiro de 2019, é a sanção de um projeto de lei do deputado estadual Celino Cardoso.

Animais peçonhentos ou ferozes estão proibidos.

Também não é possível andar de trem, metrô, ônibus, trólebus e VLT nos horários de pico, das 6h às 10h e das 16h às 19h, a não ser que esteja comprovadamente agendado nestes horários um procedimento cirúrgico veterinário. É necessário apresentar documentos.

O animal deve ser transportado em caixas próprias ou gaiolas e o passageiro deve pagar uma tarifa a mais pelo animal.

No início tarde, o Governo do Estado divulgou um vídeo institucional sobre o assunto:

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Rita Maria de Rezende disse:

    Totalmente favoravel pois há os que não possuem transporte próprio.

  2. Camilo disse:

    Vergonha querem tira dieiro ate de transporte de animais . tem é que melhorar o transporte primeiro passagem alta e poca qualidade trens super lotados

  3. Edir Lima disse:

    A muito de falava nisso, mas ninguém teve a coragem de sansionar. Deixei de viajar e passear com meu cachorro justamente por não poder leva-lo. Meu parabéns pela iniciativa e deixo aqui só uma sugestão, o valor/taxa cobrada no valor inteiro como se fosse um passageiro, é um absurdo, pois poderia ser cobrado apenas a metade do valor.

  4. Leh disse:

    Até que fim \0/
    E aos poucos os animais estão ganhando direitos.

  5. realmente, não entendi o que significa o artigo 4o o responsável deverá pagar a tarifa regular da linha pelo assento se for o caso, principalmente porque no vídeo o assento não foi utilizado e o animal ficou no container de fibra alocado no chão, e não no assento… neste caso é cobrado??

  6. Rita buuba disse:

    Ameeeeeiiii😀😀😀tenho um bichinho de estimação e deixei de viajar várias vezes tbm para não deixa-lo sozinho , Pois dependo do transporte público.

  7. Ana disse:

    Sem cobranças, por favor. Geralmente ficam no colo ou no chão.

  8. Reinaldo disse:

    Quem fiscalizará esse processo todo?

  9. Luiz Celso Sampaio disse:

    Criança chorando, cachorro latindo, vendedor ambulante fazendo fila, pedintes, etc…., faremos boas viagens neuróticas…

  10. Amanda disse:

    A lei já está valendo?

  11. Wanferly disse:

    Graças a Deus, só assim poderei levar a minha filha de quatro patas para viajar!!
    Ps; Deveria nem cobrar, vai no colo!!

  12. GRAMMES disse:

    Será que pode levar em uma bolsa kangaroo?

Deixe uma resposta