CPTM anuncia ampliação de viagens do Expresso Turístico com destino a Paranapiacaba

Publicado em: 7 de março de 2019

Próximo passeio está marcado para este sábado, 9 de março

JESSICA MARQUES

A CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) anunciou nesta quinta-feira, 07 de março de 2019, a ampliação de viagens do Expresso Turístico com destino a Paranapiacaba, vila histórica localizada em Santo André, no ABC Paulista.

Além dos passeios já realizados aos domingos, a CPTM informou que também disponibilizará viagens extras aos sábados nos dias 9 de março e 13 de abril.

“Nos meses de junho e julho, quando acontece o Festival de Inverno de Paranapiacaba, as viagens também aumentarão. No total serão 6 viagens a mais: três em junho e 3 em julho”, informou a CPTM, em nota.

Segundo a Companhia, Paranapiacaba é o principal destino do Expresso Turístico. Em 2018, 8.673 pessoas embarcaram rumo à vila aos domingos. Jundiaí, outro destino oferecido pela CPTM, recebeu praticamente a metade, com 4.044 turistas aos sábados, enquanto Mogi das Cruzes, com uma viagem mensal, somou 458 viajantes.

“A medida experimental está baseada no número de passageiros transportados em cada um dos roteiros”, disse o gerente de Relacionamento Sergio de Carvalho Junior.

“Diante da procura intensa, que chega a dois meses de espera, a CPTM decidiu experimentar esse novo modelo operacional, com foco na grande demanda de Paranapiacaba. Inclusive, com mais viagens programadas para os meses de junho e julho para o tradicional Festival de Inverno de Paranapiacaba”, afirmou também o gerente.

PREÇO

O preço unitário da passagem para qualquer um dos três roteiros é de R$ 50,00 (ida e volta), exceto para o embarque na Estação Prefeito Celso Daniel-Santo André, com destino a Paranapiacaba, que sai por R$ 44,00.

No entanto, os descontos podem chegar até 25% na compra de quatro passagens. O valor para transporte de bicicletas é de R$ 7,00, lembrando que o serviço é exclusivo do roteiro para Mogi, conforme informado pela CPTM.

O bilhete é vendido das 9h às 18h, todos os dias, nas bilheterias das estações da Luz e Prefeito Celso Daniel-Santo André. Cabe ressaltar que o bilhete da CPTM contempla somente a viagem de trem até um dos destinos escolhidos. Roteiros complementares, podem ser consultados nos sites dos municípios visitados.

“O embarque para qualquer um dos três roteiros ocorre às 8h30 da plataforma 4 da Estação da Luz e o retorno das cidades visitadas, às 16h30. No caso de Paranapiacaba, o trem faz uma pausa para embarque na Estação Prefeito Celso Daniel-Santo André”, informou a CPTM, em nota.

São 174 poltronas para acomodar confortavelmente os turistas, além de espaço reservado para cadeira de rodas (com cinto de segurança e ancoragem da cadeira). Os interessados podem obter mais informações e conferir a abertura de novas datas para viagens no site http://cptm.sp.gov.br/sua-viagem/ExpressoTuristico/Pages/Vagas-e-Calendario.aspx.

HISTÓRICO

Em abril, o serviço Expresso Turístico completará 10 anos de operação. Neste período, 142.712 turistas já viveram a experiência de embarcar em uma locomotiva a diesel, modelo Alco RS-3 de 1952, que conduz dois carros de passageiros, de aço inoxidável, fabricados no Brasil pela Budd – Mafersa nos anos 60 e que foram cedidos pela ABPF (Associação Brasileira de Preservação Ferroviária).

Criado em 2009 pela CPTM e pela STM (Secretaria dos Transportes Metropolitanos), o serviço já contabilizou 955 viagens aos finais de semana, proporcionando o resgate da memória regional de cada destino e da história ferroviária durante os trajetos, que têm duração aproximada de uma hora e meia.

BALANÇO

A CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) divulgou o balanço do Expresso Turístico, um serviço que oferece roteiros diferenciados em trens antigos. Em 2018, mais de 13 mil passageiros utilizaram o serviço.

Ao todo, foram 13.175 turistas, que se dividiram entre três destinos: Luz-Jundiaí (três sábados por mês), Luz-Mogi das Cruzes (no segundo sábado de cada mês) e Luz-Paranapiacaba (aos domingos).

Relembre: ​Expresso Turístico da CPTM transporta mais de 13 mil passageiros em 2018

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Comentários

  1. Gilvan disse:

    Tem que ter outroa destinos com o mesmo nível de interesse de Paranapiacaba. Viagens para municipios turísticos poderia elevar a receita da CPTM pois atrairia muito mais público. Lugares como Aparecida do Norte, Campos do Jordão, até mesmo Santos, acredito que são roteiros interessantes. Por mais que é muito difícil, mas não é impossível. Um dia os roteiros atuais eram impossiveis também.

  2. Rodolfo disse:

    O expresso turístico de Mogi poderia seguir até Guararema, acredito que assim a demanda aumentaria.

    1. Carlos A. disse:

      Excelente ideia. A linda Guararema vem firmando-se como um ótimo destino turístico por conta do rio Paraiba, do natal e do passeio de maria fumaça. Pena que só de automovel é possivel chegar a essa cidade.

  3. Paulo Gil disse:

    Amigos, boa noite.

    Em 2019, não pode haver uma imprecisão como esta abaixo que foi extraída do link indicado na matéria.

    “Expresso Turístico – LUZ-JUNDIAÍ Data da viagem 16/03/2019 às 08:30hs
    Disponibilidade de Lugares: esse mapa representa a situação neste momento da consulta ( 07/03/2019 às 20:25hs ) e não garante necessariamente a disponibilidade no ato da compra na bilheteria.”

    De que adianta estar na Internet, ai você se desloca até a Estação da Luz e não tem mais vagas.

    Este é o problema da ferrovia no Barsil ela não evoluiu.

    O site da CPTM, deve vender a passagem e emitir “vausher”, aí é só embarcar.

    “E cuidado com o vão e a altura entre o trem e a plataforma”

    MODERNIZA CPTM.

    Att,

    Paulo Gil

  4. Clédina Rodrigues disse:

    Era maravilhoso quando tinha o passeio de trem para Santos, é uma pena terem retirado esse roteiro

  5. Silvio disse:

    O expresso turístico para Paranapiacaba podrria ter a opção de ir no sábado e retornar no domingo, para que o turista tenha a possibilidade de pernoitar em Paranapiacaba e ter uma experiência mais completa.

    1. Carlos A. disse:

      Boa ideia.

  6. maria Cecília Jardim disse:

    E idosos pagam também ou tem algum desconto

  7. a cptm deveria retirar esse lixo de expresso turístico ( q não serve para nada e caro ) e no local voltar com a linha que foi desativada dos suburbios até o local de hora em hora. em preços normais
    porque muitas e muitas pessoas não tem condição de pagar esse preço.

    1. Gilvan disse:

      Se não servisse pra nada não teria transportado quase 13 mil passageiros no ano passado. A iniciativa do Expresso turístico é totalmente um resgate das memórias do passado e nada impede da CPTM expandir sua malha ferroviária, so que tem que calcular rentabilidade o que provavelmente não há levando uma unidade elétrica até Paranapiacaba

  8. Marcos disse:

    A demanda poderia aumentar se a linha bras-Rio grande da serra voltasse a ir para paranapiacaba pelo menos de hora em hora..com tarifas normais….porem a cptm quer dinheiro facil 50 pila…e poucas viagens…..melhor que muitas viagem a 4,30…pois gasta menos trilhos e energia eletrica….bresil um pais de picaretas aproveitadores e bandidos de terno e gravata

  9. Helena de Oliveira Andreazzi disse:

    Concordo é um transporte econômico, a passagem tinha que ser bem mais barato. E tbm tá na hr de, de voltar o percurso até Santos, assim alivia, o massacre das rodovias. E tbm cadê, o tal “trem bala” que ía até o Rio de Janeiro???

  10. Cristina disse:

    Excelente notícia!!! Quero fazer os três passeios com a família nos finais de semana disponíveis! Mas acho que de Mogi deveria ir até Guararema e o de Paranapiacaba até Santos. E também deveria ter todos os finais de semana no mínimo para passeios e todos os dias para os trabalhadores. O preço também não deveria ser tão salgado!

  11. Lindomar disse:

    Enquanto a compra tive que ser feita pessoalmente, eu passo.

  12. Selma disse:

    Impossível comprar para Paranapiacaba …sempre lotado, e não há a informação da data da abertura da venda para os próximos meses, o que inviabiliza mais ainda a compra. Há muito tempo quero fazer esse passeio, mas nunca consegui. E também deveria vender on-line, pois esse sistema de venda está ultrapassado

Deixe uma resposta