Tambaú Transportes começa a operar emergencialmente em Catanduva a partir de segunda-feira, dia 7 de janeiro

Publicado em: 5 de janeiro de 2019

Contrato com a Jundiá Transportes venceu no dia 15 de dezembro de 2018 (Foto: Divulgação)

Empresa atendeu a chamamento público e assinou contrato por 180 dias. Usuários pagarão 25 centavos a mais na tarifa

ALEXANDRE PELEGI

A Tambaú Transportes começa a operar em Catanduva, interior de São Paulo, nesta segunda-feira, dia 7 de janeiro de 2019.

A empresa assinou contrato emergencial com a prefeitura no dia 24 de dezembro de 2018 para assumir o transporte público no município por seis meses.

O Diário do Transporte noticiou em 14 de dezembro que a Justiça de Catanduva recusara o pedido de liminar da prefeitura da cidade que solicitava a manutenção do contrato do transporte coletivo com a empresa Jundiá, concessionária do transporte até então.

Relembre: Decisão judicial pode deixar Catanduva sem ônibus a partir de segunda-feira

Com a negativa, a empresa teve que interromper os serviços, uma vez que o contrato de concessão, válido por 10 anos e assinado em 2008, venceu em 15 de dezembro.

A prefeitura queria postergar o atendimento do transporte coletivo pela Jundiá por mais seis meses, mas na ausência de outra empresa contratada para operar o sistema de ônibus da cidade precisou assumir com frota própria até conseguir nova empresa em caráter emergencial.

Após fazer um chamamento público no dia 18 de dezembro, a Tambaú Transportes acabou selecionada para operar no lugar da Jundiá, e o início do contrato prevê que os serviços comecem já nesta segunda-feira, dia 7 de janeiro.

A Secretaria de Trânsito e Transportes Urbanos (STU) de Catanduva informa que os ônibus cumprirão o mesmo horário e itinerários, das 5h às 23h nos dias úteis.

A tarifa de R$ 4,00 terá de ser paga nos primeiros dias apenas em dinheiro, por conta de reparos no sistema eletrônico do Terminal Urbano. Até então, o valor pago pelos catanduvenses era de R$ 3,75, logo houve um aumento de 25 centavos, 6,6%.

A Tambaú se comprometeu a colocar 17 ônibus para atender as 12 linhas locais, com um veículo reserva.

A tabela com os horários será divulgada no site da Prefeitura de Catanduva (www.catanduva.sp.gov.br).

CHAMAMENTO PÚBLICO:

A Prefeitura de Catanduva fez um chamamento público para empresas de transporte coletivo interessadas na prestação do serviço na cidade, em caráter emergencial no dia 18 de dezembro. Quatro empresas apresentaram propostas para assumirem o transporte coletivo em caráter emergencial.

Dentre as empresas, a Jundiá, que operava o transporte da cidade, ofertou o menor valor de tarifa, R$ 3,75, mas inseriu um subsídio para os passageiros isentos. Por esse motivo sua proposta foi descartada.

A segunda menor proposta foi da Tambaú, empresa de São Paulo, que ofertou R$ 4 por passagem.

LICITAÇÃO DO TRANSPORTE COLETIVO ESTÁ SUSPENSA:

Após uma determinação do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo, a licitação para o transporte coletivo de Catanduva foi suspensa, conforme publicação do Diário Oficial do dia 6 de novembro de 2018.

Relembre: Tribunal de Contas suspende licitação para transporte coletivo de Catanduva

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Comentários

  1. MIchel A Souza disse:

    Nunca ouvi falar dessa empresa!!!

  2. Thiago disse:

    Olá boa .Dia a licitação já está liberada novamente nos propróxidias já deverão publicar no diário oficial no mesmo foi mantido alguns pontos de exigência como frota 0km, ar-condicionado e Wi-Fi parece que o número de obibuô seriam 22 sendo 9 micro-ônibus e 13 grande e agora com o novo edital subiu pra maior quantidade de ônibus.

  3. Fer disse:

    Maior rolo essa Tambaú….
    Os motoristas foram buscar os ônibus que são alugados da Jundiá….e a Tambaú não tinha nem dinheiro todo para combustível e pedágio …os motoristas tiveram q fazer vaquinha para ajudar a pagar….
    Tá muito estrango isso….

  4. Wagner disse:

    Como fica quem é estudante que paga em Meia?

  5. Cláudio Bononi disse:

    Tambaú
    A poucos anos atrás era um bar podem olhar o cnpj
    Tem um dono com nome de cruzeiro
    Que está em São Paulo tentando impugnar a licitação de Sp
    Uma empresa que só existe no papel
    Pergunta pra prefeitura de Catanduva aonde e a garagem da Tambaú
    Quantos ônibus a empresa possui???
    Só tem papel essa empresa
    GOLPE

Deixe uma resposta