Prefeitura do Rio anuncia criação do CariocaParking.Rio

Foto: D.O. da cidade do Rio de Janeiro

Com uso de aplicativos em lugar de papel, sistema promete modernizar estacionamento rotativo na cidade

ALEXANDRE PELEGI

Garantir uma gestão mais eficiente das vagas de estacionamento da cidade, oferecer mais conforto e facilidade para a população na compra do tíquete, e coibir fraudes e falsificações. São promessas do CariocaParking.Rio, novo modelo de estacionamento rotativo anunciado nesta segunda-feira, dia 22 de outubro de 2018 pela prefeitura do Rio de Janeiro.

O novo sistema é destaque de capa do Diário Oficial da cidade, e substituirá o bilhete de papel do “Rio Rotativo”, sistema sem atualização há 14 anos.

A compra será feita pelo aplicativo USUÁRIO, em lojas credenciadas ou com os atuais vendedores autônomos, que passarão a trabalhar com máquinas de venda do valor de crédito associado à placa do veículo previamente cadastrado”, afirma a matéria de capa.

De acordo com a prefeitura, “o projeto começa com o edital de licitação elaborado pela Secretaria Municipal de Transportes para a contratação de serviços de gestão da comercialização de créditos eletrônicos por solução tecnológica para estacionamento rotativo nas vias públicas”.

CARIOCA_PARKING

Na página 356 do Diário Oficial, um comunicado da Secretaria de Transportes do município repete as principais informações, acrescentando alguns detalhes de como funcionará o novo sistema:

O tempo máximo de permanência nas vagas continuará igual ao modelo atual – variando entre 2h, 4h e período único.

O usuário também poderá contar com uma página na internet contendo informações sobre o serviço, tais como informações institucionais sobre o CariocaParking.Rio, dados da conta do usuário, consulta das vagas de estacionamento rotativo na cidade, transparência, entre outros.

Existem 35.600 vagas nas ruas do Rio de Janeiro que são públicas e pagas”.

O modelo de zona azul digital em São Paulo funciona desde 2016. Outras capitais brasileiras também já aderiram ao sistema, como Fortaleza.

Saiba mais sobre o funcionamento do sistema: http://www.cetsp.com.br/consultas/zona-azul/tudo-sobre-zona-azul-digital/como-funciona-a-zona-azul-digital.aspx

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

1 Trackback / Pingback

  1. Gestão Bruno Covas lança consulta pública para concessão da Zona Azul – Diário do Transporte

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: