Scania terá ônibus intermunicipal rodoviário a gás natural no Brasil a partir de 2019

As revelações foram feitas durante o 1º Fórum de Transporte Público Sustentável em Buenos Aires, na Argentina, realizado pela Scania. Foto: Adamo Bazani

Revelação foi feita à reportagem em Fórum de Transporte Público Sustentável, em Buenos Aires

ADAMO BAZANI / JESSICA MARQUES

A Scania deve oferecer ao mercado brasileiro, a partir de 2019, um ônibus a gás natural para linhas intermunicipais rodoviárias de curta distância. Com isso, a montadora sueca, que no Brasil tem sede em São Bernardo do Campo, no ABC Paulista, deve ampliar as opções de veículos com esse tipo de combustível.

Atualmente, a empresa realiza demonstrações em várias cidades brasileiras de um modelo urbano, cuja homologação deve sair até o final do ano, por causa do combustível, para a comercialização.

O gerente de vendas e marketing de ônibus da América Latina, André Rodrigues de Oliveira, disse que no Brasil há várias cidades, como São Paulo, com potencial para uso de gás natural nos ônibus urbanos, por causa da oferta do combustível e rede de distribuição.

Entretanto, de acordo com o executivo, diante da possibilidade de uma economia entre 20% e 25% dos gastos com combustível, que o gás natural deve proporcionar, alguns empresários de ônibus já consultaram a montadora para a possibilidade de modelos rodoviários intermunicipais de curta distância.

“Começamos a ver interesse surgindo para operações intermunicipais entre 150 km e 200 km, que parecem ser bastante atrativas pelo volume de quilometragem e custo final. Vários operadores de ônibus já estão perguntado e a gente está trabalhando para ter esta categoria com gás natural já para o ano que vem”, disse.

André Rodrigues de Oliveira revelou também que a Scania já está conversando com fabricantes de carrocerias e dos tanques de gás natural, para que haja uma melhor solução em relação a características de um veículo para esse tipo de serviço, que necessita de bagageiros e é de piso alto.

“Estamos discutindo isso em parceria com várias encarroçadoras e com fornecedores de tanques para achar soluções para distribuir os cilindros da melhor maneira possível. Por outro lado, é importante observar que este tipo de linha de curta distância demanda menos uso do bagageiro. Normalmente, são viagens cotidianas, que as pessoas vão e voltam no mesmo dia, sem necessidade de muita bagagem”, finalizou o executivo.

As revelações foram feitas durante o 1º Fórum de Transporte Público Sustentável em Buenos Aires, na Argentina, realizado pela Scania. O evento tem cobertura especial do Diário do Transporte.

Além de executivos da montadora, autoridades públicas dos transportes de Buenos Aires e nacionais da Argentina, bem como autoridades do setor energético, debatem como deixar os transportes coletivos mais amigáveis ao meio ambiente.

Na Argentina, os investimentos do Governo Federal são no sentido de ampliar a oferta de gás natural, devido às reservas presentes no país.

Para o governo, o gás natural é uma questão estratégica, não só no país, mas como posicionamento na América Latina.

O repórter Adamo Bazani viajou a Buenos Aires a convite da Scania.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Jessica Marques para o Diário do Transporte

1 comentário em Scania terá ônibus intermunicipal rodoviário a gás natural no Brasil a partir de 2019

  1. luiz fernandes de oliveira // 11 de outubro de 2018 às 15:22 // Responder

    Boa Tarde

    É mais econômico do que o etanol.

    Existe Scania operando com etanol.

    Sds

1 Trackback / Pingback

  1. ESPECIAL: Transporte coletivo limpo não tem milagre. Antes de concretizar o sonho, a conta tem de fechar, defendem especialistas internacionais – Diário do Transporte

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: