Região Metropolitana de São Paulo perde pontos de emissão do Cartão BOM

Cartão BOM é utilizado em linhas intermunicipais e para realizar integração com a Metra e CPTM. Foto: Jessica Marques

Usuários ainda podem solicitar bilhete via internet, em Poupatempos, terminais e comprar créditos em 2.600 locais, segundo a Autopass, empresa responsável pelo serviço

JESSICA MARQUES

A Região Metropolitana de São Paulo perdeu 11 pontos de emissão do Cartão BOM – Bilhete de Ônibus Metropolitano nos últimos dois anos. O bilhete é utilizado em ônibus intermunicipais, trólebus e para realizar a integração com trens da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) e Metrô.

Em 2016, era possível solicitar o Cartão BOM em 32 pontos da região. Neste ano, segundo informações obtidas pelo Diário do Transporte e confirmadas pela Autopass, existem apenas 18 opções oferecidas pela empresa e três sob gestão da operadora Metra, responsável pelo Corredor Metropolitano ABD.

Os pontos desativados no período estavam localizados em cidades diferentes da Região Metropolitana, como Itapecerica da Serra, Taboão da Serra, Guarulhos, São Caetano do Sul e quiosques em bairros de regiões da capital paulista, como Brás, Campo Limpo, Capão Redondo, Grajaú, Itaquera, Sacomã, Tatuapé, Tietê, Tucuruvi e Vila Prudente.

Em alguns casos, o atendimento foi transferido para o Poupatempo mais próximo, como é o caso de Itaquera, Taboão da Serra e Guarulhos, por exemplo. Na capital paulista, apenas o Poupatempo de Itaquera atende a demanda de emissão do Cartão BOM.

“Em maio deste ano, a empresa informou seus clientes sobre o encerramento dos quiosques localizados nas estações de metrô: Itaquera, Tatuapé, Tietê, Tucuruvi e Vila Prudente. Além disso, o atendimento presencial do posto de Itapecerica passou a ser feito pelo Poupatempo de Taboão da Serra”, relatou a Autopass, em nota, confirmando o fim do serviço em vários pontos da capital paulista.

O Diário do Transporte teve acesso à lista de pontos de emissão do Cartão BOM disponíveis em 2016. Confira:

REDE_DE_ATENDIMENTO_[EMISSAO]-1

REDE_DE_ATENDIMENTO_EMISSAO-2-990958114-1535477581429.jpg

OUTRO LADO

56a145d3-82e9-48ea-8b14-e1b3ea07d92d

Pontos de emissão do Cartão BOM estão sob gestão da Metra nos terminais Diadema, São Mateus e Santo André. Foto: Jessica Marques

Em nota, a Autopass informou que, “desde o ano passado, a empresa vem ampliando a rede de atendimento do Cartão BOM por toda grande São Paulo migrando parte dos serviços para seis Poupatempos, cinco terminais de ônibus e sete postos de atendimento, 271 máquinas de autoatendimento nas estações de metrô e CPTM e 2600 pontos de compra de crédito (supermercados, bancas de jornal, padarias, etc.). Ao todo, são 18 locais de atendimento presenciais”.

A empresa explicou que, em janeiro de 2018, eram 24 postos de atendimento. A justificativa para os sete quiosques desativados no período é que a maior demanda era por serviços de recarga de crédito e não de emissão.

A Autopass informou ainda que os pontos fixos “deram lugar a uma rede com 2600 pontos de compra de crédito (supermercados, bancas de jornal) e 271 terminais de autoatendimento. Esses sete quiosques ficavam em regiões diversas da cidade.Também ampliamos o atendimento do BOM para seis Poupatempos (em janeiro eram cinco), dando o total de 18 postos de atendimento presenciais atuais”.

Ainda segundo a empresa responsável pela administração do Cartão BOM, o usuário do transporte público tem como opção o canal online e o aplicativo VOUD para solicitar serviços via internet, como recarga do Cartão BOM e visualização do saldo, por exemplo.

Para emitir a primeira via do BOM Comum, o passageiro pode acessar o site https://www.cartaobom.net/cartoes/comum.aspx e solicitar a entrega em domicílio, porém com cobrança de uma taxa.

Entretanto, para solicitar a segunda via do bilhete, é preciso se dirigir a um dos pontos presenciais disponíveis.

Confira os pontos disponíveis, conforme informado pelo site do Cartão BOM, administrado pela Autopass:

Emissão BOM Comum - Locais 10072018-1

Além dos pontos informados pela Autopass, a Metra disponibiliza o serviço de emissão do Cartão BOM nos terminais São Mateus, na zona leste da capital paulista, Diadema e Santo André, no ABC.

CARTÃO BOM SÊNIOR, ESCOLAR, ESPECIAL E VALE-TRANSPORTE

A Autopass informou ainda que para cada modalidade há um atendimento específico. No caso do Vale Transporte, que responde por 40% das solicitações do BOM, o cartão é enviado para os endereços indicados pelas empresas empregadoras.

O BOM Sênior, por sua vez, é emitido apenas nas seis unidades do Poupatempo enquanto que o BOM Escolar e BOM Especial são emitidos diretamente pela EMTU (Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos), que traz informações sobre a emissão no site emtu.sp.gov.br.

“Além disso, a partir desta quarta-feira, 29 de agosto, até o dia 21 de setembro, a empresa disponibilizará um posto itinerante que rodará Santo André e as demais cidades do Grande ABC para emissão do cartão do idoso, o BOM Sênior. O posto funcionará durante a semana, entre 8h e 17h. Basta levar RG, CPF e comprovante de endereço. O usuário pode ter mais informação sobre o serviço em www.bomitinerante.com.br, informou a Autopass.

INTEGRAÇÃO E VIAGENS DE TRÓLEBUS

O Cartão BOM vai além de ser apenas um cartão que facilita o embarque dos passageiros. O bilhete é essencial para realizar a integração entre os trens da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) e Metrô com ônibus intermunicipais da EMTU (Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos).

Atualmente, o desconto é de R$ 1,50 no segundo embarque, após reajuste aplicado em 2017. Relembre: Desconto entre ônibus EMTU e CPTM /Metrô cai para R$ 1,50 a partir de sábado

Além disso, o bilhete é a única maneira de garantir a integração entre ônibus municipais e trólebus da Metra em São Mateus, Diadema e Piraporinha, no Corredor Metropolitano ABD.

A transferência custa R$ 1, mas quem não possui o Cartão BOM terá de pagar duas tarifas: a municipal e a tarifa do trólebus , que é de R$ 4,30.

Relembre: A transferência custa R$ 1, mas quem não possui o Cartão BOM terá de pagar duas tarifas: a municipal e a tarifa do Corredor Metropolitano ABD , que é de R$ 4,30.

O uso do Cartão BOM também é um facilitador para quem for embarcar no trólebus. Os validadores dos veículos aceitam apenas moedas e bilhetes unitários, além do cartão magnético.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

1 comentário em Região Metropolitana de São Paulo perde pontos de emissão do Cartão BOM

  1. O ruim do bilhete bom, é q não podemos passar mais de uma passagem no mesmo momento,sendo q o bilhete e da gente,acho q poderíamos passar quantas passagem agente quisesse .

1 Trackback / Pingback

  1. Guarulhos terá integração tarifária em três linhas de ônibus para o Itaim Paulista e cidades do Alto Tietê – Diário do Transporte

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: